Loading...

Vasco vende destaque da Copa São Paulo a cube português

O lateral-direito Nathan, de 19 anos, não é mais jogador do Vasco. Destaque do clube na Copa São Paulo, o jogador foi vendido ao Boavista, de Portugal, por R$8,1 milhões. O negócio foi revelado pelo jornal O Dia nessa terça (08).

Nathan não atuou pelos profissionais do Vasco. Foto: Divulgação/ Vasco

Inicialmente, o Boavista acertou o empréstimo do jovem até junho do ano que vem, quando o contrato do lateral se encerra, por R$1,2 milhão. O vínculo possui uma cláusula de obrigatoriedade de compra no valor de R$6,9 milhões, que serão pagos no ano que vem.

Natan se destacou na Copinha deste ano, quando fez sete partidas e avançou com a equipe às quartas de final. Ele vinha treinando com o time sub-20, pelo qual disputou a primeira rodada do Carioca ainda em março e se preparava para o retorno da competição.

O jogador chegou a ser relacionado para dois jogos do time profissional, contra Flamengo e Botafogo, no Carioca, mas não foi utilizado.

Imbróglio com a Portuguesa

Nathan chegou ao Vasco em 2017 após começar sua trajetória na Portuguesa-RJ. O clube pretende bloquear a venda do lateral pois acredita ter um percentual no passe do atleta.

A Portuguesa tinha uma proposta do Valencia, da Espanha, antes do lateral fechar com o Vasco. O clube impôs que, caso ele assinasse com o Cruzmaltino, a Portuguesa teria 30% dos direitos de Nathan. No entanto, o Vasco não reconheceu o acordo e a discussão foi à justiça.

Apesar do registro de Nathan na CBF não mostrar um club anterior ao Vasco, o nome do atleta consta em súmulas do Carioca sub-17 de 2017, gerando a polêmica.

Em matéria publicada pelo GE no ano passado, a reclamação da Lusa foi revelada. O contrato em papel timbrado enviado pelo jurídico do Vasco traz na cláusula segunda o seguinte: “Na hipótese de assinatura de contrato profissional entre ATLETA e VASCO, este último passará a ser detentor de 100% (cem por cento) dos Direitos Federativos e Econômicos sobre o primeiro e pagará a PORTUGUESA o percentual de 30% (trinta por cento) sobre o valor de uma futura transferência onerosa, sendo que o prazo para pagamento e/ou repasse do valor equivalente, será de 72 horas a contar da data do recebimento da importância pelo VASCO”.

https://www.youtube.com/watch?v=zaWKCgF6_hw

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...