Loading...

“Transformar dificuldades em oportunidades”: esse é o lema do Sport Recife no Brasileirão sub-20

Faltando 19 dias para o início do Brasileirão sub-20, o DaBase.com.br faz a terceira matéria especial de uma série sobre os participantes do torneio nacional. Hoje, veremos um clube que, apesar de viver momentos difíceis em meio a uma crise agravada pela pandemia, vê na competição uma grande oportunidade para se recuperar: o Sport Recife.

Sport tenta combater crise com bom desempenho da base. Foto: Divulgação/ Twitter

O clube viveu momentos apostos nos últimos anos em relação à base. Em 2019, o Leão foi campeão estadual em todas as categorias, mantendo grande vantagem na liderança do Ranking DaBase em Pernambuco e ficando em segundo na Região Nordeste.

Por outro lado, após cair na segunda fase da Copa São Paulo, a crise que já vinha afetando o futebol profissional chegou à base e foi amplificada pela pandemia do novo coronavírus. Demissões, cortes e reduções deixaram o clube com apenas quatro profissionais fixos para toda a base e sem recursos para manter os principais jogadores.

A comissão técnica foi refeita na volta aos treinos da equipe sub-20 sob o comando de César Lucena, campeão dentro e fora de campo com o Leão. Para o treinador, que falou com exclusividade ao DaBase.com.br, as dificuldades da pandemia vão da situação do clube à perda técnica relativa aos atletas.

“O clube negociou alguns atletas promissores, mas a base é isso. Acho que a pandemia dificultou a evolução dos atletas na parte física e técnica. Sabemos que muitos jovens não têm uma condição financeira muito boa, moram em condições precárias. Eles perderam muito nesse período, nessa idade de 18 anos temos um desenvolvimento técnico muito grande. Mas estamos trabalhando para recuperar isso e nos preparar para a competição”, disse.

Para dar um respiro aos cofres do clube, a diretoria optou em negociar alguns atletas da base, como o zagueiro do sub-20, Pedro Lucas, ao São Paulo, o goleiro Kawe, do sub-15, ao Flamengo, e o meia-atacante Júlio César, da equipe sub-20, ao Atlético-MG. Mesmo com o cenário negativo, Lucena enxerga a situação como uma oportunidade.

“Sabemos da nossa realidade, da condição que o clube se encontra. Mas o que falamos com nossos atletas é que muitos têm visto só dificuldades, mas são oportunidades para eles fazerem uma grande competição. O clube pode ganhar com isso, revelar mais jogadores, subirem ao profissional, esse é o nosso objetivo. Fazer uma grande competição, grandes jogos e quem sabe chegar entre os primeiros”

Sport conquistou o pernambucano sub-20 de 2019 nos pênaltis. Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

O Sport tenta repetir algumas boas campanhas em competições nacionais de base dos últimos anos. Em 2016, o clube ficou perto de duas finais, chegando às quartas da Copa São Paulo e às semis da Copa do Brasil. Em 2019, a equipe fez uma ótima campanha na primeira fase da Copa do Nordeste, mas acabou derrotada pelo Ceará nas semifinais.

Já no Brasileirão, o time rubro negro tem como sua melhor campanha o vice-campeonato de 2008, diante do Grêmio, quando a competição ainda era organizada pela Federação Gaúcha de Futebol (FGF). Após algumas más campanhas nos últimos anos, o Leão brigou pela classificação ao mata-mata até as últimas rodadas do torneio no ano passado, fechando na décima colocação.

Para o Brasileirão deste ano, César Lucena promete um time com O DNA do clube. “Podemos esperar uma equipe aguerrida, competitiva, que vai jogar com muita raça, dedicação e entrega. Vamos procurar jogar de acordo com o DNA do clube, uma equipe que luta do início ao fim do jogo e que dará muito trabalho”, afirmou.

Entre algumas mudanças, o time sub-20 não conta mais com nomes que brilharam nos últimos anos, como o meia Pablo Pardal e o atacante Mikael, que já passaram da idade e foram emprestados. Outros atletas, como o zagueiro Chico, o lateral Luciano Juba e o volante Alê Santos tentam trilhar no profissional os mesmos caminhos de crias da base já consolidadas no clube, como o goleiro Mailson, o zagueiro Adryelson e o volante Ronaldo.

MOMENTO

Com a paralisação do futebol devido à pandemia, a diretoria do Sport demitiu diversos profissionais das categorias de base. A comissão técnica da equipe sub-20 foi remontada e retomou os trabalhos na segunda quinzena de agosto seguindo todos os protocolos de segurança. A volta aos gramados está marcada para o dia 23 de setembro, pela primeira rodada do Brasileirão, contra a Chapecoense, em casa.

DESTAQUES

Foto: Anderson Stevens/ Sport Recife

Ewerthon é lateral-direito, mas tem números de atacante. No Sport desde as categorias menores, quando começou no futsal e foi ponta-direita no campo, o jovem de 19 anos fez dez gols em 39 jogos no ano passado, sendo um dos líderes da equipe. Em 2020, o jogador disputou oito partidas pelo time principal, onde ainda tenta se firmar como opção.

 

 

Foto: Divulgação/ Sport Recife

O volante ítalo é uma das promessas da base rubro negra. Em 2019, ele assinou seu primeiro contrato profissional com o Leão. Desde então, o jovem vem atuando como titular da equipe sub-20, mesmo quando ainda tinha idade para o sub-17. Hoje, aos 18 anos, o jogador já soma uma partida pelo time profissional e deve liderar o meio-campo durante o Brasileirão.

 

 

Foto: Divulgação/ América

Se alguns jogadores saíram, outros chegaram. Uma das principais apostas para a equipe sub-20 neste ano é o atacante Guilherme Pira, de 20 anos. Com passagens pela seleção brasileira, ele atuou na base do Corinthians e se consolidou no América-MG, onde foi o artilheiro da equipe sub-20 em 2019 com dez gols. O jogador ainda balançou as redes duas vezes na Copinha deste ano e chega para comandar o ataque rubro negro.

VAI FAZER FALTA?

Foto: Anderson Stevens/ Sport

Júlio César era uma das principais promessas da base rubro negra. O meia-atacante, que completa 18 anos no fim de 2020, atuou tanto pela equipe sub-17 quanto pela sub-20 no ano passado e foi o camisa 10 do time na Copa São Paulo, em janeiro. Ele chegou a estrear pelo time principal durante o Pernambucano e logo chamou a atenção do Atlético-MG, que contratou o jovem por empréstimo.

 

COMISSÃO TÉCNICA

Foto: Jota Júnior

César Lucena foi campeão com a camisa rubro negra dentro e fora de campo. Zagueiro com passagens por diversos clubes brasileiros, ele conquistou a Copa do Brasil de 2008 e o tetracampeonato pernambucano entre 2007 e 2010 pelo Leão da Ilha. O ex-jogador assumiu o cargo de técnico do time sub-20 no segundo semestre do ano passado e conquistou o estadual diante do rival Náutico. Para o Brasileirão, ele terá a seguinte comissão técnica:

 Auxiliar Técnico: Sued Lima

Preparador Físico: Leandro Duda

Treinador de Goleiros: Romero Junior

Massagista: Durval

CALENDÁRIO

Apesar do cancelamento de competições de base em Pernambuco, o time sub-20 do Sport Recife terá calendário cheio no restante da temporada. Além do Brasileirão, a equipe disputará a Copa do Brasil a partir de 7 de outubro, contra a Desportiva Perilima, pela primeira fase. Em dezembro, o Leão também disputa a Copa do Nordeste da categoria.

Jogos do Sport no Brasileirão:

1ª rodada – 23/09 – Sport x Chapecoense

2ª rodada – 27/09 – Palmeiras x Sport

3ª rodada – 30/09 – América-MG x Sport

4ª rodada – 04/10 – Sport x Internacional

5ª rodada – 11/10 – Sport x Atlético-MG

6ª rodada – 14/10 – Flamengo x Sport

7ª rodada – 18/10 – Vitória x Sport

8ª rodada – 25/10 – Sport x Fluminense

9ª rodada – 01/11 – Sport x Bahia

10ª rodada – 04/11 – Goiás x Sport

11ª rodada – 08/11 – Sport x São Paulo

12ª rodada – 14/11 – Athletico-PR x Sport

13ª rodada – 22/11 – Cruzeiro x Sport

14ª rodada – 25/11 –Sport x Santos

15ª rodada – 29/11 – Corinthians x Sport

16ª rodada – 02/11 – Sport x Vasco

17ª rodada – 06/11 – Botafogo x Sport

18ª rodada – 13/11 – Sport x Ceará

19ª rodada – 20/11 – Grêmio x Sport

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...