Loading...

Vasco vira sobre o Flamengo e abre vantagem na final do Brasileirão Sub-17

O Vasco deu um passo importante rumo ao título do Brasileirão Sub-17. De virada, a equipe venceu o Flamengo por 3 a 1 na tarde desta quinta (12), em São Januário, no Rio de Janeiro, pelo duelo de ida da final.

Vasco virou e ampliou no início do segundo tempo. Foto: Thais Magalhães/ CBF

Com o resultado, o Rubro-Negro terá que vencer o duelo de volta por três gols de vantagem para ser campeão. Triunfo por dois gols leva a decisão para os pênaltis.

As duas equipes voltam a se enfrentar pelo jogo decisivo da final na próxima segunda (16), às 20h, no Estádio da Cidadania, em Volta Redonda.

O jogo

Os visitantes foram mais perigosos no início e logo abriram o placar. Após Mateusão assustar em cabeçada sobre o gol aos oito minutos, a equipe marcou no lance seguinte. Matheus Gonçalves aproveitou roubada de bola no meio, arrancou, cortou para a canhota e chutou no cantinho, de fora da área.

O Cruzmaltino reagiu bem e se impôs em campo. Pela direita, Paulinho, Andrey e Ykaro criaram boas chances e deram trabalho ao goleiro Dyogo, que precisou fazer duas boas defesas. O empate saiu aos 33, quando Paulinho cruzou, o goleiro flamenguista saiu mal, Kauã Moura cortou em cima da linha e Andrey completou de calcanhar.

Os donos da casa seguiram em cima em busca da virada. GB parou em Dyogo cara a cara e Erick Marcus acertou a trave em cabeçada ainda no primeiro tempo. O segundo gol, porém, saiu no começo da etapa final. Aos quatro minutos, Erick Marcus cobrou falta por fora da barreira e mandou no cantinho.

O duelo ficou aberto e movimentado. De um lado, GB jogou próximo à trave em arremate de fora da área e parou em Dyogo na grande área. Do outro, Petterson e Matheus Gonçalves fizeram boas jogadas, mas o goleiro Allan brilhou e evitou o empate.

O Vasco seguiu com mais volume e fez o terceiro aos 16 minutos. Após roubada e transição veloz, Erick Marcus passou para Ykaro, que avançou pela direita e chutou rasteiro. Depois disso, o duelo caiu de ritmo. Petterson ainda ameaçou em batida de falta, defendida por Allan, aos 29. A defesa vascaína segurou a vantagem até o fim, garantindo a vitória.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...