Loading...

Quatro jogadores do elenco profissional voltam à base do Cruzeiro

Em reunião virtual, em função da quarentena causada pela pandemia do novo coronavírus (COVID-19), o Cruzeiro definiu o retorno para a base de quatro jogadores que estavam treinando com o elenco profissional antes do ocorrido que que suspendeu as atividades esportivas em todo o país.

Caio Rosa foi um dos despromovidos (Foto: Bruno Haddad/Cruzeiro)

O encontro contou com a participação do diretor de futebol Ricardo Drubscky, do técnico Enderson Moreira, do supervisor de futebol Pedro Moreira e dos atletas envolvidos: os atacantes Alexandre Jesus e Caio Rosa, o zagueiro Paulo e o lateral-direito Valdir.

Em entrevista ao site oficial do clube, Ricardo Drubscky destacou a integração entre o profissional e as categorias de base, ressaltando que os jogadores continuarão à disposição do treinador:

“O Cruzeiro sempre foi um celeiro de craques e, neste ano, contou com uma grande contribuição dos garotos, que se destacaram positivamente no profissional. Seguimos também com o objetivo de fazer um time sub-20 cada vez mais forte e que ‘abasteça’ a equipe principal com bons nomes. Alexandre, Caio, Paulo e Valdir possuem idade para atuar na base e poderão completar o processo de formação sob a supervisão do Rogério Micale (técnico do sub-20), que está em constante contato conosco. Mesmo na base, os quatro atletas seguirão sendo monitorados pela comissão técnica do Enderson e poderão ser acionados a qualquer momento para ajudarem a equipe nesta temporada”, comentou o dirigente.

O elenco profissional do Cruzeiro contava com 37 atletas até o momento. Então, seguramente o “grupo inchado” também deve ter sido um dos motivos para que os jovens fossem despromovidos. Por outro lado, Vinícius Popó, Jadsom, Pedro Bicalho, Marco Antônio e Thiago, outros com idade “sub-20”, seguirão no plantel principal.

Deixe sua opinião

É futebol de base? Então nada escapa dos meus olhos, seja no Brasil ou no exterior.
Loading...