Loading...

Seleção Feminina Sub-20 vence Atlético-MG em jogo-treino

A Seleção Brasileira Feminina Sub-20 iniciou um novo ciclo com uma vitória sobre o Atlético-MG na última quarta (25), em Pinheiral-RJ. As comandadas de Jonas Urias venceram por 3 a 1 em jogo-treino preparatório.

Brasil venceu Atlético-MG em jogo-treino. Foto: Adriana Fontes/ CBF

Micaelly abriu o placar para o Brasil aos sete minutos do primeiro tempo. Na etapa final, Analuyza fez o segundo logo aos dois minutos, e Mylena ampliou na sequência. As atleticanas descontaram com a atacante Dani. A zagueira Lauren destacou o domínio da Amarelinha  durante a partida em entrevista ao site oficial da CBF

“O jogo-treino é muito importante para dar vivência para o time, dar experiência e minutos juntas. Hoje, a nossa equipe se saiu muito bem diante do adversário e, na maior parte do tempo, nós conseguimos controlar o jogo, colocar a bola no chão e utilizar o nosso modelo de jogo. Talvez tenhamos pecado um pouco no último passe e na finalização, mas nada que a gente não possa trabalhar para melhorar”, disse.

A equipe segue o período de treinos no interior do Rio e fará mais um amistoso, diante da Escola de Futebol Santos Volta Redonda, na segunda (30), em Pinheiral.

A seleção iniciou um novo ciclo após o cancelamento do Mundial Sub-20, que estava previsto para janeiro de 2021, na Costa Rica, mas que não será realizado devido à pandemia de COVID-19. Com isso, Jonas Urias iniciou uma transição com a seleção sub-17.

Foram nove nomes presentes na última convocação da equipe sub-17, no início do mês, quando o Brasil venceu dois jogos-treino contra o Chile.  São elas: a goleira Gabriela, a zagueira Patrícia, a lateral Luany, as meio-campistas Gabrielly, Louvain e Kaylane, e as atacantes Analuyza, Nicole e Ana Beatriz   Lauren ressaltou a importância da convivência entre as categorias e o processo de transição.

“Assim como foi para mim, a transição é importante para as meninas para elas ganharem mais vivência, mais experiência e se adaptarem com o ritmo de jogo. Esse intercâmbio é gratificante porque a gente se habitua à convivência com as jogadoras mais velhas e nos sentimos mais confortáveis para desempenhar um melhor papel em campo. A gente tenta ajudar elas passando esses sentimentos de confiança e tranquilidade para que elas possam se adaptar com o modelo de jogo e com o trabalho aqui”, finalizou.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...