Loading...

Jonas Urias analisa período de treinos da seleção feminina sub-20

A seleção brasileira feminina sub-20 encerrou nessa terça (22) o período de treinos em Pinheiral-RJ com saldo positivo. Essa foi a avaliação de Jonas Urias, técnico da equipe, que conduziu a preparação para a fase final do Sul-Americano sub-20, previsto para novembro, na Argentina.

Seleção passou oito dias treinando em Pinheiral. Foto: Thaís Magalhães

“Foi muito bom esse período de treinamento aqui em Pinheiral. Ficamos cinco meses, praticamente, sem trabalho presencial, apenas à distância, estudando as melhores formas de se realizar esse retorno. Tentamos retornar compensando o tempo que a gente perdeu fora do campo e foi fabuloso”, disse em entrevista ao site oficial da CBF.

“Acho que as meninas se dedicaram muito, se empenharam muito, entenderam bastante a nossa filosofia de trabalho. Ficamos muito gratificados com o resultado. Tivemos uma retomada do perfil do nosso trabalho muito rápido, e isso me deixou muito animado com o que tem por vir aqui pra frente”

Desde agosto do ano passado no comando da seleção, Jonas Urias teve o trabalho interrompido ao fim da primeira fase do Sul-Americano. O período de cinco meses sem atividades presenciais serviu para elevar a observação das atletas e o monitoramento junto aos clubes, como ele explicou.

“A gente tem um monitoramento amplo de atletas elegíveis para a Seleção Sub-20. Mantemos contato constante com elas, com os clubes, também através de análises presenciais e a distância. Então, já tínhamos a intenção de fazer uma observação de atletas que, por circunstâncias, não estiveram com a gente em outras ocasiões”, contou.

O Brasil fechou a primeira fase do Sul-Americano com 100% de aproveitamento, vencendo Uruguai, Chile, Peru e Paraguai. Com a fase final adiada pela pandemia do novo coronavírus, o temor pela perda de qualidade foi quebrado na volta aos treinos, que aconteceu no último dia 14. O treinador avaliou a evolução do time.

“São atletas que, com certeza, estão em um nível muito interessante para fomentar as equipes onde elas estão inseridas, e é importante que estejam jogando e inseridas em contextos competitivos, agora a gente já conhece um pouquinho mais de perto. Sabemos o que elas podem entregar e estou bem satisfeito com o que elas fizeram”, finalizou.

A seleção brasileira volta a campo em novembro para a disputa do quadrangular final do Sul-Americano, ao lado de Paraguai, Venezuela e Colômbia. As duas melhores equipes garantem vaga no Mundial da Costa Rica, previsto para os meses de janeiro e fevereiro de 2021.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...