Loading...

ESPECIAL BRASILEIRÃO SUB-17: Fluminense quer manter título e marca do futebol coletivo

O DaBase.com.br inicia uma série de matérias especiais sobre os participantes do Brasileirão Sub-17 2021 com o atual campeão do torneio. Após brilhar com a Geração dos Sonhos, o Fluminense defende o título e o futebol coletivo, responsável pelo desenvolvimento de diversas joias de Xerém.

Tricolor conquistou a segunda edição do torneio. Foto: Mailson Santana/ FFC

O Tricolor vem de uma temporada marcante. Com um grupo de atletas tido como dos mais promissores dos últimos tempos, o clube conquistou o título do Brasileirão com uma campanha inalcançável:  doze vitórias e três derrotas, 37 gols marcados e 18 sofridos.

Após avançar como terceiro colocado do Grupo B na primeira fase, a equipe eliminou o Vaco nas quartas de final com dois triunfos e passou pelo São Paulo nos pênaltis para avançar à decisão. Diante do Athletico-PR, o Fluminense venceu os dois jogos por 2 a 1 e saiu com a taça da segunda edição do torneio.

Para o técnico Guilherme Torres, que falou com exclusividade ao DaBase.com.br, o objetivo para 2021 é manter o trabalho consistente e desenvolver os atletas individual e coletivamente dentro da metodologia tricolor..

“(Podemos esperar) Uma equipe aguerrida que vai buscar a evolução individual e coletiva de seus jogadores ao longo da competição, praticando o DNA Tricolor. Nosso principal objetivo é criar um ambiente propício para o desenvolvimento dos nossos jogadores”, comentou.

Além da campanha no Brasileirão, o clube ficou perto de novas taças. A equipe chegou à final da Copa do Brasil, mas viu o título escapar no último lance da decisão, diante do São Paulo. O Tricolor Paulista também foi o algoz na Supercopa do Brasil, decidida nos pênaltis.

Parte da Geração dos Sonhos já defende as categorias sub-20 e sub-23. Foto: Mailson Santana/ FFC

A pressão para a manutenção dos resultados, na visão de Guilherme Torres, é bem administrada. Segundo o técnico, o ambiente criado pelas vitórias recentes propicia o desenvolvimento do jogo de qualidade.

“Uma temporada com Campeonato Brasileiro, Copa do Brasil e Campeonato Estadual vai ser sempre um desafio para qualquer equipe. Penso que os resultados alcançados nas últimas temporadas não serão um peso para a equipe atual, mas sim uma responsabilidade de desempenhar um bom futebol, já que atualmente é essa a expectativa de nossa torcida”.

“Nossas últimas temporadas atuam como um reforço positivo de que conquistas coletivas geram benefícios individuais. Apesar de um tempo curto de pré-temporada, esperamos chegar o mais longe possível nas competições e com isso enriquecer o desenvolvimento de nossos jogadores”, acrescentou.

Com o fim da temporada 2020 já em 2021, o tempo de preparação da equipe foi reduzido. Parte da Geração dos Sonhos, nascida em 2003, foi promovida aos elencos sub-20 e sub-23 para a disputa do Estadual profissional, casos de Metinho e Kayky – também já negociados com o City Football Group – e os atacantes Matheus Martins e João Neto.

Por outro lado, uma geração vitoriosa integrará o time sub-17 neste ano, com jovens que já atuam juntos desde as categorias inferiores e vêm de conquistas estaduais e nacionais. Sem calendário oficial em 2020 devido à pandemia, Guilherme Torres aponta que o novo grupo terá de se adaptar e evoluir no início do campeonato.

“Como fomos a equipe que jogou o maior número de partidas na última temporada, tivemos uma temporada até meados de fevereiro. Apesar de alguns jogadores já estarem em nossa categoria durante a temporada passada, a maioria ainda fazia parte do contexto do sub 16. Além disso, por ter sido uma temporada atípica, a categoria sub 16 não teve calendário competitivo, e muitos jogadores não participaram de jogos oficiais no ano passado. Essa adaptação ao calendário competitivo atual, deverá ser mais rápida que o habitual, considerando o tempo reduzido de pré-temporada”, concluiu.

DESTAQUES

Davi. Foto: Reprodução/ Instagram

Davi Schuindt

O zagueiro Davi Schuindt é um dos atletas nascidos em 2004 que ganharam espaço como titular logo em seu primeiro ano na categoria sub-17. O jogador de 16 anos fez doze partias na última temporada, atuando quatro vezes no Brasileirão, sete na Copa do Brasil e na decisão da Supercopa. Forte nas roubadas de bola e um dos pilares defensivos, o jovem deve ser um dos líderes da defesa tricolor.

 

Arthur. Foto: Mailson Santana/ FFC

Arthur

Com apenas 15 anos, Arthur já era titular e destaque do meio-campo tricolor sub-17 em 2020. Uma das maiores joias de Xerém, o jovem foi camisa 10 da Seleção Brasileira Sub-15 campeã sul-americana em 2019 e fez três gols em 18 jogos no ano passado. Com 16 anos completados e já de olho nas categorias superiores, o meia tem tudo para liderar a equipe juvenil no Brasileirão.

 

Gustavo Lobo. Foto: Mailson Santana/ FFC

Gustavo Lobo

Reserva em boa parte da última temporada, o atacante Gustavo Lobo deve ser uma das referências da equipe sub-17 em 2021. O jogador de 16 anos atuou em 22 dos 25 jogos do Fluminense em 2020/21, com três gols marcados. No clube desde 2017, ele tem histórico de goleador na base e chega como um dos candidatos a artilharia do campeonato.

 

TÉCNICO

Guilherme Torres. Foto: Mailson Santana/ FFC

Guilherme Torres

Guilherme Torres teve uma temporada brilhante em seu primeiro ano no comando da equipe sub-17 tricolor. No clube desde 2017, quando trabalhou como coordenador, o profissional aplicou a metodologia desenvolvida em Xerém em campo e colheu os resultados coletivos e individuais. Ele, que tem seu irmão (Eduardo Oliveira) no comando do time sub-20, também acumula experiências nas seleções masculina e feminina, Flamengo e Botafogo.

Auxiliar Técnico: Felipe Canavan

Preparador Físico: Igor Cotrim

Treinador de Goleiros: Leonardo Signorelli

ÚLTIMOS RESULTADOS

Atual campeão brasileiro sub-17, o Fluminense fechou 2020 com o vice-campeonato da Copa do Brasil e da Supercopa, ambas perdidas para o São Paulo. O time sub-17 vem também de um bicampeonato carioca (2018 e 2019), além de ser a equipe que acumula mais semifinais de Copa do Brasil – cinco nas edições organizadas pela CBF – porém sem conquistá-la.

A CBF ainda não divulgou a tabela do Brasileirão Sub-17 de 2021. O torneio está previsto para o dia 23 de março.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...