Loading...

ESPECIAL BRASILEIRÃO SUB-17: Sport supera dificuldades de 2020 com título estadual e base definida

A quinta matéria da série especial  do DaBase.com.br sobre o Brasileirão Sub-17 traz um clube que conseguiu superar as dificuldades de 2020 com título. O Sport, campeão pernambucano da categoria há menos de um mês, chega com uma base definida e em busca de melhorar seus resultados recentes.

Sport vem de campanha ruim no Brasileirão e título estadual. Foto: Anderson Stevens/ Sport

O Leão vem de um ano difícil nas categorias de base. Sofrendo com uma crise econômica agravada pela pandemia de COVID-19, o clube negociou diversos atletas das equipes sub-15 e sub-17, além de demitir profissionais de diversas áreas.

O resultado, inicialmente, foi ruim, com a segunda pior campanha do Brasileirão Sub-17 – uma vitória, um empate e sete derrotas. Na categoria sub-20, o time se recuperou durante o Brasileirão, mas não conseguiu evitar a eliminação na primeira fase, assim como as quedas nas quartas de final da Copa do Nordeste e nas oitavas da Copa do Brasil.

No entanto, a categoria sub-17 mostrou poder de reação. O time chegou às quartas de final da Copa do Brasil com direito a duas goeladas sobre o Londrina nas oitavas, além de conquistar o Pernambucano já no início de 2021. A ideia, para a sequência do ano e o começo de uma nova temporada, é seguir melhorando o desempenho, como conta o técnico Sued Lima em entrevista exclusiva ao DaBase.com.br.

“O ano de 2020 foi atípico para todos. Pela incerteza do calendário e a fragilidade financeira, nosso presidente negociou alguns atletas e a gente iniciou o Brasileiro com a equipe em formação. O nível da competição é alto, e entrar com a equipe em formação é difícil. Mas tivemos uma melhora de desempenho gradativa. Os resultados não foram aqueles esperados pelo Sport, mas o trabalho foi gradativo, e tivemos desempenho e resultados bons na Copa do Brasil”, avaliou.

O alongamento da temporada de 2020, para o treinador, foi positivo. Apesar do acúmulo de jogos, ele comenta que conseguiu definir uma base, apostando nos atletas nascidos em 2004 que terão em 2021 seu principal ano na categoria sub-17;

“Esperamos iniciar 2021 bem, pois já temos uma equipe boa. O fato do pernambucano ter ido até janeiro fez com que déssemos prioridade aos atletas 2004, os que serão sub-17 no Brasileirão. Agregamos isso para iniciar a formação dos nossos atletas. Estamos voltando dor recesso, temos a base montada, correndo atrás de posições pontuais, para que posamos iniciar o Brasileiro de 2021 em um nível competitivo maior que 2020”.

Sport conquistou Pernambucano Sub-17 pela sexta vez nos últimos oito anos. Foto: Anderson Stevens/ Sport

Apesar das dificuldades e os resultados irregulares em torneios nacionais, o Sport conta com um trabalho forte nas categorias de base. líder do Ranking DaBase em Pernambuco e segundo colocado no Nordeste, o clube tem utilizado mitos jovens no elenco principal, sendo a 10ª equipe que mais aproveitou a base no Brasileirão.

Com a disputa simultânea de Copa do Nordeste e do Pernambucano em 2021, o clube decidiu utilizar a equipe sub-20 e outros jovens no Estadual. Nesse grupo, está o zagueiro Victor Gabriel, de apenas 16 anos e com passagens pelas seleções de base.

Na visão de Sued, a disputa de competições oficiais nacionais é extremamente importante para o desenvolvimento dos atletas, possibilitando uma transição mais suave às categorias superiores.

“O Sport vem constantemente colocando atletas nas seleções. O mais recente foi o Vitor Gabriel, que já estrou no profissional com 16 anos, e o Gustavo, que está no time principal. Eles disputaram o Brasileiro sub-17 e, pelos desempenhos, já foram promovidos ao sub-20. Isso aconteceu com a geração 2002, 2003 e o próprio 2004. A gente sabe que o jogo capacita muito mais o atleta do que vários treinos. Quando se disputa um Brasileiro nesse nível, os atletas amadurecem, ficam competitivos. Nos adequamos à exigência momentânea da competição. o resultado é o atleta subir ao sub-20 e, no primeiro ano, já ser integrados ao profissional”, concluiu.

DESTAQUES

Paulo Victor. Foto: Reprodução/ Instagram

Paulo Victor

O Sport tem um alicerce na defesa e o nome dele é Paulo Victor. O goleiro vem de títulos estaduais pelas categorias de base do Leão e já se firmou em seu primeiro ano na categoria sub-17. Ele disputou onze jogos entre Brasileirão e Copa do Brasil de 2020, além de conquistar o Pernambucano no início deste ano. O jovem completou 16 anos apenas no fim do ano passado e chega para 2021 como um dos candidatos a paredão do Brasileirão.

 

Cícero Neto. Foto: Reprodução/ Instagram

Cícero Neto

Cícero Neto é mais um atleta nascido em 2004 que ganhou bastante espaço em seu primeiro ano na categoria sub-17. Ele disputou treze dos 14 jogos disputados pelo Leão entre Brasileirão e Copa do Brasil, sendo titular em seis deles e marcando um gol. Ele também anotou dois no Pernambucano – um deles no jogo de ida da decisão, garantindo o placar de 1 a 0 – e tem tudo para ser uma das referências no meio-campo rubro-negro em 2021.

Daniel Cruz. Foto: Reprodução/ Instagram

Daniel Cruz

O atacante Daniel Cruz foi um dos jovens que mostraram poder de balançar as redes adversárias em 2020. O jovem de 17 anos não esteve no elenco que disputou o Brasileirão, mas ganhou espaço na Copa do Brasil, marcando dois gols em quatro jogos. Já no Estadual, mesmo vindo do banco em algumas partidas, ele foi o vice-artilheiro da equipe rubro-negra, com quatro bolas na rede – incluindo no jogo decisivo contra o Náutico.

TÉCNICO

Sued Lima Foto: Anderson Freire

Sued Lima

No Sport desde 2014, Sued Lima conhece muito bem a categoria sub-17. Ele assumiu a equipe em 2017. após passagens vitoriosas pelo sub-13 e sub-15 e, desde então, vem acumulando conquistas, como o bicampeonato pernambucano. O profissional também já atuou como auxiliar no time sub-20 e no profissional do América-PE.

Auxiliar Técnico: Saulo Oliveira

Preparador Físico: José Rodrigo Sales

Treinador de Goleiros: Rafael Dias

ÚLTIMOS RESULTADOS

O Sport vem de duas eliminações na primeira fase do Brasileirão Sub-17, brigando pela classificação até as rodadas finais em 2019 e ficando com a lanterna do Grupo A no ano passado. Apesar disso, o time se recuperou, alcançando as quartas de final da Copa do Brasil – torneio do qual foi vice-campeão em 20116 – e conquistando o terceiro bicampeonato pernambucano nos últimos oito anos.

A CBF ainda não divulgou a tabela do Brasileirão Sub-17 de 2021. O torneio está previsto para o dia 23 de março.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...