Loading...

Brasileirão Sub-17: dez promessas para ficar de olho em 2021

O Brasileirão Sub-17 de 2020 chegou ao fim na última segunda (21) com o título do Fluminense, que venceu as duas partidas da final diante do Athletico-PR. A conquista premiou a Geração dos Sonhos, como é chamado o elenco tricolor, mas os craques não ficaram restritos a Xerém.

Geração dos Sonhos se destacou com título e promessas. Foto: Nathan de Lima/ FFC

O torneio, que conta em sua maioria com jogadores nascidos em 2003 e 2004, mostrou grandes talentos do futebol nacional e promessas que podem, em breve, aparecer nas equipes principais.

Com isso, o DaBase.com.br apontou dez nomes que se destacaram no Brasileirão Sub-17 de 2020 e merecem ser observados mais de perto pelos torcedores. Confira a lista abaixo:

1 – Kayky (Fluminense)
Kayky foi o artilheiro do Brasileirão Sub-17. Foto: Mailson Santana/ FFC

Campeão, artilheiro e melhor jogador do Brasileirão Sub-17. Kayky pode ser apontado como o principal destaque do campeonato e uma das maiores promessas do futebol brasileiro. O atacante de 17 anos marcou doze gols em quinze jogos pelo Fluminense – sendo um deles, na semifinal, contra o São Paulo, uma pintura. Canhoto habilidoso, o jovem atua pelos lados. não tem medo de partir para cima da marcação e mostra grande poder de finalização. Campeão carioca em 2019 e com uma partida disputada na equipe sub-20 neste ano, Kayky deve chegar à categoria de cima em 2021 com moral e no radar do time profissional.

2 – Giovani (Palmeiras)
Giovani fez oito gols em seis jogos no Brasileirão. Foto: Reprodução/ Instagram

Giovani precisou de apenas seis jogos para ser considerado um dos principais destaques do Brasileirão Sub-17. O atacante do Palmeiras estreou anotando três gols diante do Botafogo e somou mais cinco bolas na rede em outras cinco partidas. Jogador de mobilidade, que pode atuar tanto centralizado quanto pelos lados, ele já havia feito 15 gols no Paulistão Sub-15 de 2019, além de acumular títulos estaduais e internacionais pelo clube. Prestes a completar 17 anos, o jogador vem sendo convocado para a Seleção Brasileira da categoria e já disputou três jogos pela equipe sub-20, iniciando o processo de transição.

3 – Ataíde (Athletico-PR)
Léo Ataíde mostrou polivalência durante o Brasileirão Foto: Reprodução/ Instagram

Polivalência é uma das principais características de Léo Ataíde, destaque do vice-campeão Athletico-PR. Campeão sul-americano sub-15 com a Seleção Brasileira em 2019 atuando como lateral-direito, o jogador de 16 anos também jogou como meia e ponta no Brasileirão deste ano, mostrando muita técnica e habilidade, vistas na jogadaça que culminou no gol de Jader contra o Grêmio, nas semifinais. O jovem já defendeu a equipe sub-20 na Copa São Paulo e no Brasileirão deste ano e pode ser uma opção para a equipe principal na disputa do Campeonato Paranaense em 2021.

4 – Metinho (Fluminense)
Metinho já treinou com a Seleção Brasileira. Foto: Reprodução/ Instagram

Líder técnico do campeão Fluminense, o meia Metinho não chama a atenção apenas pelo futebol. O jogador de 17 anos nasceu no Congo e se mudou para o Brasil coma a família ainda pequeno. Vindo do Madureira para o Tricolor, ele foi campeão carioca sub-47 em 2019 e integrou as Geração dos Sonhos neste ano, no qual pôde participar de treinos com a Seleção Brasileira principal. Ele já disputou cinco jogos e marcou um gol pela equipe sub-20 e chega para a próxima temporada com status de estrela.

5 – Arthur (Fluminense)
Arthur já participa da integração com o elenco principal do Fluminense. Foto: Mailson Santana/ FFC

O mais jovem atleta da lista subiu rapidamente de categoria e, com apenas 15 anos, já foi destaque do campeão brasileiro sub-17. Arthur, meia do Fluminense, nasceu em 2005, mas é tratado como uma das maiores joias de Xerém. Ele foi o camisa 10 da Seleção Brasileira Sub-15 no título sul-americano de 2019 e já figura na Seleção Sub-17. Neste ano, foram nove partidas e dois gols no Brasileirão, além de integrar alguns treinos da categoria sub-23, iniciando o processo de transição.

6 – Renan Viana (Athletico-PR)
Renan Viana foi o vice-artilheiro do Brasileirão Sub-17. Foto: Reprodução/ Instagram

Centroavante goleador, Renan Viana se destacou pela presença de área e o faro de gol no Brasileirão Sub-17. O atacante de 17 anos chegou ao Athletico-PR neste ano após passagens por Novorizontino e Flamengo e não sentiu o peso da camisa 9. Foram dez gols em doze jogos no Brasileirão, alcançando a vice-artilharia do torneio. Ele deve ser uma das principais opções da equipe sub-20 na próxima temporada e entrar no radar da equipe profissional, principalmente para a disputa do Campeonato Paranaense.

7 – Victor Hugo (Flamengo)
Victor Hugo comandou o meio-campo rubro-negro. Foto: Reprodução/ Instagram

Camisa 10 do Flamengo, Victor Hugo mostrou em dez partidas todo seu talento para armar e definir as jogadas. Jogador técnico, o meia de 16 anos acumula passagens pelas seleções de base e títulos pelo Rubro-Negro. Apesar da queda nas semifinais, o jovem foi um dos destaques do campeonato com dois gols em dez jogos e terá mais um ano para brilhar na categoria e seguir o processo de transição para o sub-20, pelo qual já fez duas partidas nesta temporada.

8 – Marquinhos (São Paulo)
Marquinhos iniciou a transição para o sub-20. Foto: Reprodução/ Instagram

Jogador de velocidade e habilidade, mas que também tem a finalização como característica, o meia-atacante Marquinhos foi o destaque do semifinalista São Paulo no Brasileirão Sub-17. Foram onze jogos e três gols, além de somar outros quatro na Copa do Brasil. O jovem fez parte da preparação da Seleção Brasileira Sub-17 em 2019, disputando o Sul-Americano, mas ficou fora aa lista do Mundial, vencido pela equipe. O jovem, que figura entre os artilheiros do Paulistão desde a categoria sub-11, foi campeão estadual sub-15 em 2018 com 23 gols marcados e tende a seguir evoluindo no clube, já que começou o processo de transição com duas partidas disputadas pelo time sub-20.

9 – Juninho (Athletico-PR)
Juninho se destacou pela qualidade nas cobranças de falta. Foto: Fábio Wosniak/ Athletico

Titular em 14 das 15 partidas do Athletico-PR no Brasileirão, o volante Juninho não se destacou apenas pela frequência, mas também pela qualidade. O jogador de 17 anos foi, ao mesmo tempo, o cão de guarda defesa rubro-negra, o primeiro criador de jogadas e homem decisivo nas bolas paradas.  Dos quatro gols marcados, dois foram de pênalti e outros dois em batidas certeiras de falta – como na semifinal, diante do Flamengo. Ele já iniciou o processo de transição para a equipe sub-20 e deve ser bastante aproveitado em 2021.

10 – Zinho (Grêmio)
Zinho foi o destaque do Grêmio no Brasileirão. Foto: Reprodução/ Instagram

O apelido de Luís Henrique Hoffmann pode não ser a única alusão ao ex-jogador e campeão pelo Grêmio: Zinho, de 17 anos, já dá mostras de que terá futebol para brilhar com a camisa tricolor. O meia marcou cinco gols em onze jogos pela equipe sub-17 no Brasileirão. Apesar da eliminação com goleada nas quartas de final, contra o Athletico-PR, o jovem se destacou com muitos dribles e um jogo objetivo, sempre visando o gol. Em 2021, ele já deve integrar a categoria sub-20 e se firmar como mais um guri da base gremista.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...