Loading...

Confira o Guia DaBase do Brasileirão Sub-17

Começa nesta sexta (07) a terceira edição do Brasileirão Sub-17, principal competição nacional da categoria. O torneio, que contará com os 20 melhores clubes do país, promete reunir os maiores talentos do futebol brasileiro, que ainda sonham com a chegada ao profissional.

Brasileirão Sub-17 contará com 20 clubes. Foto: DaBase

A competição sofreu com os adiamentos, provocados pela pandemia de COVID-19. inicialmente marcada para março, ela foi adiada para abril e, posteriormente, para o início de maio. Agora, as 15 datas estipuladas para o campeonato levarão a uma final no dia 14 de agosto.

O formato do torneio é o mesmo dos dois últimos anos: 20 equipes estão divididas em dois grupos, com dez times cada. Os clubes se enfrentam dentro de suas chaves em turno único, com os quatro primeiros avançando às quartas de final. No mata-mata, os duelos serão disputados em jogos de ida e volta, até chegar à decisão.

O Flamengo foi campeão da primeira edição do Brasileiro Sub-17, em 2019. No ano passado, o título ficou com o Fluminense.

Tabela da 1ª rodada

SEXTA (07)

15h30: Cruzeiro x São Paulo (Arena do Calçado, Nova Serrana)

21h30: Corinthians x Internacional (Parque São Jorge, São Paulo)

SÁBADO (08)

15h: Ceará x Atlético-GO (Cidade Vozão, Itaitinga)

15h: Bahia x Grêmio (Pituaçu, Salvador)

15h: Athletico-PR x Santos (CT do Caju, Curitiba)

15h: Fluminense x Fortaleza (Laranjeiras, Rio de Janeiro)

15h: Sport x Chapecoense (Ilha do Retiro, Recife)

15h: Vasco x Atlético-MG (Estádio Nivaldo Pereira, Nova Iguaçu)

20h30: América-MG x Botafogo (SESC Venda Nova, Belo Horizonte)

DOMINGO (09)

20h30: Palmeiras x Flamengo (Alianz Parque, São Paulo)

Confira o Guia completo abaixo:

GRUPO A

América-MG

Destaque: Adyson, atacante, 15 anos

Técnico: Guilherme Nascimento

Histórico: O América caiu na primeira fase nas duas últimas participações, ficando na quinta posição do Grupo B em 2019 e no sétimo lugar do Grupo A no ano passado.

Retrospecto: O sub-17 americano foi campeão de torneios oficiais pela última vez em 2014, com a conquista do Campeonato Mineiro. O time bateu nas semifinais da Copa do Brasil de 2015 e nas quartas da Taça BH de 2018.

Confira a matéria especial sobre o time

Guilherme Nascimento. Foto: Reprodução/ Instagram

“Podemos esperar do América uma equipe que joga um futebol ofensivo, de muita mobilidade e velocidade, com a convicção de buscar o controle das ações nas partidas independentemente dos adversários. Só assim, com um jogar que nos permita ter protagonismo, poderemos alcançar nosso objetivo de classificar pela primeira vez ao mata-mata da competição” – Guilherme Nascimento.

 

 

Adyson. Foto: Reprodução/ Instagram
Atlético-GO

Destaque: Márcio Defendi, goleiro, 17 anos

Técnico: Augusto Fassina

Histórico: O Dragão fará a sua estreia no Brasileirão Sub-17

Retrospecto: O sub-17 atleticano só disputou a Copa do Brasil da categoria a nível nacional, parando nas oitavas, mas vem de finais no estado, sendo campeão goiano em 20117 e 2018, além dos vices goiano em 2020 e da Taça Mané Garrincha em 2018 e 2019.

Confira a matéria especial sobre o time

Augusto Fassina. Foto: Arquivo Pessoal

“Podemos esperar um time bastante aguerrido, determinado, competitivo. É o que buscamos fazer os atletas entenderem,  Por ser a primeira participação do clube, é um momento único, esperamos fazer uma boa campanha, projetar jogadores no cenário, por os atletas na vitrine, que podem ir até para o profissional, é uma tendência. Esperamos fazer uma boa competição e ficar marcados na história do clube” – Augusto Fassina.

 

Márcio Defendi. Foto: Reprodução/ Instagram
Bahia

Destaque: Gabriel Souza, goleiro, 16 anos

Técnico: Fernando Oliveira

Histórico: O Tricolor de Aço fez a pior campanha geral em 2019, com apenas um empate e oito derrotas. No ano passado, o time ficou na oitava posição do Grupo A, caindo na primeira fase.

Retrospecto: O sub-17 tricolor não conquista o Baiano desde 2016, ficando com o vice em 2017 e 2018 e fora da decisão na última edição, em 2019. A equipe também não disputou as últimas edições da Copa do Brasil e só avançou às oitavas nos anos de 2014 e 2015.

Confira a matéria especial sobre o time

Fernando Oliveira. Foto: Divulgação/ EC Bahia

“A expectativa é bem positiva, é uma categoria promissora, talentosa, tem aflorado questões técnicas, mas que vive um processo de amadurecimento; Nosso desafio é gerar isso nesses jogos nacionais. No Brasileirão de 2020 tivemos muitos atletas nascidos em 2004 jogando, o que é uma grande contribuição para o amadurecimento dessa equipe. A expectativa é melhorar nosso desempenho e ter uma equipe mais madura para as adversidades da competição”  – Fernando Oliveira.

 

Gabriel Souza. Foto: Felipe Oliveira/ EC Bahia
Botafogo

Destaque: Gilwagner, atacante, 17 anos

Técnico: Vinícius Nogueira

Histórico: O Alvinegro caiu na primeira fase das duas edições já disputadas do Brasileirão, ficando na sexta posição da chave nos dois anos.

Retrospecto: O sub-17 botafoguense chegou à final da Copa do Brasil de 2015 e do Carioca de 2017, após conquistar a Taça Rio, mas não tem títulos de grande porte ou campanhas de destaque nos últimos anos.

Confira a matéria especial sobre o time

Vinicius Nogueira. Foto: Divulgação/ Botafogo

“Nosso foco é a formação integral dos atletas, mas acreditamos que bons rendimentos nos darão bons resultados para alcançarmos o objetivo inicial, que é ficar entre os quatro primeiros da nossa chave. Isso nos possibilitará mais jogos na segunda fase para a continuidade da formação desses atletas, visto que estamos em uma situação pandêmica e que talvez essa seja a única competição da categoria” – Vinícius Nogueira.

 

 

Gilwagner. Foto: Reprodução/ Instagram
Ceará

Destaque: João Victor, atacante, 17 anos

Técnico: Álvaro Martins

Histórico: O Vozão não disputou a primeira edição do torneio, em 2019, e caiu na primeira fase no ano passado, ficando com a quinta posição do Grupo B.

Retrospecto: O sub-17 alvinegro vem de conquistas recentes, somando os títulos do Cearense, da Copa Seromo e da Supercopa Natal em 2019, ano em que atingiu as quartas de final da Copa do Brasil, sua melhor campanha. No ano passado, a equipe caiu nas semifinais do Estadual.

Confira a matéria especial sobre o time

Álvaro Martins. Foto: Pedro Chaves/ Ceará

“Nossa expectativa é alcançar uma inédita segunda fase para o Ceará. Porém, mais importante que o resultado é alcançar nossos objetivos em termos de processo, que é dar uma formação mais rica para os nossos talentos, dar tempo para os atletas nascidos em 2004 diante de grandes adversários, e também para os nascidos em 2005, que são muito talentosos” – Álvaro Martins.

 

 

João Victor. Foto: Pedro Chaves/ CearáSC.com
Cruzeiro

Destaque: Nakamura, lateral-esquerdo, 17 anos

Técnico: Mário Henrique

Histórico: A Raposa caiu na primeira fase em suas duas participações no Brasileirão Sub-17 com campanhas idênticas: duas vitórias, dois empates e cinco derrotas.

Retrospecto: O sub-17 celeste é o atual campeão mineiro, título conquistado em 2019, mas vem de uma eliminação na primeira fase da Copa do Brasil de 2020 – torneio em que a equipe chegou às semifinais, no ano de 2016.

Confira a matéria especial sobre o time

Mário Henrique. Foto: Rodolfo Rodrigues/ Cruzeiro

“Estamos chegando com um projeto de mudança de alguns comportamentos. A gente sabe que o Cruzeiro é muito bem representado todos os anos com suas equipes, e a sub-17 não vai ser diferente. Temos um método de trabalho muito competitivo, com uma equipe muito organizada em todas as fases do jogo. São atletas em processo de formação, com bom entendimento e qualidade técnica. Mas só isso não é suficiente hoje em dia” – Mário Henrique.

 

 

Nakamura. Foto: Reprodução/ Instagram
Flamengo

Destaque: Victor Hugo, meia, 16 anos

Técnico: Mário Jorge

Histórico: O Rubro-Negro conquistou a primeira edição do Brasileirão Sub-17, em 2019. No ano passado, o time caiu nas semifinais, diante do Athletico-PR.

Retrospecto: O sub-17 flamenguista vem de inúmeras campanhas de destaque, como a Copa do Brasil de 2018 e o bicampeonato carioca de 2016 e 2017. Além disso, a equipe bateu em quatro semifinais de Copa do Brasil desde 2014 e na Taça BH de 2016, bem como na final do Carioca de 2019 e da Taça BH de 2017.

Confira a matéria especial sobre o time

Mário Jorge. Foto: Reprodução/ Instagram

“Vamos tentar competir da melhor forma possível. Não vejo como queda ter ficado entre as quatro melhores equipes do país em duas competições de alto nível. Lembrando que essa geração esteve nas fases agudas de todas as competições que participou, conseguindo competir e jogar dentro do que preconizamos internamente. Então não vejo como queda e o resultado do ano passado não apagará o que os meninos fizeram até aqui” – Mário Jorge.

 

Victor Hugo Gomes. Foto: Reprodução/ Instagram
Grêmio

Destaque: Kauan Kelvin, atacante, 16 anos

Técnico: Douglas Rodrigues

Histórico: O Tricolor foi o líder do seu grupo e invicto na primeira fase do Brasileirão Sub-17 de 2019, mas caiu nas semifinais. No ano passado, o time perdeu apenas uma vez na fase de grupos, porém foi eliminado pelo Athletico-PR nas quartas de final.

Retrospecto: Fora das últimas edições do Gauchão, o sub-17 gremista vem de títulos internacionais e regionais. Em 2019, a equipe conquistou a Copa Santiago, o Torneio Las Americas e a Aldeia Cup, além de ter uma final de Copa do Brasil (2014) no currículo.

Confira a matéria especial sobre o time

Douglas Rodrigues. Foto: Divulgação/ Grêmio

“(Podemos esperar) Uma equipe muito competitiva, com qualidade técnica apurada e taticamente muito dedicada à nossa proposta de jogo. São atletas com prioridade na qualidade técnica, posicionamentos bem definidos no campo e com a raça competitiva que a torcida sempre espera do Grêmio” – Douglas Rodrigues.

 

 

Kauan Kelvin. Foto: Reprodução/ Instagram
Palmeiras

Destaque: Luiz Guilherme, meia, 17 anos

Técnico: Artur Itiro

Histórico: O Verdão fez a melhor campanha geral da primeira fase em 2019, mas caiu nas quartas de final, nos pênaltis, diante do São Paulo, de forma invicta. No ano passado, o time foi novamente o líder do seu grupo e parou nas quartas, desta vez para o Flamengo.

Retrospecto: O sub-17 alviverde é multicampeão, levantando o bi do Mundial de Clubes em 2018 e 2019, o Paulistão de 2018, a Supercopa de 2019 e a Copa do Brasil de 2017 e 2019. Além disso, a equipe foi vice estadual em 2017 e 2019 e da Taça BH de 2016, parando também nas semifinais das Copas do Brasil de 2018 e 2020 e da Taça BH de 2017.

Confira a matéria especial sobre o time

Artur Itiro. Foto: Divulgação/ Palmeiras

“Apesar de estarmos em um período de dúvidas sobre o que vai acontecer por conta da pandemia, estamos nos preparando caso o Brasileiro aconteça normalmente. Como em todos os anos, o Palmeiras tem se tornado referência na base e nos sentimos na obrigação de manter esse patamar. Pode-se esperar por uma equipe muito competitiva, que busca ofensividade o tempo todo, para estar pelo menos entre os quatro melhores. Sabemos que é difícil manter, mas temos essa cultura construída ao longo dos anos” – Artur Itiro.

 

Luiz Guilherme. Foto: Reprodução/ Instagram
São Paulo

Destaque: Leandro, goleiro, 16 anos

Técnico: Menta

Histórico: O Tricolor saiu nas semifinais do Brasileirão Sub-17, nos pênaltis, nas duas participações, caindo para os campeões das respectivas edições: Flamengo em 2019 e Fluminense em 2020.

Retrospecto: O sub-17 são-paulino vem de inúmeras conquistas recentes, somando três das últimas cinco edições do Paulistão (2015, 2016 e 2019). No ano passado, vieram também os títulos da Copa do Brasil e da Supercopa, além de um bicampeonato da Taça BH em 2016 e 2017 e dos vices estaduais em 2018 e da Copa do Brasil de 2019.

Confira a matéria especial sobre o time

Manta. Foto: Divulgação/ São Paulo FC

“Como sempre, teremos uma equipe muito ofensiva, que busca o gol a todo instante. Trabalhamos com um objetivo bem definido, que é formar o atleta para jogar na equipe principal do São Paulo e. dentro disso, precisamos alcançar níveis elevados de qualidade dos atletas. Então, em nosso entendimento, percebemos que quanto mais jovens de qualidades juntos, melhores são as equipes e por consequência ficamos mais próximos dos títulos” – Menta.

 

Leandro. Foto: Miguel Schincariol/ saopaulofc.netl
GRUPO B
Athletico-PR

Destaque: Léo Ataíde, lateral-direito, 17 anos

Técnico: Fernando Seabra

Histórico: O Furacão caiu nas quartas de final do Brasileirão Sub-17 de 2019 e foi vice-campeão no ano passado, chegando à final com apenas uma derrota em treze jogos, mas perdendo as duas decisões para o Fluminense.

Retrospecto: O sub-17 rubro-negro vem de títulos consecutivos no Paraná, conquistando quatro dos últimos seis Estaduais disputados. A equipe também atingiu as quartas de final da Taça BH em 2015 e 2018 e da Copa do Brasil em 2013, 2014 e 2020.

Confira a matéria especial sobre o time

Atlético-MG

Destaque: Caio Ribas, volante, 17 anos

Técnico: Lucas Batista

Histórico: O Galinho caiu nas quartas de final do Brasileirão Sub-17 em 2019, diante do Grêmio. No ano passado, o time parou na primeira fase, ficando com a quinta posição do Grupo A.

Retrospecto: O sub-17 alvinegro vem de eliminação nas quartas de final da Copa do Brasil de 2020 – competição vencida em 2014. Além disso, a equipe soma dois tricampeonatos estaduais na década, sendo vice em 2019, e o título da Taça BH de 2018.

Confira a matéria especial sobre o time

Lucas Batista. Foto: Divulgação/ Atlético

“Teremos um time muito competitivo, que vai ser agressivo e buscar os resultados em todos os jogos. É uma geração promissora do clube, que felizmente vamos conseguir juntar pra disputar as competições deste ano” – Lucas Batista.

 

 

 

Caio Ribas. Foto: Bruno Sousa/ Atlético
Chapecoense

Destaque: Eli, atacante, 17 anos

Técnico: Yan Razera

Histórico: O Verdão do Oeste caiu na primeira fase nas duas edições do Brasileirão Sub-17, ficando com a oitava posição do Grupo B em 2019 e na nona colocação do Grupo A no ano passado.

Retrospecto: O sub-17 condá se destacou recentemente chegando às quartas de final da Copa do Brasil de 2016 e nas semifinais em 2017, além de conquistar o Estadual em 2015 e ser vice no ano de 2017.

Confira a matéria especial sobre o time

Yan Razera. Foto: Reprodução/ Instagram

“Queremos dispute todos os jogos de igual para igual com todas as equipes da chave. A gente espera que os atletas consigam desenvolver o melhor, ganhamos mais uma folguinha na preparação com o adiamento do torneio. Isso nos dá mais tempo para organizar a equipe para buscar a classificação para a próxima fase. É muito difícil, mas temos que tentar, é o grande objetivo nesse momento” – Yan Razera.

 

 

Eli. Foto: Reprodução/ Instagram
Corinthians 

Destaque: Vinícius Cressi, zagueiro, 17 anos

Técnico: Gustavo Almeida

Histórico: O Timãozinho foi vice-campeão do Brasileirão Sub-17 em 2019 e, no ano passado, caiu nas quartas de final após levar uma virada do São Paulo.

Retrospecto: O sub-17 corintiano vem de três quedas consecutivas nas semifinais do Paulistão, além de títulos no meio da década, como o tricampeonato do Mundial de Clubes (2010, 2011 e 2015), o Paulistão de 2013, a Taça BH de 2015 e a Copa do Brasil de 2016, sendo vice do torneio no ano seguinte.

Confira a matéria especial sobre o time

Gustavo Almeida. Foto: Rodrigo Gazzanel/ Ag. Corinthians

“Esperamos que o Corinthians seja um time agressivo, com muita vontade de vencer e que consiga evoluir e melhorar a cada jogo. Temos um grupo de jogadores com muita vontade de representar os valores do clube dentro do campo e querem aproveitar essa oportunidade de disputar uma competição desse nível, que a cada jogo exige a sua melhor preparação” – Gustavo Almeida.

 

 

Vinícius Cressi. Foto: Reprodução/ Instagram
Fluminense

Destaque: Arthur, meia, 16 anos

Técnico: Guilherme Torres

Histórico: Atual campeão do Brasileirão Sub-17, o Tricolor parou nas quartas de final do torneio em 2019, caindo diante do Corinthians.

Retrospecto: O sub-17 tricolor foi vice-campeão da Copa do Brasil e da Supercopa de 2020. O time vem de um bicampeonato carioca (2018 e 2019), além de ser a equipe com mais semifinais de Copa do Brasil, ficando com o vice também em 2018.

Confira a matéria especial sobre o time

Guilherme Torres Foto: Mailson Santana/ FFC

“(Podemos esperar) Uma equipe aguerrida que vai buscar a evolução individual e coletiva de seus jogadores ao longo da competição, praticando o DNA Tricolor. Nosso principal objetivo é criar um ambiente propício para o desenvolvimento dos nossos jogadores” – Guilherme Torres.

 

 

Arthur. Foto: Mailson Santana/ FFC
Fortaleza

Destaque: Pedro André, meia, 16 anos

Técnico: Júnior Câmara

Histórico: O Leão do Pici fará a sua estreia no Brasileirão Sub-17

Retrospecto: Estreante em torneios nacionais de base, o sub-17 tricolor vem de dois títulos estaduais em 2020: a Copa Seromo e o Cearense. A equipe também foi vice do primeiro em 2017 e do segundo nos anos de 2016 e de 2018, com o último título conquistado em 2014.

Confira a matéria especial sobre o time

Júnior Câmara. Foto: Thais Pontes/ Fortaleza

“Esperamos muita dificuldade, mas com uma identidade muito clara, como a forma de jogar ligada à história do clube, uma identidade que o torcedor gosta. Um time que não desiste, se entrega, acredita, extremamente participativo em todas as fases do jogo, com e sem a bola, que sempre tenta a vitória, mas sem descuidar do momento defensivo” – Júnior Câmara.

 

 

Pedro André. Foto: Reprodução/ Instagram
Internacional

Destaque: Robert Taylor, atacante, 17 anos

Técnico: Ariel Lanzini

Histórico: O Colorado parou na primeira fase nas duas edições do Brasileirão Sub-17, ficando na sétima posição do Grupo B em 2019 e na nona colocação do Grupo B no ano passado.

Retrospecto: O sub-17 colorado foi bicampeão gaúcho em 2017 e 2018, mas caiu nas semifinais do Estadual no ano de 2019. A equipe, que conquistou o Brasileirão e a Copa do Brasil duas vezes na última década. quando as competições não eram organizadas pela CBF, parou nas quartas da Taça BH de 2018 e da Copa do Brasil de 2019.

Confira a matéria especial sobre o time

Ariel Lanzini. Foto: Divulgação/ Internacional

“Podemos esperar uma equipe competitiva, que vai em busca de um jogo ofensivo e que consiga ter eficácia em todos os momentos do jogo. Dentro disso, queremos dar sequência a revelar bons valores para o sub-20, dar sequência na formação dos atletas. O grupo é muito comprometido e os meninos estão trabalhando forte para uma evolução individual e coletiva” – Ariel Lanzini.

 

 

Robert Taylor. Foto: Fernando Jacondino/ Divulgação
Santos

Destaque: Mateus Lima, meia, 15 anos

Técnico: Élder Campos

Histórico: O Peixe caiu na primeira fase das duas edições do Brasileirão Sub-17, ficando na nona posição do Grupo A em 2019 e no sexto lugar do Grupo B no ano passado.

Retrospecto: O sub-17 santista foi campeão pela última vez em 2014, no Paulistão. Depois, foi vice estadual em 2015 e semifinalista no ano seguinte, além de chegar às semifinais da Copa do Brasil nas quartas da Taça BH de 2018.

Confira a matéria especial sobre o time

Élder Campos. Foto: Pedro Ernesto Guerra Azevedo/ Santos FC

“Acredito que teremos uma equipe bem competitiva, com atletas que já vivenciaram a competição. Estamos empenhados em buscar uma melhor colocação em relação ao ano anterior” – Élder Campos.

 

 

 

 

Matheus Lima foi destaque do time sub-13. Foto: Reprodução/ Instagram
Sport

Destaque: Cícero Neto, meia, 16 anos

Técnico: Sued Lima

Histórico: O Leão da Ilha parou na primeira fase nas duas edições do Brasileirão Sub-17, sendo o sétimo do Grupo A em 2019 e o lanterna da chave no ano passado.

Retrospecto: O sub-17 rubro-negro conquistou o terceiro bicampeonato pernambucano nos últimos oito anos em 2020. A equipe também parou nas quartas de final da Copa do Brasil do ano passado – torneio em que foi vice em 2016;

Confira a matéria especial sobre o time

Sued Lima. Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

“Esperamos iniciar 2021 bem, pois já temos uma equipe boa. O fato do pernambucano ter ido até janeiro fez com que déssemos prioridade aos atletas 2004, os que serão sub-17 no Brasileirão. Agregamos isso para iniciar a formação dos nossos atletas. Estamos voltando dor recesso, temos a base montada, correndo atrás de posições pontuais, para que posamos iniciar o Brasileiro de 2021 em um nível competitivo maior que 2020” – Sued Lima.

 

Cícero Neto. Foto: Reprodução/ Instagram
Vasco

Destaque: Hygor Peçanha, lateral-direito, 17 anos

Técnico: Igor Guerra

Histórico: O Cruzmaltino parou na primeira fase do Brasileirão Sub-17 em 2019, ficando na quinta posição do Grupo A, e caiu nas quartas de final em 2020, diante do Fluminense.

Retrospecto: O sub-17 vascaíno foi campeão carioca pela primeira vez em 2015, sendo vice nos anos de 2016 e 2018. A equipe também parou nas semifinais da Taça BH de 2018 e da Copa do Brasil de 2019, suas melhores campanhas.

Confira a matéria especial sobre o time

Igor Guerra. Foto: Divulgação/ Vasco

“A expectativa é muito positiva. O início foi complicado, os atletas estavam sem ritmo de jogo e treino, víamos muitos erros que não costumam acontecer nos treinos, nos jogos amistosos. Mas percebi uma evolução muito positiva, técnica e taticamente, principalmente competitiva. Essa parte tem melhorado e aumentado cada vez mais a cada treino. e tem feito com que a qualidade e a intensidade dos treinos aumente dia após dia, fazendo com que eles evoluam” – Igor Guerra.

 

Hygor Peçanha. Foto: Reprodução/ Instagram

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...