Loading...

Confira o Guia DaBase do Brasileirão Sub-20 2022

Demorou, mas o novo Brasileirão Sub-20 vai começar. Após mudar de formato e reduzir o número de datas para reduzir os custos, o torneio mais próximo dos profissionais promete trazer as promessas que já pedem passagem no futebol brasileiro.

Brasileirão Sub-20 começa neste sábado (04). Foto: DaBase

Depois de três edições no formato de pontos corridos e grupo único, o Brasileirão Sub-20 adotará grupos regionalizados, parecidos com o modelo do Brasileiro Sub-17. O objetivo, segundo a CBF, é diminuir o gasto com a competição, que atrasou mais de um mês e ficou semanas sem uma previsão.

Primeira Fase: 04 de maio a 07 ou 08 de agosto

Quartas de Final: 13 ou 14 e 16 ou 17 de agosto

Semifinais: 23 de agosto e 1º de setembro

Final: 07 de setembro

FORMATO DE DISPUTA

O Brasileirão Sub-20 contará com os 20 times melhor posicionados no Ranking de Clubes da CBF. As equipes foram dividias em dois grupos de dez equipes cada, de maneira regionalizada. A novidade é o Red Bull Bragantino, pela primeira vez na disputa de torneios nacionais de base.

Grupo A: América-MG, Atlético-MG, Bahia, Botafogo, Ceará, Cruzeiro, Flamengo, Fortaleza, Palmeiras e São Paulo

Grupo B: Athletico-PR, Atlético-GO, Chapecoense, Corinthians, Fluminense,  Grêmio, Internacional, Red Bull Bragantino, Santos e Vasco

Os clubes se enfrentarão em turno único dentro de suas chaves. Ao fim das nove rodadas, os quatro primeiros colocados de cada chave avançam às quartas de final, com cruzamentos olímpicos (1º A x 4º B, 2º B x 3º A, e assim em diante). Os jogos serão disputados em ida e volta, assim como as semifinais.

Diferentemente dos anos anteriores, o Brasileirão Sub-20 de 2022 terá final em jogo único, com mando da equipe de melhor campanha. Em caso de dois empates ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols em qualquer confronto de mata-mata, a decisão irá para os pênaltis.

HISTÓRICO 

Esta será a oitava edição do Brasileiro Sub-20 realizada pela CBF – a primeira no atual formato. Entre 2015 e 2018, o torneio tinha quatro grupos de cinco times cada na primeira fase, além de novas chaves na segunda fase antes das semifinais e finais – com exceção do ano de estreia, no qual não houve semifinais. Entre 2019 e 2021, a primeira fase era disputada em pontos corridos e turno único, além do mata-mata a partir das quartas de final.

O Brasileirão Sub-20 também teve nove edições realizadas pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF), entre 2006 e 2014. O Cruzeiro conquistou três títulos, enquanto Grêmio e Internacional levantaram duas taças. América-MG  Corinthians, por sua vez, foram campeões uma vez cada.

Em oito anos, nenhum clube conseguiu conquistar mais de um título. Somente o Palmeiras, que levantou a taça em 2018, alcançou duas finais, ficando com o vice-campeonato em 2019. Entre os semifinalistas, o Flamengo é o clube mais presente, com quatro quedas (2015, 2018, 2020 e 2021);

Em 2021, o Internacional conquistou o título de forma inédita, batendo o São Paulo na decisão. Após vencer o jogo de ida por 2 a 0, a equipe ficou no empate por 1 a 1 na volta. Gabriel Silva, do Palmeiras, foi o artilheiro do torneio, com 16 gols.

2015 – Fluminense

2016 – Botafogo

2017 – Cruzeiro

2018 – Palmeiras

2019 – Flamengo

2020 – Atlético-MG

2021 – Internacional

TABELA DA 1ª RODADA

Sábado (04)

11h: Flamengo x São Paulo (Gávea, Rio de Janeiro)

11h: Cruzeiro x Palmeiras (Arena Gregorão, Contagem)

15h: América-MG x Fortaleza (SESC Venda Nova, Belo Horizonte)

15h: Santos x Chapecoense (CT Rei Pelé, Santos)

15h: Red Bull Bragantino x Internacional (CFA Jarinu, Jarinu)

20h: Atlético-MG x Ceará (SESC Venda Nova, Belo Horizonte)

Domingo (05)

10h: Fluminense x Grêmio (Laranjeiras, Rio de Janeiro)

10h: Atlético-GO x Vasco (CT do Dragão, Goiânia)

16h: Corinthians x Athletico-PR (Parque São Jorge, São Paulo)

Quarta (08)

15h: Bahia x Botafogo (CT Praia do Forte, Mata de São João)

Confira o guia completo abaixo:

Grupo A

AMÉRICA-MG

Destaque: Adyson, atacante, 16 anos

Técnico: William Batista

Histórico: Campeão na Era FGF, em 2011, o América disputou apenas as últimas três edições do Brasileirão, somando três quedas na primeira fase. A melhor campanha foi em 2019, ficando na 9ª posição.

Retrospecto: O Coelhãozinho vem de duas grandes campanhas recentes na categoria. Após o técnico William Batista assumir, a equipe foi campeã mineira em 2021 – título que não conquistava desde 2009 – e semifinalista da Copa São Paulo deste ano, feito alcançado pela ultima vez em 2016.

Momento: O time mantém o embalo da Copinha e está invicto no Mineiro Sub-20. Líder, são três vitórias em três rodadas, nove gols marcados e dois sofridos.

 

ATLÉTICO-MG

Destaque: Felipe Felício, atacante, 19 anos

Técnico: Bernardo Franco

Histórico: Presente em todas as edições, o Atlético-MG caiu na primeira fase nos quatro primeiros anos. Mas nas últimas temporadas, o clube foi campeão em 2020, semifinalista em 2021 e parou nas quartas em 2019.

Retrospecto: Após um 2020 com títulos, o Galinho teve números ruins na última temporada. A equipe caiu nas quartas de final da Copa do Brasil, nas semifinais do Mineiro e na segunda fase da Copinha deste ano, levando à demissão do técnico Marcos Valadares.

Momento: Sob o comando do novo treinador, Bernardo Franco, o reformulado time alvinegro é apenas o 7º colocado no Mineiro, com uma vitória e dois empates, três gols marcados e um sofrido.

BAHIA

Destaque: André, lateral-direito, 18 anos

Técnico: Diogo Siston

Histórico: O Bahia vem de campanhas ruins no Brasileirão, caindo na primeira fase nas últimas três edições. O clube ficou fora das edições de 2017 e 2018 e teve como melhor campanha a segunda fase de 2015.

Retrospecto: O Esquadrãozinho não conseguiu bons resultados nos torneios nacionais em 2021. Após o vice-campeonato em 2020, a equipe caiu nas oitavas de final da Copa do Brasil, além de ser penúltimo no Brasileirão e não superar a primeira fase da Copa do Nordeste. No Baiano, porém, o time levou o título; e na Copinha deste ano, a eliminação veio nas oitavas de final.

Momento: Diogo Siston, novo treinador do sub-20 tricolor, está invicto. A equipe se classificou como líder de seu grupo na primeira fase do Baiano e venceu o Flu de Feira no duelo de ida das quartas de final, por 2 a 0. São seis vitórias e quatro empates, com 24 gols marcados e seis sofridos.

BOTAFOGO

Destaque: Kauê, volante, 17 anos

Técnico: Ricardo Resende

Histórico: Após o título em 2016, o Botafogo nunca mais chegou próximo desse feito. O clube superou a primeira fase apenas em 2017 e em 2021, mas parou na segunda fase e nas quartas de final, respectivamente.

Retrospecto: A chegada do técnico Ricardo Resende durante o Brasileirão de 2020, impulsionou o Alvinegro. A equipe foi vice-campeã carioca daquele ano e da Copa do Brasil de 2021, além de conquistar o Torneio OPG e chegar às quartas de final da Copa São Paulo de 2022.

Momento: Com muitos reforços, o sub-20 botafoguense foi se formando durante o Carioca deste ano. A equipe ficou com 1 4ª colocação da Taça Guanabara, com cinco vitórias, quatro empates e duas derrotas, 22 gols a favor e 13 contra. Nas quartas, o adversário será o Flamengo.

CEARÁ

Destaque: David, meia, 18 anos

Técnico: Juca Antonello

Histórico: O Ceará disputou apenas três edições do Brasileirão, mas nunca superou a primeira fase. A melhor campanha foi em 2015, na estreia, quando ficou com a 15ª posição geral.

Retrospecto: O Vozão conquistou o título cearense da categoria em 2021, mas caiu precocemente nas demais competições. A equipe parou na primeira fase da Copa do Nordeste e na segunda fase da Copa São Paulo de 2022.

Momento: O sub-20 alvinegro fará a sua estreia nesta temporada.

CRUZEIRO

Destaque: Weverton, zagueiro, 19 anos

Técnico: Fernando Seabra

Histórico: O Cruzeiro tem campanhas irregulares no Brasileirão. Após chegar na segunda fase em 2015, a equipe foi a pior na classificação geral em 2016, porém se recuperou no ano seguinte com o título. Depois disso, o time só superou a primeira fase em 2019, quando parou nas quartas de final.

Retrospecto: A Raposa não teve muito sucesso em 2021, quando foi vice-campeã estadual e caiu na primeira fase do Brasileirão. Mas a campanha na Copinha de 2022 animou a torcida, já que o time alcançou as quartas de final.

Momento: O clube promoveu mudanças no comando técnico do sub-20 celeste em 2022. O novo técnico, Fernando Seabra, acumula apenas uma vitória e dois empates no Mineiro, com três gols marcados e um sofrido.

FLAMENGO

Destaque: Mateusão, atacante, 18 anos

Técnico: Mário Jorge

Histórico: O Flamengo é o time com mais semifinais disputadas na história do Brasileirão. O clube chegou à segunda fase em 2015 e ficou entre os quatro primeiros também em 2018, 2020 e 2021, além de levar o título de 2019.

Retrospecto: O Rubro-Negro bateu na trave em 2021. A equipe foi vice-campeã carioca e semifinalista do Brasileirão. Na Copa São Paulo, após boa parte do time reforçar o elenco profissional, a queda foi precoce, na terceira fase.

Momento: O sub-20 rubro-negro passou por uma mudança no comando técnico em meio ao Carioca deste ano. Após a saída de Fábio Matias e a promoção de Mário Jorge, o time fechou a Taça Guanabara na 5ª colocação, com cinco vitórias, três empates e três derrotas, 27 gols a favor e 17 contra. Nas quartas, o adversário será o Botafogo.

FORTALEZA

Destaque: Affonso, meia, 20 anos

Técnico: Júnior Câmara

Histórico: O Fortaleza estreou no Brasileirão em 2021, quando caiu na primeira fase, ocupando a 17ª posição.

Retrospecto: O Tricolor do Pici vem de eliminações precoces na categoria. Em 2021, o time foi surpreendido pelo União nas quartas de final do Cearense, além de parar na primeira fase da Copa do Nordeste e na segunda fase da Copinha deste ano.

Momento: O sub-20 tricolor fará a sua estreia nesta temporada.

PALMEIRAS

Destaque: Endrick, atacante, 15 anos

Técnico: Paulo Victor Gomes

Histórico: O Palmeiras se classificou em cinco das sete edições do Brasileirão. Além do título em 2018 e do vice-campeonato em 2019, o time alcançou as quartas de final em 2020 e 2021 e a segunda fase em 2015.

Retrospecto: Uma das bases que mais produzem atletas no Brasil, o Verdão é o atual pentacampeão paulista da categoria. Apesar das quedas nas quartas de final da Copa do Brasil e do Brasileirão em 2021, o time enterrou a piada e conquistou a Copinha deste ano.

Momento: O sub-20 alviverde não tirou o pé do acelerador após a Copa São Paulo. Em cinco rodadas no Paulistão, a equipe venceu todos os jogos, com 14 gols marcados e apenas um sofrido, liderando o Grupo 10.

SÃO PAULO

Destaque: Patryck, lateral-esquerdo, 19 anos

Técnico: Alex de Souza

Histórico: Em 2021, o São Paulo fez sua melhor campanha no único torneio da categoria que não conquistou, ficando com o vice-campeonato. Antes, o clube já havia chegado às semifinais, em 2017, à segunda fase, em 2016, e às quartas de final em 2019 e 2020.

Retrospecto: Os comandados de Alex pararam nas oitavas de final do Paulistão do ano passado, mas emendaram um fim de ano competitivo. A equipe foi vice-campeã brasileira e semifinalista da Copinha, parando no campeão Palmeiras.

Momento: O sub-20 tricolor lidera o Grupo 11 do Paulistão após cinco rodadas. São três vitórias, um empate e uma derrota, com 15 gols marcados e 11 sofridos.

Grupo B

ATHLETICO-PR

Destaque: Mycael, goleiro, 18 anos

Técnico: Pablo Fernandez

Histórico: O Athletico também já bateu na porta do título recentemente. O clube, que só havia passado da primeira fase em 2017, quando chegou às semifinais, foi vice-campeão na edição de 2020. Em 2021, o time parou nas quartas de final.

Retrospecto: O Furacão renovou seu elenco para a disputa da Copinha após cair nas quartas do Brasileirão de 2021, única competição oficial disputada. Na Copa São Paulo, porém, a equipe não superou a segunda fase.

Momento: O sub-20 rubro-negro, agora comandado pelo técnico Wesley Carvalho, começou bem o Paranaense, com duas vitórias, quatro gols anotados e nenhum sofrido.

ATLÉTICO-GO

Destaque: Thiago Medeiros, volante, 18 anos

Técnico: Rogério Corrêa

Histórico: O Atlético disputou apenas duas edições do Brasileirão, sem superar a primeira fase. Em 2018, o time foi o 18º colocado geral; no ano passado foi o lanterna.

Retrospecto: 2021 foi um ano de derrotas dolorosas na categoria para o Dragão. A equipe mudou o comando técnico após cair na primeira fase da Copa do Brasil, mas não superou as quartas do Goiano e ficou na última posição do Brasileirão. Na Copinha deste ano, a queda veio na terceira fase, diante do Palmeiras.

Momento: O sub-20 rubro-negro começou a temporada com tudo. A equipe fechou a primeira fase do Goiano na liderança do Grupo A, eliminou o Vianópolis nas quartas e pegará o Trindade na semifinal. São dez vitórias e três empates, 32 gols marcados e seis sofridos.

CHAPECOENSE

Destaque: Marco Jr., meia. 20 anos

Técnico: Julian Tobar

Histórico: Após ficar fora das duas primeiras edições do Brasileirão, a Chapecoense fez sua melhor campanha na estreia, em 2017, quando alcançou a segunda fase. Depois, nunca mais superou a primeira fase.

Retrospecto: A Chape não teve grandes resultados em 2021. Apesar da recuperação na reta final do Brasileirão, o time ficou na 14ª posição, além de ter caído na primeira fase do Catarinense. O time não disputou a Copinha de 2022.

Momento: O sub-20 condá começou bem a Copa Santa Catarina deste ano. Sob novo comando, a equipe é a vice-líder do Grupo B após quatro rodadas, com três vitórias e um empate, onze gols marcados e quatro sofridos.

CORINTHIANS 

Destaque: Giovane, atacante, 18 anos

Técnico: Danilo de Andrade

Histórico: O Corinthians é mais um time que já chegou perto, mas ainda não conquistou o título brasileiro. Vice em 2016, o clube foi semifinalista em 2019 e 2020, além de ter alcançado a segunda fase em 2018.

Retrospecto: O Timãozinho começou a temporada 2021 em crise. A equipe caiu na primeira fase da Copa do Brasil, diante do Grêmio Santo Antônio, e levou 6 a 0 do Vasco em casa, pelo Brasileirão, A chegada do técnico Diogo Siston melhorou, mas o time não superou a primeira fase do Brasileirão, as quartas do Paulistão e a terceira fase da Copinha.

Momento: Agora sob comando do ídolo Danilo, o sub-20 corintiano lidera o Grupo 9 do Paulistão após cinco rodadas. São três vitórias, um empate e uma derrota, onze gols a favor e três contra.

FLUMINENSE

Destaque: Jefté, lateral-esquerdo, 18 anos

Técnico: Guilherme Torres

Histórico: O Fluminense caiu na primeira fase do Brasileirão pela primeira vez em 2021. Primeiro campeão da era CBF, em 2015, o clube foi semifinalista em 2018, alcançou a segunda fase em 2016 e 2017 e as quartas de 2019 e 2020.

Retrospecto: O Tricolor não superou as quartas do Torneio OPG e a primeira fase do Brasileirão por uma vitória, mas encerrou a temporada com chave de ouro, batendo o Flamengo na final do Carioca. Na Copinha, a equipe caiu nas oitavas, diante do Santos.

Momento: O sub-20 tricolor ficou com o vice-campeonato da Taça Guanabara, fechando a primeira fase do Carioca com sete vitórias, três empates e apenas uma derrota, 21 gols marcados e sete sofridos. Nas quartas, o time pega o Nova Iguaçu.

GRÊMIO 

Destaque: Kauan Kelvin, atacante, 17 anos

Técnico: Luís Eduardo

Histórico: O Grêmio nunca se aproximou das finais do Brasileirão. Quando superou a primeira fase, o time alcançou a segunda fase, em 2016 e 2017, e as quartas de final, em 2020.

Retrospecto: O Tricolor não teve grandes resultados na categoria em 2021. A equipe caiu nas oitavas de final do Gauchão e na primeira fase do Brasileirão, além de parar na terceira fase da Copinha deste ano.

Momento: O sub-20 tricolor começou bem o Gauchão. Em seis rodadas, a equipe manteve os 100% de aproveitamento, liderando o Grupo C com 22 gols marcados e três sofridos.

INTERNACIONAL

Destaque: Thauan Lara, lateral-esquerdo, 18 anos

Técnico: João Miguel

Histórico: O Internacional é mais um time com campanhas irregulares no Brasileirão. O clube superou a primeira fase em três oportunidades, alcançando as semifinais em 2016, a segunda fase em 2018 e o titulo, no ano passado.

Retrospecto: Campeão da Copinha em 2020, o Colorado embalou outros títulos nos últimos anos. Além do Brasileirão do ano passado, o clube é o atual campeão da Supercopa, tetracampeão gaúcho, além de ter chegado às semifinais da Copa do Brasil do ano passado, caído na primeira fase da Libertadores e nas oitavas da Copinha de 2022

Momento: Outro time 100% no Gauchão Sub-20 é o Inter. Líder do Grupo B, o time venceu seus seis jogos, com 26 gols a favor e três contra.

RED BULL BRAGANTINO 

Destaque: Gustavinho, atacante, 18 anos

Técnico: Artur Itiro

Histórico: O Red Bull Bragantino fará a sua estreia em torneios nacionais.

Retrospecto: O Massa Bruta vem disputando apenas o Paulistão da categoria, onde não superou a primeira fase em 2021, Neste ano, na Copinha, a equipe parou na segunda fase.

Momento: O clube passou por uma reformulação na base em 2022. Sob o comando de Artur Itiro, ex-Palmeiras, o time sub-20 lidera o Grupo 6, com quatro vitórias e uma derrota, 20 gols marcados e três sofridos.

SANTOS

Destaque: Renyer, atacante, 18 anos

Técnico: Orlando Ribeiro

Histórico: O Santos é o destaque negativo na história do Brasileirão Sub-20. O clube nunca superou a primeira fase, tendo como melhor campanha o 11º lugar geral em 2018. Nas duas últimas temporadas, a equipe ficou na 18ª colocação.

Retrospecto: O Peixe vem de uma melhora em suas campanhas na categoria, mas parando no Palmeiras. O time foi eliminado nas quartas do Paulistão de 2021 e foi vice-campeão da Copinha de 2022, sempre perdendo para o Verdão.

Momento: A chegada do técnico Orlando Ribeiro deu novo ânimo ao time sub-20 santista, que está com 100% de aproveitamento no Paulistão. São cinco vitórias em cinco jogos, 24 gols a favor e dois contra, na ponta do Grupo 12.

VASCO 

Destaque: Marlon Gomes, meia, 18 anos

Técnico: Igor Guerra

Histórico: O Vasco nunca alcançou a final. Sua melhor campanha foram as semifinais de 2019, quando caiu para o Palmeiras. Além disso, o clube já alcançou a segunda fase, em 2015 e 2018, e as quartas de final, no ano passado.

Retrospecto: Após um ano de três títulos, o 2021 do Cruz-Maltino foi de boas campanhas, mas sem conquistas. A equipe parou nas quartas do Brasileirão e da Copa do Brasil, nas semifinais do Carioca e foi vice do Torneio OPG, além de ficar nas oitavas da Copinha deste ano.

Momento: O sub-20 vascaíno está invicto nesta temporada. Campeão da Taça Guanabara, o time soma sete vitórias e quatro empates, com 27 gols a favor e oito contra. Nas quartas do Carioca, o adversário será o Bangu.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...