Loading...

Ex-Grêmio assume coordenação técnica da base do Atlético-MG

O Atlético-MG segue reestruturando as categorias de base com a chegada de novos profissionais. Nessa segunda (19), o clube anunciou a contratação de Gustavo Fragoso para assumir  a coordenação técnica.

Gustavo Fragoso chegou ao Atlético-MG nessa segunda (19). Foto: Divulgação/ Atlético

Gustavo estava no Grêmio, onde atuou como coordenador e observador técnico. Ele falou às mídias oficiais do clube e destacou sua chegada a Minas Gerais e seu histórico.

“Venho do Grêmio. Trabalhei no Athletico Paranaense e no Paysandu. Tenho uma experiência com futebol, onde migrei de áreas. Trabalhei como treinador, fui auxiliar técnico, coordenador de psicossocial. Há uns bons anos já desempenho a função na coordenação técnica”, disse.

O profissional é o terceiro a chegar à Cidade do Galo. Em fevereiro, o clube havia anunciado Erasmo Damiani como gerente geral das categorias de base e, na semana passada, Victor Aurélio se juntou à equipe para atuar como coordenador metodológico. Fragoso explicou sua nova função no Atlético.

“As principais atribuições do coordenador técnico de futebol são, muitas vezes, ligadas ao campo. O relacionamento com a comissão técnica e o treinador. No Atlético, a gente tem uma visão diferente. É um facilitador de áreas. Então, o coordenador técnico atua flexibilizando o trabalho do psicossocial, da nutrição, da fisioterapia, fisiologia. É um agregador de áreas aliado ao trabalho de campo”, comentou.

O profissional acumula passagens por Grêmio Athletico-PR e Paysandu, além de graduações e especializações na área de futebol. Ele elogiou a estrutura do clube mineiro e destacou os pontos a serem trabalhados.

“A gente consegue ter uma visão mais sistêmica, mais global do desenvolvimento do atleta. A visão do coordenador técnico, principalmente no Galo, tem essa visão sistêmica. A estrutura daqui faz inveja a qualquer outro clube do Brasil. O profissional que vem trabalhar aqui não precisa se preocupar com campos, com material, com qualidade do material – que, muitas vezes, influencia muito no trabalho. A gente tem uma questão física muito bem desenvolvida no Galo, e agora estamos aliando a conceitos modernos do futebol mundial, porque a gente procura mirar o que tem de melhor e ver o que a gente pode adaptar ao Galo de acordo com a realidade do clube”, finalizou.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...