Loading...

Supervisor da base deixa o Atlético-GO

Após pouco mais de seis anos de trabalho no Atlético-GO (chegou em 2014), o Supervisor da base, Ricardo Botelho, decidiu deixar o Dragão, alegando motivos pessoais.
Supervisor deixou o Atlético (Foto: Twitter/Arquivo pessoal)
Ricardo deixa um grande legado no clube goiano, sendo um dos pioneiros no projeto de alavancar a base atleticana e com o compromisso de buscar os objetivos delineados pela Diretoria, que era projetar a base no cenário nacional, revelando jogadores para suprir as necessidades do profissional e gerar grandes receitas. No período dois atletas foram convocados para a seleção brasileira sub-15 e sub-17 e as obras do CT da base, no Buriti Sereno, estão em andamento.
Ano passado, em função da pandemia do novo coronavírus que suspendeu as atividades das categorias de base, através dele o rubro-negro investiu em tecnologia para manter o contato com os atletas e deixá-los integrados de alguma forma.
“Já é uma vertente do Atlético fazer a introdução da tecnologia, adotando algumas formas de abordagem ao atleta e melhoramento do currículo profissional dos profissionais da base. Foi um momento em que utilizamos muito mais a tecnologia a nosso favor com videoaula e cursos online. Usamos essa plataforma tecnológica tanto para os atletas quanto para a comissão técnica”, explicou o supervisor ao site oficial do clube.

Deixe sua opinião

É futebol de base? Então nada escapa dos meus olhos, seja no Brasil ou no exterior.
Loading...