Loading...

Para diretor da base do Fluminense, pandemia não impede continuidade do trabalho

A pandemia do novo coronavírus (COVID-19) suspendeu as atividades esportivas em todo o país, por tempo indeterminado. No entanto, para o Diretor Executivo da Base do Fluminense, Antônio Garcia, o trabalho é bem estabelecido, integrado e capaz de enfrentar qualquer tipo de dificuldade.

CTVL é o local de formação dos talentos tricolores (Foto: Divulgação/FFC)

O clube tricolor segue investindo em um modelo que valoriza a formação de base e que permite aos jovens atletas um aperfeiçoamento iniciado no futsal, ou nas escolas oficiais (Projeto Guerreirinhos), e que chega à Xerém, distrito de Duque de Caxias-RJ, onde fica o Centro de Treinamento Vale das Laranjeiras.

Para o diretor, o currículo metodológico bem formatado, estruturado, constantemente atualizado, permite um projeto muito estabilizado na excelência de formação dos jogadores e também de profissionais dentro do clube. Essa metodologia própria cria um trabalho longevo, segundo o dirigente:

“Com isso estamos ficando cada vez mais fortes dentro do mercado do futebol de base. Conseguimos nos manter entre as melhores do Brasil, mesmo em momentos de crises financeiras, justamente, por ter este currículo de formação. Temos mais de 70% dos profissionais, que trabalham na base, formados dentro do próprio Fluminense. Muitos começaram como estagiários e foram crescendo ao longo do processo. Outros são ex-atletas de Xerém, ou do clube, que já encerraram as suas carreiras nos campos e hoje em dia buscam crescer cada vez mais como profissionais”, afirmou ao site oficial do clube.

Para o Diretor Executivo da base, que já havia trabalhado em Xerém de 2001 a 2011 e passou por Figueirense (base), Audax Rio (profissional), Vasco da Gama (profissional) e estava no Fortaleza até junho de 2019, onde ocupava o cargo de executivo das divisões inferiores, o principal objetivo do CTVL é fornecer atletas para a equipe principal do clube, e esse empenho não diminuiu, mesmo com a COVID-19:

“O torcedor do Fluminense pode continuar esperando uma gama de novos jogadores, pode confiar que temos vários atletas completando seu currículo de formação e que em breve estarão no Maracanã, vestindo a camisa do profissional do Fluminense, se entregando e se dedicando ao máximo para dar alegrias ao torcedor do clube. Seguimos trabalhando de casa, respeitando a saúde em primeiro lugar, mas sem diminuir a entrega e a dedicação para formamos melhores pessoas e melhores atletas”, concluiu.

Deixe sua opinião

É futebol de base? Então nada escapa dos meus olhos, seja no Brasil ou no exterior.
Loading...