Loading...

Presidente do Fluminense admite vender promessa ainda este ano

Uma das maiores revelações do Fluminense nos últimos anos, o atacante Marcos Paulo, de apenas 19 anos, e que optou por defender, desde a primeira convocação em 2018, a seleção de Portugal por ter dupla cidadania em razão do seu avô materno, que é português, já é peça importante no esquema do técnico Odair Hellmann, nos profissionais do Tricolor carioca.

Marcos Júnior deverá deixar Flu ainda em 2020 (Foto: Lucas Merçon – FFC)

Ciente que o Flu precisa de receitas, sobretudo neste momento de pandemia, o presidente Mário Bittencourt admitiu que o atleta deva ser negociado ainda este ano:

“Uma das poucas fontes de receitas que o clube tem hoje é a venda de jogadores. Sem a pandemia era isso, com a pandemia é mais ainda. Se abrir o mercado, certamente vamos pegar propostas por Marcos Paulo e outros jogadores. Na linha do que temos, é o atleta que receberá as melhores propostas. A tendência é saia no meio ou no fim do ano, mas não é certo. Recebendo uma excelente proposta, dentro do momento atual, porque acho que os preços vão baixar. Se tivermos uma boa proposta, que a ajude o Fluminense a sobreviver, a gente vai ter que fazer. É um grande garoto, grande jogador. Hoje não tem nada, mas pode ter”, comentou ao site oficial do clube.

Cabe lembrar que no final de janeiro, o Fluminense recusou uma proposta de 7 milhões de euros (quase de R$ 40 milhões) do CSKA, da Rússia, por 50% dos direitos econômicos do jogador, por acreditar que poderia conseguir uma venda melhor em janelas futuras.

Deixe sua opinião

É futebol de base? Então nada escapa dos meus olhos, seja no Brasil ou no exterior.
Loading...