Loading...

Goleiro brilha, Ceará bate Vila Nova nos pênaltis e conquista Brasileirão de Aspirantes

O Ceará é o campeão do Brasileirão de Aspirantes de 2020. A equipe reverteu a desvantagem do jogo de ida com uma vitória sobre o Vila Nova, por 3 a 1, na tarde deste domingo (31), na Cidade Vozão, em Itaitinga, e levou o título nos pênaltis, com um triunfo por 4 a 2.

Vozão conquistou o título de forma inédita. Foto: Xandy Rodrigues/ CBF

Esse foi o primeiro título do Vozão, que disputou a competição pela segunda vez em 2020. O torneio havia sido vencido pelo Internacional, em 2017 e 2019, e pelo São Paulo em 2018.

A campanha vitoriosa do Alvinegro teve treze vitórias, um empate e quatro derrotas, 35 gols marcados e 15 sofridos. Elias, do Grêmio, foi o artilheiro do campeonato com oito gols marcados.

O primeiro tempo viu o Vozão buscar mais o ataque nos minutos iniciais, já que precisava reverter a desvantagem de 2 a 0 do duelo de ida. Cristiano e Saulo Mineiro ameaçaram, enquanto Rafael Carvalheira foi quem mais assustou em chute cruzado. Já os goianos responderam na sequência, mas sem assustar, com João Pedro.

Os donos da casa, que tinham dificuldade em furar a defesa colorada, ficaram com um a mais em campo aos 14  minutos da etapa final, quando Igor levou o segundo amarelo e foi expulso. Seis minutos depois, Rick tabelou pela esquerda e chutou forte para abrir o placar para os cearenses.

A equipe seguiu em cima e fez o segundo aos 26, com Buiú, que arriscou de longe e acertou o cantinho. Mas o Vila descontou minutos depois, com Luizão, que aproveitou cobrança de escanteio e cabeceou para o fundo das redes.

O Ceará não desanimou e voltou a levar a decisão para os pênaltis. Aos 40, a arbitragem assinalou pênalti após escanteio batido para a área. Saulo Mineiro cobrou e não desperdiçou.

Nos pênaltis, brilhou a estrela do goleiro Diogo Silva. Após ver Anderson converter a primeira batida colorada, ele pegou duas cobranças, de Charles e Luizão; Nikolas ainda fez o segundo do Vila, mas o Ceará foi perfeito: acertou suas quatro batidas, com Gabriel Lacerda, Alan, Tiaguinho e o próprio Diogo Silva, que também garantiu, com os pés, o título.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...