Loading...

#TBT: Mogi Mirim campeão Paulista sub-20 2013

Quinta-feira é dia de relembrar grandes momentos do passado. Há sete anos, o Mogi Mirim era o último clube do interior a conquistar o Paulistão sub-20. O Carrossel Caipira mostrou superação nas fases finais e contou com ninguém menos que o filho do ídolo como destaque: Rivaldo Júnior.

Mogi Mirim foi campeão do Paulistão sub-20 de 2011. Foto: Divulgação/ Mogi Mirim

Com apenas 17 anos, Rivaldinho era o camisa 9 e artilheiro da equipe campeã estadual em 2013. Filho de Rivaldo, que marcou épica no clube no início dos anos 90 e era o gestor do Mogi, o jovem marcou 16 gols e foi o vice-artilheiro do torneio.

Apesar do nome, o atacante não vingou no Brasil. Após passagens apagadas por Boavista, XV de Piracicaba, Internacional e Paysandu, ele foi buscar sucesso no Leste Europeu. Hoje, defende o Viitorul Constanta, onde foi campeão da Copa Romênia da última temporada.

Mas a força do time não estava só dentro de campo. É o que destaca o técnico campeão João Burse, que lembra que os profissionais de sua comissão técnica trabalham hoje em grandes clubes do país. O auxiliar Fernandinho está no Atlético-MG, o preparador físico Fernando Barros atua no Palmeiras e o treinador de goleiros Frank está no Corinthians, O próprio Burse passou pela base de Palmeiras e Vitória até chegar no profissional do Cianorte, do Paraná.

Além da comissão, Burse relembra a importância da presença de Rivaldo como gestor, conselheiro e ídolo para os garotos. “No jogo de ida, em casa, viramos o primeiro tempo perdendo por 2 a 0. Um resultado inesperado. O Rivaldo desceu no vestiário e deu moral para os atletas. Conseguimos virar para 4 a 2 no segundo tempo, com dois gols do Rivaldinho. Aí decidimos em Ribeirão Preto e fomos campeões”.

Em 2013, Rivaldinho comandou o Mogi em uma grande campanha. Após passar pela primeira fase na liderança do Grupo 3, com oito vitórias, dois empates e duas derrotas, a equipe seguiu forte na etapa seguinte. Foi novamente líder de sua chave na segunda fase e garantiu vaga no mata-mata da competição.

Nas oitavas de final, vitória sobre o Flamengo de Guarulhos por 3 a 2 no jogo de ida e empate por 1 a 1 na volta. A passagem pelas quartas teve susto. Após fazer 3 a 0 no Osasco fora de casa, perdeu em casa por 3 a 1, mas assegurou a classificação.

Na semifinal, pedreira pela frente. O adversário era o Corinthians, último time da capital vivo no torneio. Após dois empates (0 a 0 em casa, 2 a 2 fora), o Mogi avançou devido à melhor campanha na soma das fases anteriores.

A grande final do Paulistão sub-20 foi totalmente caipira. Mogi Mirim e Botafogo fizeram jogos de muitos gols e emoção. No duelo de ida, disputado no Estádio Neil Chaves, em Mogi Mirim, vitória dos donos da casa por 4 a 2. Depois de levar 2 a 0 no primeiro tempo, a equipe buscou uma grande virada na etapa final, com gols de Cleysson, Vitor Xavier e dois de Rivaldo Júnior.

No confronto de volta, realizado no Estádio Santa Cruz, mais um duelo de seis gols. Dessa vez, o Mogi abriu 2 a 0 com Cleysson e Marlon. Levou o empate no início do segundo tempo, mas fez o terceiro com Vitor Xavier logo na sequência. O Botafogo ainda empatou no fim, mas não ameaçou o histórico título do Carrossel Caipira. Ao todo, a campanha teve 14 vitórias, oito empates e quatro derrotas, com 65 gols marcados e 30 sofridos.

Para João Burse, o valor do título está na dificuldade do Paulistão. “Todos os jogos eram difíceis. Os times do interior são muito fortes, são muitos jogos. Logo na primeira fase já pegamos equipes como Ponte Preta, Guarani. E na fase final vieram confrontos contra equipes grandes. É muito difícil ganhar um Campeonato Paulista”.

O Mogi já havia sido campeão da categoria em 2006 e vice em 2011. Ou seja, o título foi fruto de seguidas boas campanhas. No entanto, a situação do clube piorou anos depois.

Após problemas administrativos, o clube que havia alcançado a Série B do Brasileirão caiu nas divisões nacionais e estaduais até interromper suas atividades no ano passado. Na base, o Mogi manteve as equipes, mas sem conquistar grandes resultados. Em 2020. o time retomou seu trabalho profissional e pretende disputar os torneios sub-15 e sub-17 do Paulistão, além da Segunda Divisão do sub-20;

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...