Loading...

Seleção Feminina Sub-20 vive mescla de experiência e juventude em treinos na Granja

A Seleção Brasileira Feminina Sub-20 está nos dias finais do primeiro período de treinos de 2021. A marca da convocação do técnico Jonas Urias vem sendo a mescla entre juventude e experiência, com direito a estreantes e atleta que já frequentou a equipe principal.

Laura vive sua primeira experiência na Seleção Sub-20. Foto: Thais Magalhães/ CBF

O treinador iniciou o processo de renovação com a transição de gerações. Uma das estreantes é a meia Laura, do Santos, que acumula convocações para a Seleção Sub-17. Em sua primeira experiência no time sub-20, ela destacou o aprendizado que vem tendo com Urias.

“Todos os aprendizados que eu tiver aqui vou levar para o meu clube. O que ele (Jonas) me auxilia e pede pra eu consertar, eu vou levar para o meu clube porque faz diferença. É muito gratificante ter o Jonas como técnico porque você aprende tanto fora de campo quanto dentro de campo. Tem princípios que você não faz ideia que existem, mas você faz e, às vezes, sem saber. E isso faz total diferença no jogo”, disse ao site oficial da CBF.

Na avaliação da meia, que completou 18 anos no dia 11 d fevereiro, o período tem sido bem aproveitado, tanto para os treinos quanto para o contato com as jogadoras mais experientes.

“É um momento de muito aprendizado, porque eu estou treinando com meninas mais experientes que eu. Estou aprendendo muito tanto com a comissão quanto com as meninas e está sendo muito bom para o meu crescimento dentro e fora de campo. Está sendo um momento muito produtivo para mim,” declarou.

Uma das atletas que lideram a geração “veterana” da Seleção Sub-20 é Vitória Yaya. Presente na primeira convocação de Pia Sundhage na seleção principal, a meia do São Paulo contou que as atletas mais jovens estão abertas ao aprendizado, e isso facilita o convívio em campo.

“A gente está aproveitando para ensinar um pouco do que a gente aprendeu com a geração passada e repassar para elas. Elas estão com a mente totalmente aberta, sempre perguntam. Está sendo um período muito produtivo, todas as meninas vieram com a mente aberta para evoluir. Acredito que estamos evoluindo cada dia mais”, comentou.

Vitória Yaya já foi convocada por Pia Sundhage. Foto: Thais Magalhães/ CBF

A equipe segue em preparação para a fase final do Sul-Americano, adiada para junho. O Brasil fechou a primeira fase com 100% de aproveitamento e agora enfrenta Colômbia, Paraguai e Venezuela no quadrangular final. Vitória Yaya se disse honrada por poder representar a Amarelinha.

“É muito gratificante ser um referencial, a gente nem espera ser um exemplo para elas. Eu almejo coisas grandes, uma participação no Sul-Americano e ganhar o Mundial,” concluiu.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...