Loading...

Versátil e cobiçado, Enzo Melo surge como um dos grandes talentos da base do Grêmio

Quanto tempo você precisa para mostrar seu talento? Para Enzo Melo, foram necessários apenas 30 minutos para trocar a cidade de Linhares, no Espírito Santo, por Porto Alegre. O motivo foi nobre: o jovem de nove anos se juntou à base do Grêmio, onde ele desponta, hoje, como uma das grandes promessas do clube.

Enzo Melo treina em várias posições e se destaca pela pouca idade. Foto: Arquivo Pessoal

Antes dessa mudança, porém, o garoto deixou sua marca no futebol capixaba. Desde as brincadeiras com o pai e os tios na quadra do bairro Três Barras, em Linhares, ele já mostrava que realmente gostava de futebol. Fábio Lino, pai de Enzo, falou com exclusividade ao DaBase.com.br e contou sobre esse início.

“Ele começou bem natural, brincando de bola com o pai e os tios na quadra de do bairro em Linhares. Todos gostamos demais de acompanhar e jogar futebol, ele (Enzo) sempre acompanhou tudo bem de perto. Inclusive, desde muito pequeno, trocava os desenhos animados por futebol na TV (risos)”, disse.

O talento de Enzo deixou as quadras do bairro e chegou à escolinha Arena FC, onde ele se mostrou um prodígio. Fábio conta que a família percebeu que o garoto era diferenciado ao vê-lo se destacar entre os atletas mais velhos.

“Chamou mais a atenção quando ele começou a jogar na escolinha da cidade de Linhares (Arena FC) e se destacar entre os meninos de idade superior a da dele (Enzo com 6 e os meninos com 9 anos). Foi aí que percebemos que tinha algo diferente”, ressaltou.

Romerito Felix havia percebido isso muito antes. Proprietário da escolinha Arena FC, ele conta que conheceu o menino em uma loja de materiais esportivos e, ali mesmo, já foi possível observar a habilidade que encantaria o público nos anos seguintes.

“Conheci o Enzo em abril de 2016, na época ele tinha 4 anos. Ele esteve em uma loja de material esportivo onde fez sua inscrição para jogar no Arena FC. Naquele momento percebemos que se tratava de um garoto diferenciado, pois ali na loja demos uma bola a ele e ali mesmo ele já demonstrava muita coordenação e habilidade”, relembrou.

“Após esse primeiro encontro, ele começou a treinar conosco, sempre com uma desenvoltura muito grande para sua idade, repertório motor acima do normal. Além disso, ele tem carisma, em todos os festivais as pessoas se encantavam com ele, até mesmo os pais dos atletas das equipes adversárias”.

Romerito e Enzo trabalharam juntos na escolinha Arena FC. Foro: Arquivo Pessoal

Os resultados e premiações comprovam o talento de Enzo. Em 2019, ele disputou a Cariacica Cup na Região Metropolitana de Vitória, capital do Espírito Santo, com dezenas de times. Foram sete gols em sete jogos, sendo o vice-artilheiro e o melhor jogador sub-8. No mesmo ano, antes de seguir para o Grêmio, o jovem foi campeão da Carlos Germano Cup e novamente eleito o melhor jogador do torneio.

Rumo ao Sul

O talento de Enzo não ficaria restrito ao Espírito Santo. O jovem chamou a atenção de observadores do Grêmio em um torneio disputado em Vitória e precisou de pouco tempo para se firmar no Tricolor, como relembrou Fábio.

“Ele jogou um torneio na capital do ES e um observador do Grêmio nos convidou para um teste. Depois de ajustar a viagem, fomos até Porto Alegre e, após 30 minutos de treino, fomos convidados pelo coordenador da base para fazer parte da equipe do Grêmio. Foi fantástico”.

Mas não foi só o Tricolor Gaúcho que quis o garoto capixaba. O pai explica que vários clubes brasileiros já haviam o convidado para testes, mas que o Grêmio foi escolhido como sua nova casa. Ele também elogiou o trabalho feito no CT Cristal.

“No início de tudo, ele foi convidado a participar de treinamentos em alguns clubes, onde chegou a fazer teste e ser aprovado em times como Atlético-MG, Paraná, Coritiba, Athletico-PR e Flamengo. Porém, com a aprovação no Grêmio, decidimos em família e com a participação do Enzo escolher o clube, por entender ser o melhor para ele”, revelou.

“O trabalho realizado no CT Cristal com a base do Grêmio é extremante profissional. É sem dúvida uma honra fazer parte desse clube. O Grêmio é repleto de profissionais extremamente competentes, uma das melhores bases do Brasil”, completou.

No Sul, Enzo mostra versatilidade, Ele treina em várias posições e tem a preferência por jogar como meia ou extremo. O garoto trabalha no CT Cristal três vezes por semana e faz trabalhos específicos nos dias restantes da semana, para aprimorar a compreensão tática do futebol de campo.

Além disso, Enzo conta com o apoio da empresa Dunkirk Sports, gerida pelo ex-jogador Deco, contando com o apoio dos empresários Bruno Vicintin e Márcio Schmidt. O último falou com o DaBase.com.br e ressaltou que o mais importante é tratar o futebol como algo lúdico, desenvolvendo sua técnica e habilidade já apuradas.

“Falar em carreira com um garoto de 9 anos é muito complexo, até porque temos que ter uma responsabilidade e cautela enorme por se tratar de uma criança, que naturalmente deve ter o desenvolvimento integral de uma criança, brincar muito, inclusive de jogar bola. Essa lúdica e prazer em jogar e brincar de futebol são fundamentais, ainda mais para um talento genuíno. Então o Enzo, que tem sim uma técnica e talento muito grandes, deve aproveitar e se desenvolver brincando, expandindo o repertório através disso, com muita relação com a bola, que é o primordial. É fundamental para uma criança que pode e tem potencial para ser um futuro atleta de alto nível”, indicou.

Sonhos, inspirações e fora de campo

Acima do talento e das expectativas, Enzo é uma criança que vive o futebol como uma diversão. Garoto tranquilo e que nunca deu trabalho, ele gosta de jogar PES e brincar na rua com os amigos. O jovem diz que joga futebol por amor e que aprende mito com o esporte.

“Eu gosto de jogar futebol porque ele me faz muito feliz. O futebol ensina um monte de coisas, como respeito, ajuda, fazer amizades, e estar em grupo. Eu fico muito feliz quando estou jogando bola”, contou.

Na pandemia, no entanto, os cuidados foram redobrados. Ele passou a fazer treinos separados e chegou a retomar as atividades no CT Cristal em janeiro, porém o Grêmio precisou interromper as atividades devido ao aumento de casos de COVID-19.

Enzo Melo defende o Grêmio desde 2019. Foto: Arquivo Pessoal

Além disso, ele participou de um desafio virtual no ano passado, chegando à final da disputa promovida nas redes sociais. Fábio afirma que a expectativa é vê-lo se divertindo e mantendo a cabeça de uma criança, mesmo chamando tanto a atenção do público.

“A expectativa principal é deixar ele (Enzo) sempre se divertir. Sabemos que agora ele tem um pouco mais de responsabilidade, afinal está em um grande clube do Brasil e a disputa aqui é gigante, mas o principal objetivo enquanto criança é se divertir jogando futebol. O principal desafio nesse meio tão concorrido é mantê-lo com a cabeça de uma criança e ensiná-lo a lidar com essa pressão que aparece no futebol de base”.

Por fim, Enzo aponta um sonho que uma de suas maiores inspirações alcançou. Fã de Messi e Ronaldinho Gaúcho, ele quer fazer história pelos clubes onde atuar e chegar à Seleção Brasileira.

“Meu sonho é ser um jogador profissional, deixar meu nome no clube e ir para a Seleção Brasileira. Minhas maiores inspirações são Messi e o Ronaldinho Gaúcho”, finalizou.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...