Loading...

ESPECIAL BRASILEIRÃO SUB-17: Multicampeão, Palmeiras tem elenco completo para buscar título

A 13ª matéria da série especial do DaBase.com.br sobre o Brasileirão Sub-17 traz um multicampeão na categoria. O Palmeiras contará com um elenco completo e novamente cheio de promessas para buscar o único título que não foi conquistado nos últimos anos.

Palmeiras fez campanhas consistentes nas primeiras fases do Brasileirão nos últimos anos. Foto: Fábio Menotti/ Palmeiras

A folga na liderança do Ranking DaBase diz muito sobre os resultados da equipe sub-17 nos últimos anos. O Verdão conquistou o bicampeonato do Mundial de Clubes em 2018 e 2019, a Copa do Brasil em 2017 e 2019, a Supercopa em 2019 e o Paulistão em 2018, além de outros vários torneios internacionais.

Quando não conquistou, o time esteve na disputa até a reta final. O Palmeiras foi vice-campeão estadual em 2017 e 2019, chegou às semifinais da Copa do Brasil em 2018 e 2020 e da Taça BH de 2017, além de ser vice do torneio mineiro em 2016.

O único título que vem escapando com mais antecedência é o Brasileirão. Na primeira edição, em 2019, o clube fez a melhor campanha geral na primeira fase, com oito vitórias e um empate, mas caiu de forma invicta nas quartas, diante do São Paulo, nos pênaltis.

No ano passado, a equipe terminou novamente como líder de seu grupo, mas parou no Flamengo na mesma fase. Em 2021, o objetivo é alcançar as semifinais e, a partir daí, pensar no título. Em conversa exclusiva com o DaBase.com.br. o técnico Artur Itiro comentou sobre as metas e prometeu uma equipe ofensiva.

“Apesar de estarmos em um período de dúvidas sobre o que vai acontecer por conta da pandemia, estamos nos preparando caso o Brasileiro aconteça normalmente. Como em todos os anos, o Palmeiras tem se tornado referência na base e nos sentimos na obrigação de manter esse patamar. Pode-se esperar por uma equipe muito competitiva, que busca ofensividade o tempo todo, para estar pelo menos entre os quatro melhores. Sabemos que é difícil manter, mas temos essa cultura construída ao longo dos anos”, disse.

Palmeiras caiu nas semifinais da Copa do Brasil em 2020. Foto: Fábio Menotti/ Palmeiras

Com um calendário mais equilibrado neste ano, o elenco sub-17 poderá contar com grande parte dos atletas nascidos em 2004 e 2005, que muitas vezes serviram ao time sub-20 em 2020, principalmente no Paulistão. O treinador destacou esses desafios vividas em 2020 e a possibilidade de contar com uma equipe forte em 2021.

“O processo segue a linha de trabalhar sempre no nosso máximo para que tenhamos equipes competitivas em todos os anos. Vários meninos que não treinaram no ano passado por conta da pandemia integraram a categoria e precisaram de adaptação nas primeiras semanas. Temos poucos atletas integrando a categoria sub-20 hoje e o Giovani frequentando o profissional. Temos praticamente todos os jogadores que são base do time sub-17 treinando conosco, e a ideia é que fortaleçamos esse processo e continuemos a ser competitivos”.

Os garotos palmeirenses, mesmo muito jovens, foram fundamentais no título paulista sub-20 em 2020, levando à promoção de meninos do sub-15 para o sub-17. Nomes como Gabriel Vareta, Endrick e Luís Guilherme, de apenas 14 e 15 anos, já figuraram entre atletas até três anos mais velhos e mostraram seus valores. Além disso, o clube fez contratações que reforçaram a equipe, casos de Kevin e Daniel Silva, vindos do Desportivo Brasil, Victor Michell, do Betim, e Pablo Ruan, do Flamengo.

Por outro lado, a utilização da base no time profissional também foi uma oportunidade de se observar esses atletas. O Palmeiras foi o clube que mais relacionou jovens da base para a equipe principal no Brasileirão. A ideia vem sendo ampliada no início da temporada de 2021, na qual o atacante Giovani, de 16 anos, já fez três partidas no Estadual.

Por fim, vários nomes da base palmeirense são figuras constantes nas seleções de base, tendo quatro na última convocação da Seleção Brasileira Sub-17 – mesma categoria que contou com outros quatro alviverdes no título mundial de 2019. Na visão de Artur Itiro, todos esses êxitos se devem ao trabalho de excelência feito pelo clube, motivo de alegria para os profissionais da categoria.

“Vários meninos que passaram pelas nossas mãos desempenham nível de excelência no profissional, sendo decisivos em jogos importantes. Isso traz muita felicidade e alegria para nós, pois é um fruto colhido que vem sendo semeado há muito tempo. Exalto muito o nome do João Paulo por trazer esse alinhamento, essa mentalidade, elevar o nível competitivo, colocar torneios internacionais em disputa, trazer bagagem que não tínhamos em outros anos tanto para atletas quanto para nós da comissão. É um processo muito rico, e a evolução da nossa base passa por isso, pois mostra a integração entre os departamentos, os excelentes profissionais que temos. Temos meninos que estão no clube de longa data, outros que chegaram recentemente, e sempre há essa visão futurista para enxergar potencial em atletas que podem ser integrados ao profissional. Os jogadores serem decisivos no time de cima é uma consequência de todo esse grande trabalho feito ao longo dos anos”, finalizou.

DESTAQUES

Vinícius Serafim. Foto: Reprodução/ Instagram

Vinícius Serafim

O zagueiro Vinícius Serafim é um dos atletas palmeirenses constantemente convocados para as seleções de base. O jogador de 16 anos esteve presente na última lista da Amarelinha Sub-17, além de defender duas categorias no Verdão. Ele fez dez partidas na última temporada, sendo quatro no sub-17 e seis no sub-20, chegando a 2021 como uma das referências defensivas da equipe.

 

Luiz Guilherme. Foto: Reprodução/ Instagram

Luiz Guilherme

Luiz Guilherme, também conhecido como Robinho, é um meia consolidado na base alviverde. No clube desde as categorias inferiores, ele soma títulos pelo clube e convocações para a Seleção Brasileira, sendo campão sul-americano sub-5 em 2019, Na última temporada, foram dez jogos pelo time sub-17 e uma partida no sub-20, além de ter sido relacionado pela equipe principal para a última rodada do Brasileirão.

Endrick. Foto: Reprodução/ Instagram

Endrick

O atacante Endrick é um dos atletas mais jovens a brilhar na categoria sub-17. Nascido em 2006, o jogador foi promovido em 2020, quando fez um gol em sete partidas – três como titular. Artilheiro do Paulistão e do Torneio EFIPAN, entre outras competições, nas categorias inferiores, o jovem de 14 anos é uma das apostas palmeirenses e um dos prodígios do futebol brasileiro.

 

TÉCNICO

Artur Itiro. Foto: Divulgação/ Palmeiras

Artur Itiro

Um dos grandes responsáveis pelo desenvolvimento de diversos jovens da base no Palmeiras, Artur Itiro vai para mais um ano à frente da categoria sub-17. Desde 2013 no clube, o profissional acumula conquistas e revelações, passando por nomes como Gabriel Menino, Luan Cândido, Gabriel Silva, entre outros, além das taças recentes da Copa do Brasil, da Supercopa, do Mundial e do Paulistão.

Auxiliar Técnico: Rogério Ferreira

Preparador Físico: Cyro Pedroso

Treinador de Goleiros: César Del Roy

ÚLTIMOS RESULTADOS

O Palmeiras vem acumulando títulos na categoria sub-17. Além de conquistas internacionais, o clube venceu, nos últimos anos, o Paulistão (2018), a Copa do Brasil (2017 e 2019), a Supercopa (2019) e o Mundial de Clubes (2018 e 2019). No Brasileirão, porém, a equipe caiu duas vezes nas quartas de final, saindo de forma invicta em 2019. O clube também chegou às semifinais da Taça BH em 2017 e das Copas do Brasil de 2018 e 2020 e ao vice-campeonato paulista de 2017 e 2019 e da Taça BH de 2016.

ESTREIA DEFINIDA

A CBF definiu na última terça (09) os grupos e a tabela detalhada das primeiras rodadas do Brasileirão Sub-17. O Alviverde está no Grupo A, ao lado de América-MG, Atlético-GO, Bahia, Botafogo, Ceará, Cruzeiro, Flamengo, Grêmio e São Paulo.

A equipe estreia no dia 23 de março, terça-feira, às 17h, diante do Flamengo, no Alianz Parque, em São Paulo.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...