Loading...

Marcos Valadares detalha estilo de jogo do sub-20 do Atlético-MG

A pandemia do novo coronavírus interrompeu muitos trabalhos em todo o futebol brasileiro. Mas um, em especial, foi paralisado em um momento de grande expectativa. É o caso da equipe sub-20 do Atlético-MG, que finalizava sua primeira pré-temporada sob o comando do treinador Marcos Valadares.

Marcos Valadares vai completar cinco meses a frente do sub-20 do Atlético-MG. Foto: Pedro Souza/ Atlético

O técnico chegou ao clube no fim de novembro do ano passado após duas temporadas no Vasco, onde acumulou grandes campanhas em competições estaduais e nacionais. Ele aceitou uma proposta do ambicioso projeto atleticano para as categorias de base há quase cinco meses, mas só agora teve tempo para trabalhar melhor o grupo.

O projeto DNA Alvinegro, já explicado pelo diretor da base Júnior Chávare, tem sido implementado em todas as categorias do clube. E as ideias vão ao encontro do que pensa Valadares, como ele mesmo detalha.

“A ideia é construir uma equipe dominante em todos momentos do jogo, com uma posse de bola inteligente e eficiente, que pressione alto os adversários, tanto na fase defensiva, quanto na pós-perda. Uma equipe que procure sempre jogar um futebol ofensivo e que agrade quem estiver acompanhado as partidas”, disse o técnico.

O período de pré-temporada foi a primeira oportunidade que Marcos Valadares teve para trabalhar a equipe. Isso porque o treinador chegou ao clube nas vésperas da Copa São Paulo , realizada em janeiro. Enquanto parte do elenco disputava a Copa Ipiranga, no Rio Grande do Sul, o treinador trabalhava com o elenco que participaria da Copinha.

No Sul, a equipe foi eliminada logo na primeira fase. Já na Copa SP, com muitas mudanças no elenco, o Galo avançou até as oitavas de final, onde caiu para o vice-campeão Grêmio. Para Valadares, as mudanças dificultaram, mas a equipe poderia ter ido mais longe. Segundo ele,  a campanha foi “razoável, mas longe daquilo que queremos e pensamos ser o ideal para uma grande equipe como o Atlético”.

Outro aspecto importante no projeto implementado na base atleticana é o grande número de contratações, principalmente para a equipe sub-20. Marcos Valadares acredita que o processo é natural e positivo, pois fortalece o grupo.

“Todos os clubes grandes no Brasil estão atentos aos bons valores que se destacam em competições. Natural que jogadores de qualidade recebam oportunidades de atuar em outro nível e tenham chances de desenvolver melhor seu futebol. O Atlético tem um setor de captação organizado, que tem buscado potenciais valores para qualificar cada vez mais o plantel. Como treinador, sempre quero ter um grupo com um bom número de bons atletas para aumentarmos a chance de ter êxito nos nossos objetivos”., concluiu

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...