Loading...

Seleção Olímpica leva virada do Egito em último teste de 2020

A Seleção Olímpica se despediu de 2020 com uma derrota para o Egito na tarde desta terça (17), no Cairo, capital do país africano. Após abrir o placar no primeiro tempo, a equipe levou dois gols em dez minutos e saiu derrotada por 2 a 1.

Brasil levou virada no início do segundo tempo. Foto: Divulgação/ CBF

Os comandados de André Jardine haviam vencido a Coreia do Sul por 3 a 1 no último sábado (14). O time encerrou nesta terça o primeiro período de preparação para os Jogos de Tóquio desde a conquista da vaga, no Pré-Olímpico da Colômbia, disputado entre janeiro e fevereiro.

Estão previstas mais duas convocações para a seleção, uma em março e outra pouco antes dos Jogos. Jardine ainda não sabe se poderá contar com os atletas que atuam no Brasil, poupados desta convocação, nas próximas listas, que passou a ser sub-24 após o adiamento das Olimpíadas para 2021.

O Brasil aproveitou a primeira chance que teve para abrir o placar. Aos 16 minutos, David Neres cruzou da direita e Matheus Cunha cabeceou. A bola tocou na trave e ficou sobrando na pequena área, mas a arbitragem já havia marcado gol após a cabeçada do atacante.

As duas equipes chegaram com perigo somente uma vez no restante do primeiro tempo. Matheus Cunha teve a chance de ampliar aos 37, em rápido contra-ataque, mas finalizou sobre o gol da entrada da área. Já os donos da casa assustaram com Ahmed Rayan, que recebeu de Salah Mohamed e chutou para a defesa de Daniel Fuzato no minuto seguinte.

Os egípcios começaram a etapa final em ritmo intenso e rapidamente viraram o jogo. Aos dois minutos, Fouad cruzou da esquerda e Eleraky apareceu nas costas da defesa para cabecear e empatar. Aos dez, Magdy recuperou a bola perdida por Gabriel Magalhães no meio e lançou Ahmed Rayan, entre os zagueiros, para tocar na saída do goleiro.

O Egito quase ampliou no lance seguinte, mas Fuzato fez boa defesa e evitou o terceiro. Pouco inspirada, a seleção tentou a reação, mas só conseguiu finalizar de fora da área. Maycon e David Neres arriscaram e mandaram longe do gol. Já Rodrygo, na melhor chance, bateu próximo à trave, mas sem conseguir alterar o placar.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...