Loading...

ESPECIAL BRASILEIRÃO DE ASPIRANTES: Semifinalista em 2020, Juventude aposta em joias do sub-20

O DaBase.com.br inicia nesta segunda (24) uma série especial de matérias sobre os participantes do Brasileirão de Aspirantes. Para começar, um semifinalista de 2020 chega com a expectativa de repetir a boa campanha de sua estreia. O Juventude aposta no planejamento e nas promessas do time sub-20 para a edição 2021.

Juventude parou nas semifinais em sua estreia. Foto: Gabriel Radiotto/ Juventude

O clube fez sua estreia no torneio sub-23 em 2020, iniciando um projeto de time de aspirantes. Com o elenco recheado de jovens do sub-20 e reforços de atletas pouco utilizados na equipe principal, o Ju fez uma campanha emocionante, com classificações apertadas as semifinais.

O clube passou pelo Grupo B como terceiro lugar após golear o Coritiba por 5 a 0 na última rodada. Na segunda fase, a equipe arrancou um empate por 1 a 1 com o Corinthians, fora de casa, aos 45 minutos do segundo tempo, confirmando a vice-liderança do Grupo D e uma nova classificação.

Nas semifinais, porém, o Ju foi derrotado nos dois jogos pelo Ceará, que viria a ser campeão, encerrando sua primeira participação com cinco vitórias, cinco empates e seis derrotas, 16 gols marcados e 20 sofridos.

Para repetir a boa campanha de 2020 e alcançar as fases finais, o Juventude aposta no planejamento. O time sub-23, desenvolvido desde o ano passado, se prepara com o apoio da equipe profissional e uma comissão estruturada, comandada pelo técnico Roberto Maschio. Ele falou com exclusividade ao DaBase.com.br e destacou o trabalho realizado.

“O planejamento do clube é a formação dos nossos jogadores num todo, proporcionando vivência e experiência em um campeonato de alto nível, com alta exigência de performance física, tática, técnica e principalmente mental. A partir disso, acreditamos que o resultado é a consequência deste nosso planejamento de dia a dia, muito firme e alinhado entre toda a comissão técnica, direção e jogadores, como foi feito no ano passado”.

Marcos Vinicios foi um dos destaques do Juventude em 2020. Foto: Gabriel Tadiotto/ EC Juventude

O treinador tem histórico nas categorias menores do Ju, fator fundamental para trabalhar com um elenco jovem. Ele comentou que a equipe é formada por jogadores do elenco sub-20 e vem com uma preparação longa para o torneio.

“Estamos trabalhando em um cronograma de conteúdos físicos, técnicos e táticos. Estamos na quarta semana desse planejamento em andamento. Nosso plantel está sendo formado por jogadores do sub 20, praticamente com o grupo fechado”, destacou.

5º colocado do Ranking DaBase na Região Sul, a base do Juventude se destaca pela formação de atletas tanto para o elenco principal quanto para outros times. O clube já revelou nomes como Dante, Alex Telles, Ramiro e Adaílton, além de ter negociado algumas promessas que se destacaram no elenco sub-23 em 2020 – casos do meia Bruno Camilo, cedido ao Bahia, e do atacante Gabriel Aires, no Flamengo.

Quem ganhou mais espaço no time principal após se destacar no Brasileirão de Aspirantes de 2020 foi o meia-atacante Marcos Vinicios, de 20 anos. Ele já soma dois gols em 14 jogos nesta temporada, após balançar as redes cinco vezes no torneio de 2020.

O casamento entre time profissional e base no elenco de aspirantes, segundo Roberto Maschio, será discutido semanalmente entre as comissões técnicas, visando dar minutagem e formação aos jogadores do clube.

“O regulamento é idêntico ao passado, são quatro jogadores com idade superior que podemos usar. Pensamos em usar esses jogadores em comunicação com o profissional para colaborar com o condicionamento e ritmo de jogo de jogadores que necessitem desta etapa conosco no sub 23. De semana a semana isso será conversado e combinado conforme a necessidade e entendimento das comissões profissional e sub-23”, finalizou.

DESTAQUES

Jeder. Foto: Reprodução/ Instagram

Jeder

Há pouco tempo no clube, o zagueiro Jede já aparece como um dos destaques do time sub-23. Aos 19 anos, ele chegou ao Jaconi em março deste ano após se destacar na base do Progresso. O jovem, de grande imposição defensiva, já treinou algumas vezes com o elenco principal e pode ser um dos líderes da defesa gaúcha.

 

Nicolas. Foto: Reprodução/ Instagram

Nicolas

O lateral-direito Nicolas chama a atenção pela qualidade técnica e habilidade com a bola nos pés. Nascido em 2003, o jovem defende o Juventude desde 2018, disputando as principais competições de base estaduais e regionais dos últimos anos, como o vice-campeoanto da Copa Santiago de 2020. Em 2021, ele é uma das apostas do clube para o apoio no ataque e a marcação.

 

Lucca. Foto: Reprodução/ Instagram

Lucca

Com apenas 17 anos, Lucca é uma das grandes esperanças da base do Juventude. O meia está no clube desde os 8 anos, quando começou na Escola de Futebol, e soma duas convocações para as seleções de base de Luxemburgo, já que possui dupla nacionalidade. Técnico e com muita leitura de jogo, ele assinou seu primeiro contrato profissional na última semana e pode ganhar espaço no torneio deste ano.

 

TÉCNICO

Roberto Maschio. Foto: Gabriel Tadiotto/ Juventude

Roberto Maschio

O técnico Roberto Machio conhece bem a formação de atletas do Juventude. Ele passou pelas categorias sub-15 e sub-17 nas últimas temporadas, conquistando a Taça Amizade, de Roca Sales, e ficando com o vice-campeoanto da Copa Santiago. Em 2020, ele assumiu o time sub-23 e levou a equipe às semifinais.

Auxiliar Técnico: Filipe Fuhrer

Preparador Físico: Bruno de Oliveira

Treinador de Goleiros: Felipe Franceschini

ÚLTIMOS RESULTADOS

O projeto sub-23 do Juventude foi iniciado em 2020 para a disputa do Brasileirão de Aspirantes e colheu bons resultados. A equipe avançou às semifinais do torneio e caiu diante do campeão Ceará. Na base, o clube acumula campanhas de destaque, como o vice-campeoanto da Copa Santiago de 2020 e títulos estaduais nas categorias sub-20 e sub-15 nos últimos anos.

ESTREIA DEFINIDA

O Juventude está no Grupo A da competição, ao lado de Ceará, Corinthians, Cuiabá, Figueirense, Grêmio, Ponte Preta e Vitória. A equipe estreia no dia 10 de junho, quinta-feira, às 15h, diante do Coritiba, no Couto Pereira.

Além do Coxa, o time enfrentará, na sequência, Fluminense, CRB, Fortaleza, Red Bull Bragantino, Santos, Bahia e Avaí – equipes que compõem o Grupo B.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...