Loading...

Vasco tem reforços para a Supercopa do Brasil Sub-20

Domingo (21) é dia de decisão da Supercopa do Brasil Sub-20. A partir das 20 horas, no Estádio Kleber Andrade, em Cariacica-ES, Vasco da Gama e Atlético-MG se enfrentam em duelo que vale o troféu e também vaga na próxima Copa Libertadores da América da categoria.

Miranda e Caio Lopes reforçarão sub-20 vascaíno (Foto: Site oficial do CRVG)

Campeão da Copa do Brasil de 2020, o time cruzmaltino comandado pelo técnico Diogo Siston será reforçado por três jovens do elenco profissional: o zagueiro Miranda, o volante Caio Lopes e o atacante Vinícius, todos liberados pelo treinador Vanderlei Luxemburgo.

Capitão no título nacional diante do Bahia, Caio Lopes foi promovido logo em seguida e atuou cinco vezes nos profissionais desde então. Vinícius, com Luxa, entrou no segundo tempo dos jogos contra Bragantino e Palmeiras. Miranda, que foi capitão por muito tempo da geração 2000, foi o único que não teve oportunidade, ficando no banco em oito partidas.

“Acho importante frisar que esses meninos todos participaram do processo que nos propiciou hoje estar disputando uma Supercopa do Brasil. No Vasco, a gente vai trabalhando transição e deixando claro para todos que enquanto eles tiveram idade de sub-20, isso possibilita jogar no sub-20 se não estiverem atuando no profissional. Como eles não vêm sendo utilizados de alguma maneira, e o jogo é importante, o Vanderlei e o Pássaro mais uma vez colaboram com o clube. O entendimento deles e o nosso é que seria importante eles participarem desse jogo”, disse o diretor executivo da base do Vasco, Carlos Brazil.

“Quando a gente fala a todo momento em integração no futebol, às vezes fica muito subjetivo. Estamos mostrando na prática o que é uma integração entre os departamentos de futebol profissional e de base. Ponderamos entre todos, envolvendo os treinadores e demais profissionais e chegamos à conclusão de que estes três jogadores, neste momento, ajudarão mais a instituição Vasco jogando esta final da Supercopa, que tem visibilidade, transmissão e treinador de seleção de base assistindo do que ir para um jogo considerado pelo clube como uma final de campeonato, mas que eles dificilmente serão utilizados”, declarou Alexandre Pássaro, diretor executivo vascaíno.

Deixe sua opinião

É futebol de base? Então nada escapa dos meus olhos, seja no Brasil ou no exterior.
Loading...