Loading...

Atuando nas seleções sub-17 e sub-20, Marília comenta integração entre as categorias

As equipes sub-17 e sub-20 da seção brasileira feminina vêm treinando de forma simultânea nesta semana. Enquanto as comandadas de Simone Jatobá trabalham em Pinheiral até o dia 31, o time de Jonas Urias treina na Granja Comary, em Teresópolis, com um reforço da categoria inferior.

Marília ainda pode integrar a seleção sub-17. Foto: Mariana Sá/ CBF

A atacante Marília, do Iranduba, tem apenas 17 anos, mas recebeu sua primeira oportunidade na seleção sub-20, que iniciou os trabalhos na última segunda (19). Ela comentou sobre o entrosamento com as novas companheiras.

“Esse é um grupo um pouco mais velho que eu, mas vamos criando mais intimidade com elas e tudo vai se acertando. Sou muito tímida, mas está dando tudo certo. Estou trabalhando bastante para poder participar da competição e espero contribuir representando o Brasil”, disse ao site oficial da CBF.

A seleção sub-20 entrou no último período de preparação para a fase final do Sul-Americano da categoria. Após fechar a primeira fase com 100% de aproveitamento e ver o quadrangular decisivo ser adiado devido à pandemia do novo coronavírus, o time retomou os treinos em setembro visando acertar os últimos detalhes. Marília elogiou o trabalho da comissão técnica.

“Está sendo um trabalho excelente e uma experiência incrível. É minha a primeira vez na Sub-20 e espero contribuir cada dia mais com o professor e com a equipe. Trabalhar com o Jonas está sendo excelente, pois ele é um ótimo treinador e está ajudando bastante”, acrescentou.

O Brasil disputará com Paraguai, Venezuela e Colômbia o título do Sul-Americano Feminino sub-20 em novembro, na Argentina. As duas melhores seleções garantem vaga no Mundial da Costa Rica, previsto para os meses de janeiro e fevereiro de 2021.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...