Loading...

Com calendário cheio e elenco reforçado, Vasco tenta sair do “quase” no Brasileirão sub-20

Faltando 6 dias para o início do Brasileirão sub-20, o DaBase.com.br faz a 16ª matéria especial de uma série sobre os participantes do torneio nacional. Hoje, veremos um clube que tem batido na trave nos principais torneios dos últimos anos e vem reforçado para a maratona de jogos em 2020: o Vasco.

Vasco vem de vitórias no Carioca e vices em 2019. Foto: Divulgação/ Vasco

O Cruzmaltino vem utilizando cada vez mais a base, promovendo diversos atletas ao time profissional. O trabalho é visto desde as competições de base, nas quais a equipe sub-20 está sempre entre as favoritas e disputando as decisões. No entanto, a conquista tem escapado justamente nas horas decisivas.

Depois de vários anos longe das finais, o Vaco voltou a conquistar o Carioca sub-20 em 2017, vencendo tanto a Taça Guanabara quanto a Taça Rio. No mesmo ano, o clube caiu nas semifinais da Copa do Brasil, iniciando uma sequência de eliminações nas fases decisivas e vices.

Em 2018, o time caiu na semifinal da Copa Ipiranga, para o São Paulo, e nas oitavas da Copa São Paulo, diante do Palmeiras, que se tornaria o grande algoz no ano seguinte. Em 2019, o Cruzmaltino foi eliminado pelos paulistas nas semifinais da Copa do Brasil e do Brasileirão, além de ser vice-campeão da Copa São Paulo, da Copa Ipiranga, do Carioca e do Torneio OPG.

Neste ano, o clube terá mais três oportunidades de superar essas barreiras: o Carioca, a Copa do Brasil e o Brasileirão. No entanto, o calendário cheio se tornou um grande desafio de planejamento, já que o torneio estadual ocupará as mesmas datas das competições nacionais. Para disputar os três campeonatos e se manter competitivo, o clube dividirá o elenco em duas equipes, como explica o técnico Alexandre Grasseli em entrevista exclusiva ao DaBase.com.br.

“Tivemos cinco semanas de preparação até o retorno do Carioca. Ainda teremos o Brasileirão e a Copa do Brasil, além da Copa São Paulo em janeiro. Isso pede uma organização maior do elenco. Tivemos que buscar mais atletas para disputarmos três competições distintas”, disse.

“Uma equipe disputará o Brasileiro e a outra o Carioca. Já na próxima semana teremos o Cruzeiro em BH e o Macaé no Rio, vamos dividir o grupo em dois. Acreditamos que podemos manter a força dos dois times e, com o que o time A já fez no Carioca, teremos uma boa estreia no Brasileiro. E a equipe B, que está treinando e evoluindo bastante, também fará um bom papel contra o Macaé”

Vasco promoveu vários atletas da base em 2020. Foto: Divulgação/ Vasco

Para manter duas equipes de boa qualidade, o Vasco precisou ir ao mercado e se reforçar. Além da promoção de vários atletas da categoria sub-17, o clube acertou com três jovens de times de menor expressão, além de contratar o meia paraguaio Matías Galarza, de 18 anos. A formação do time vem agradando Grasseli.

“Vejo desde já como positiva a chegada de novos atletas, foram contratações pontuais e nos ajuda muito na qualificação do elenco. A montagem segue a metodologia do clube. Teremos uma equipe competitiva, que propõe o jogo, domina a bola e busca o gol adversário. Vamos em busca do título. Assim desenvolvemos o talento dos atletas e possibilitamos o crescimento deles”

Grasseli assumiu a equipe sub-20 no fim do ano passado, levando o time à final da Copa Ipiranga e às quartas da Copa São Paulo deste ano. O trabalho, herdado do técnico Marcos Valadares, vem colocando cada vez mais atletas no time profissional.

Em 2020, o time profissional foi reforçado por jovens que ainda têm anos na base, mas que pularam etapas e se tornarem peças fundamentais no bom inicio de Brasileirão do Cruzmaltino. Além de Talles Magno, campeão mundial sub-17 com a seleção brasileira e titular desde o ano passado, o Vasco conta com o zagueiro Miranda, o lateral Cayo Tenório, o volante Bruno Gomes e os meias Gabriel Pec e Vinícius, além dos já consolidados Ricardo Graça e Andrey.

O clube que já revelaram Belini, Mazinho, Roberto Dinamite, Edmundo, Romário e, mais recentemente, Phillipe Coutinho, Allan, Douglas Luiz e Paulinho, conta com uma referência no comando do futebol profissional – e que sabe a importância de aproveitar os garotos. A relação com Ramon Menezes, treinador do time principal, e a qualidade do trabalho foram ressaltadas por Grasseli.

“A subida de jovens atletas ao profissional é extremamente natural e importante para a base. Confirma a abertura que o Ramon e a comissão técnica dá e a qualidade do trabalho desenvolvido”, finalizou.

MOMENTO

A equipe sub-20 vascaína foi uma das primeiras a retomarem os treinos presenciais, ainda no início de agosto. O tempo de preparação contou com a chegada de vários reforços, que encorparam o grupo para a disputa de três competições no ano. A primeira já teve três rodadas pós-paralisação. O Vasco voltou aos gramados no dia 9 com goleada por 8 a 1 sobre a Cabofriense, em casa, e bateu o Bangu por 3 a 0, fora de casa, no fim de semana. O cube folgou na última rodada e faz clássico contra o Botafogo, no sábado (19), às 10h, no CEFAT, antes da estreia no Brasileirão diante do Cruzeiro, no dia 23, às 15h, em Minas Gerais.

DESTAQUES

Foto: Reprodução/ Instagram

Menezes é um dos líderes da defesa cruzmaltina. O zagueiro chegou ao clube em 2017 após passagem pelo Fluminense e se firmou no time. No ano passado, ele fez 28 partidas, revezando como titular em seu primeiro ano na categoria. Aos 18 anos, o defensor já estrou entre os profissionais, no clássico contra o Flamengo, pelo Campeonato Carioca, além de ser relacionado para outras partidas. No Brasileirão, o jovem de 18 anos deve ser um dos principais nomes da equipe.

 

Foto: Marcos Faria/ Divulgação

Versatilidade é a marca registrada de Matheus Nunes, o MT. Ele chegou ao Vasco no ano passado após se destacar pelo Volta Redonda e ganhou espaço no decorrer da temporada como volante. Além de já ter atuado como meia e lateral-esquerdo, o jovem de 19 anos ganhou uma nova função neste ano: centroavante. Após renovar seu empréstimo até o fim de 2021 e sofrer com uma lesão na Copinha, o jogador assumiu o comando do ataque no Carioca e já marcou quatro gols em três jogos, chegando ao Brasileirão como uma das promessas da equipe.

 

Foto: Reprodução/ Instagram

Caio Lopes é um dos mais experientes do grupo. O meia começou a carreira como zagueiro e se tornou volante pela qualidade de passe. O jogador teve várias convocações para as seleções de base, mas devido às lesões acabou perdendo espaço. No ano passado, ele marcou treze gols em 66 partidas e foi observado de perto pelo time profissional, porém não chegou a estrear. Em 2020, após mais uma boa Copa São Paulo, o jogador de 20 anos voltou a ser relacionado para o time principal, mas segue como titular e uma das referências da equipe sub-20.

 

REFORÇOS

Foto: Reprodução/ Instagram

Com muitos atletas promovidos ao time profissional e um calendário cheio, o Vasco precisou reforçar a equipe sub-20 com destaques de clubes menores e do exterior. O principal deles é o meia paraguaio Matías Galarza, de 18 anos, que atuava pelo Olímpia e tem histórico na seleção albirroja. Ele vem por empréstimo, mas só poderá atuar em outubro, quando a janela de transferências internacionais reabre. Além dele, o Cruzmaltino acertou com o zagueiro Willian, de 17 anos, vindo do Primavera-SP, e os volantes Andrey, de 17 anos, ex-Nova Iguaçu e Ponte Preta, e João Pedro, de 19 anos, vindo do Tigres do Brasil – todos por empréstimo.

VAI FAZER FALTA?

Foto: Divulgação/ Vasco

Nathan foi um dos maiores destaques do Vasco na Copa São Paulo. O lateral-direito de 19 anos chegou ao clube em 2017 após começar a carreira na Portuguesa-RJ. Promovido ao time sub-20 no ano passado, ele atuou em 39 partidas e virou definitivamente titular neste ano. O jogador despertou interesse de clubes europeus e, há cerca de duas semanas, foi vendido ao Boavista, de Portugal, em uma transferência que pode chegar a R$ 8,1 milhões. Ele chegou a ser relacionado para dois jogos do Campeonato Carioca, mas deixa o clube sem atuar pelos profissionais.

COMISSÃO TÉCNICA 

Foto: Rafael Ribeiro/ Vasco

Alexandre Grasseli começou a carreira no futebol mineiro, passando por Cruzeiro, América e outros clubes do interior. Ele também comandou equipes em Angola e em menores centros do Brasil até chegar ao Vasco em 2018 para assumir a coordenação das categorias de base. Depois de uma rápida passagem no sub-17 do Cruzeiro, onde foi campeão mineiro, ele voltou ao Cruzmaltino para assumir a equipe sub-20, chegando ao vice-campeonato da Copa Ipiranga logo em seu primeiro mês. No Brasileirão, ele terá a seguinte comissão técnica:

Auxiliar Técnico: Diogo Rodrigues

Preparador Físico: Raul Santana

Treinador de Goleiros: Ivan Garcez

Massagista: Luis Cláudio

Roupeiros: José Roberto e Luiz Henrique

CALENDÁRIO

O Vasco é uma das equipes que terá um calendário cheio, com datas sobrepostas. O clube retornou aos gramados no dia 9 para a disputa do Carioca sub-20, que vai até o fim do ano com jogos quarta e sábado. Além disso, o time disputará a Copa do Brasil da categoria, na qual estreia no dia 7 de outubro, contra o Trem-AP, em casa. Com isso, o Cruzmaltino terá uma equipe A para as competições nacionais e um time B para o torneio estadual.

Jogos do Vasco no Brasileirão:

1ª rodada – 23/09, 15h – Cruzeiro x Vasco

2ª rodada – 26/09, 15h – Vasco x Vitória

3ª rodada – 01/10, 15h – Vasco x Atlético-MG

4ª rodada – 04/10, 15h – Botafogo x Vasco

5ª rodada – 10/10, 15h – Vasco x Goiás

6ª rodada – 15/10, 15h – Santos x Vasco

7ª rodada – 18/10, 15h – Chapecoense x Vasco

8ª rodada – 25/10, 17h – Vasco x Ceará

9ª rodada – 31/10, 15h – Athletico-PR x Vasco

10ª rodada – 04/11, 15h – Bahia x Vasco

11ª rodada – 08/11 – Vasco x Grêmio

12ª rodada – 14/11 –Vasco x Flamengo

13ª rodada – 22/11 – Internacional x Vasco

14ª rodada – 25/11 –Fluminense x Vasco

15ª rodada – 29/11 –Vasco x Palmeiras

16ª rodada – 02/11 – Sport  x Vasco

17ª rodada – 06/11 – Vasco x América-MG

18ª rodada – 13/11 – Corinthians  x Vasco

19ª rodada – 20/11 – Vasco x São Paulo

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...