Loading...

ESPECIAL BRASILEIRÃO SUB-17: Flamengo busca equilíbrio para tentar o bicampeonato

A 15ª matéria da série especial do DaBase.com.br sobre o Brasileirão Sub-17 traz o primeiro campeão do torneio. O Flamengo busca manter o equilíbrio entre formar e conquistar após um ano de novas promessas reveladas e eliminações nas semifinais.

Flamengo vem de quedas nas semifinais de torneios em 2020. Foto: Paula Reis/ CRF

No ano passado, o Rubro-Negro viveu situações opostas. Com o surto de COVID-19 no elenco principal, muitos jovens foram alçados ao profissional e ganharam a torcida, que cobra cada vez mais o aproveitamento da base. O clube foi o terceiro que mais relacionou atletas da base no Brasileirão, apesar do pouco uso, com apenas 4.564 minutos.

Por outro lado, o movimento forçou a utilização de atletas mais jovens em cada equipe da base. Assim, muitos destaques do sub-17 subiram ao sub-20 e “desfalcaram” o elenco no Brasileirão e na Copa do Brasil, culminando em duas eliminações nas semifinais.

Apesar disso, o histórico da categoria é vencedor. O Flamengo conquistou a primeira edição do Brasileirão, em 2019, um ano após vencer a Copa do Brasil. A equipe também vinha do bicampeonato carioca de 2016 e 2017 e de diversos títulos internacionais, além de bater nas semifinais da Copa do Brasil em 2014, 2015, 2017 e 2020 e da Taça BH de 2016 e ficar com os vices da Taça BH de 2017 e do Carioca de 2019.

A diferença de resultados entre 2019 e 2020, na visão de Mário Jorge, não foi uma queda, mas sim um destaque por brigar entre os melhores até o fim. Ele comentou sobre o desempenho da equipe sub-17 em 2020 em entrevista exclusiva ao DaBase.con.br.

“Vamos tentar competir da melhor forma possível. Não vejo como queda ter ficado entre as quatro melhores equipes do país em duas competições de alto nível. Lembrando que essa geração esteve nas fases agudas de todas as competições que participou, conseguindo competir e jogar dentro do que preconizamos internamente. Então não vejo como queda e o resultado do ano passado não apagará o que os meninos fizeram até aqui”.

Foto conquistou o Brasileirão em 2019. Foto: Divulgação/ CBF

A subida de muitos garotos também serviu para amadurecer a equipe, que contou com vários atletas nascidos em 2004 e 2005, geração que compõe o atual elenco. Quem mais se destacou já tem espaço nas categorias de cima, como o atacante Mateus Lima, que já defende o time alternativo no Carioca, e os meias Matheus França e Victor Hugo, que se dividiram entre sub-20 e sub-17 no ano passado.

Outros jovens, como Matheus Gonçalves e Lucas Matheus, nascidos em 2005, já ganharam minutos e chamaram a atenção em suas primeiras participações. Mário Jorge explica que a transição começou no ano passado visando  equilibrar um processo prejudicado pela pandemia.

“Eles não estão sem competir um ano. Alguns jogaram o sub-17, outros jogaram no sub-20 A e B. Óbvio que o tempo de inatividade atrapalhou uma etapa da formação dos atletas, mas isso não aconteceu só com Flamengo. Respeitando o momento de cada um dos atletas, vamos tentar dar equilíbrio e fazer com que esse hiato seja diminuído”, disse.

Diante de um calendário incerto, o Flamengo chega a 2021 com participação garantida no Brasileirão e na Copa do Brasil, além de aguardar definições sobre o Carioca. O objetivo é ter equilíbrio e seguir desenvolvendo os atletas para a entrada nos momentos competitivos em alto nível.

“Na realidade ainda não tenho certeza do calendário equilibrado. mas vamos fazer que todos tenham oportunidades e o que é mais importante, tenham tempo de treinar e se desenvolver”, encerrou.

DESTAQUES

Victor Hugo. Foto: Reprodução/ Instagram

Victor Hugo

O meia Victor Hugo foi um dos principais jogadores da equipe sub-17 em 2020. O jogador de 16 anos fez 14 partidas e quatro gols na última temporada, além de atuar quatro vezes no time sub-20. Jovem talentoso, com visão de jogo e poder de definição, ele chama a tenção na base rubro-negra desde as categorias inferiores e pode ser um dos destaques da competição em 2021.

 

Matheus França. Foto: Reprodução/ Instagram

Mateus França

Outro meia que se destaca na base rubro-negra há algum tempo é Matheus França. O jogador de 16 anos foi campeão sul-americano sub-15 pela Seleção Brasileira em 2019 e segue figurando nas listas da Amarelinha Sub-17. Pelo Flamengo, ele atuou seis vezes no sub-17 em 2020 e marcou três gols, além de jogar em sete oportunidades no sub-20, podendo ser um dos atletas mais experientes em campo neste ano.

 

Petterson. Foto: Reprodução/ Instagram

Petterson

Um dos jogadores mais frequentes na equipe sub-17 em 2020, o atacante Petterson é uma das referências rubro-negras. O jovem de 17 anos fez 17 das 20 partidas da equipe no ano passado, marcando cinco gols em seu primeiro ano na categoria. O jogador, que também tem passagens pelas seleções de base, alia velocidade e finalização e chega a 2021 gerando expectativa no torcedor e no clube.

 

TÉCNICO

Mário Jorge. Foto: Reprodução/ Instagram

Mário Jorge

O técnico Mário Jorge tem experiência no futebol carioca e está no Flamengo desde 2016, passando por diversos cargos. Ele assumiu o cargo na equipe sub-17 após passagens pelo sub-15 e sub-18, substituindo Phelipe Leal, que conquistou o Brasileirão e a Copa do Brasil e deixou o Rubro-Negro no ano passado.

Auxiliar Técnico: Leonam Pereira

Preparador Físico: Hugo Coelho

Treinador de Goleiros: Rodrigo Pacheco

ÚLTIMOS RESULTADOS

O Flamengo vem de um ano com duas eliminações nas semifinais das competições sub-17. Apesar disso, a equipe vem com um histórico de títulos, incluindo o Brasileirão de 2019, a Copa do Brasil de 2018 e o bicampeonato carioca em 2016 e 2017, além de torneios internacionais. O clube também bateu nas semifinais da Copa do Brasil em 2014, 2015, 2017 e 2020 e da Taça BH de 2016 e ficou com os vices da Taça BH de 2017 e do Carioca de 2019.

ESTREIA DEFINIDA

A CBF definiu na última terça (09) os grupos e a tabela detalhada das primeiras rodadas do Brasileirão Sub-17. O Rubro-Negro está no Grupo A, ao lado de América-MG, Atlético-GO, Bahia, Botafogo, Ceará, Cruzeiro, Grêmio, Palmeiras e São Paulo.

A equipe estreia no dia 24 de março, quarta-feira, às 17h, diante do Palmeiras, no Alianz Parque, em São Paulo.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...