Loading...

ESPECIAL BRASILEIRÃO DE ASPIRANTES: No embalo do sub-20, Coritiba reforça peso da categoria

Na décima matéria da série especial do DaBase.com.br sobre o Brasileirão de Aspirantes, um clube chega reforçado de promessas da base, contratações e responsabilidades. O Coritiba promete dedicação para aproveitar o embalo do time sub-20 e manter a valorização da categoria.

Coxa vem de eliminação na primeira fase em 2020. Foto: Divulgação/ Coritiba

O clube está no seleto grupo de participantes em todas as edições do torneio, somando campanhas boas e ruins. Após cair na primeira fase em 2017, quando ficou a uma vitória das semifinais, a equipe atingiu o mata-mata no ano seguinte, desta vez passando por duas fases de grupo, mas sendo eliminada pelo São Paulo.

Nos dois últimos anos, o Coxa não conseguiu passar da primeira fase, ficando novamente a uma vitória da classificação, em 2019, e fechando sua participação na lanterna, em 2020. Para superar as campanhas recentes e chegar às fases decisivas, o grupo promete comprometimento. É o que garante o técnico José Leão, em entrevista exclusiva ao DaBase.com.br.

“Podem esperar entrega, dedicação e trabalho, vamos buscar sempre o melhor para o crescimento do clube, dos atletas, representar o melhor possível essa camisa pesada”, disse.

O clube fará a sua estreia no Brasileirão de Aspirantes em um momento muito especial da base. O Coritiba alcançou, de forma inédita, a final da Copa do Brasil Sub-20 nessa sexta (04). Com uma campanha marcante e atletas que vêm chamando a atenção do torcedor, José Leão – que também comanda a equipe sub-20 – destacou que a formação do elenco terá jovens da categoria, apesar das limitações do regulamento.

“O regulamento dá limitações quanto à idade, então só podemos usar oito jogadores abaixo de 19 anos e quatro acima dos 23 anos. Então a ideia é usar os jogadores dessa campanha do sub-20, mas respeitando esse regulamento. Temos que ter bastante cuidado na montagem do elenco e na convocação para s jogos”, explicou.

Na última edição do Brasileirão de Aspirantes, muitas das promessas do elenco sub-20 já integravam a categoria sub-23, como o zagueiro Márcio Silva, os laterais Diogo e Ângelo e os meias Geovane, Bernardo e Luiz Gabriel.

Coxa iniciou treinamentos nesta semana. Foto: Divulgação/ Coritiba

Além disso, o clube deve contar com jovens pouco aproveitados na equipe principal, que precisam de mais ritmo de jogo, preparando assim um elenco para o Paranaense profissional de 2022. Na opinião de José Leão, a categoria sub-23 tem esta importância, finalizando a formação dos jovens que estão no sub-20 e colaborando com o grupo profissional.

“A nossa ideia, além de representar nosso clube, é também ajudar  na formação e na minutagem para os atletas do profissional. Vejo como uma categoria importante, dos clubes valorizarem, ajuda muito na formação dos meninos que vêm do sub-20 e nos que não estão tendo uma minutagem suficiente no profissional. Ela serve muito para esse processo e para o crescimento dos jogadores e da marca Coritiba”.

O sucesso da base coxa-branca não vem apenas dos resultados desta temporada, mas principalmente das inúmeras revelações aproveitadas no time principal e bem negociadas, casos dos zagueiros Miranda e Henrique – que retornou ao clube em 2021 -, dos laterais Adriano e Rafinha, do meia Alex e do atacante Matheus Cunha.

Para desenvolver os piás, o Brasileirão de Aspirantes será a segunda e última opção a nível nacional. Fora do Top 20 do Ranking de Clubes da CBF, o Coxa disputa apenas a Copa do Brasil Sub-20 e o torneio sub-23 em 2021, ficando fora dos Brasileirões Sub-17 e Sub-20. Desse modo, o campeonato ganha destaque no calendário deste ano, como comenta o treinador.

“Não participamos dos Brasileirões Sub-17 e Sub-20, temos buscado melhorar nosso posicionamento no ranking para ter um calendário maior. Esse torneio é muito importante para formação, ter um calendário no ano todo, competitivo, é muito importante, além da minutagem e ritmo de jogo. É uma competição forte, onde vamos enfrentar equipes de camisa pesada, e isso, no processo de formação, é muito importante, a competitividade dos campeonatos dentro do desenvolvimento do atleta”, finalizou.

DESTAQUES

Ronald. Foto: Reprodução/ Instagram

Ronald

Um dos reforços para a temporada, o zagueiro Ronald traz a experiência de três anos atuando com frequência no time sub-20 do Corinthians. O jogador de 21 anos fez toda a sua formação no Parque São Jorge e, após 97 jogos e quatro gols pela categoria sub-20, não renovou seu contrato e deixou o clube sem ter estreado profissionalmente. Ele assinou com o Coxa e pode ser um dos líderes da defesa neste ano.

 

Ângelo. Foto: Reprodução/ Instagram

Ângelo

Entre os vários destaques do time sub-20, Ângelo é um dos mais experientes. O lateral-esquerdo de 20 anos está no clube desde a categoria sub-11 e disputou os dois últimos Brasileirões de Aspirantes. Em 2020, foram 15 jogos e dois gols entre os times sub-20, sub-23 e profissional, atuando em duas partidas do Brasileirão. Nesta temporada, o jovem foi titular em todos os confrontos da Copa do Brasil e relacionado para um duelo do Paranaense.

Luiz Gabriel. Foto: Reprodução/ Instagram

Luiz Gabriel

Companheiro de Ângelo desde as categorias iniciais, o meia Biel é outro destaque do time sub-20. O jogador de 19 anos fez treze partidas em 2020, sendo cinco no Brasileirão de Aspirantes e uma pelo time principal, sendo titular no Brasileirão. Ele atuou em seis jogos da Copa do Brasil Sub-20 desta temporada e já soma cinco gols, podendo reforçar o sub-23 no decorrer da competição.

 

TÉCNICO

José Leão. Foto: Divulgação/ Coritiba

José Leão

Finalista da Copa do Brasil Sub-20, o técnico José Leão acumula anos de experiência em trabalho de base. Ele ficou 14 temporadas no Internacional e também trabalhou no Criciúma, no Gaúcho e no Tubarão antes de chegar ao Couto Pereira. Lá, ele foi auxiliar do time principal e assumiu as categorias sub-20 e sub-23 nesta temporada.

 

ÚLTIMOS RESULTADOS

Participante de todas as quatro edições do Brasileirão de Aspirantes, o Coritiba soma campanhas boas e ruins no torneio. A equipe ficou a uma vitória da classificação às semifinais em 2017, fase na qual parou no ano seguinte, sendo eliminado pelo São Paulo. Nos dois últimos anos, o time caiu na primeira fase, ficando em quinto da chave no primeiro e na lanterna no ano passado. A base, por sua vez, faz sua melhor campanha recente, alcançando a final da Copa do Brasil Sub-20 desta temporada.

ESTREIA DEFINIDA

O Coritiba está no Grupo B da competição, ao lado de Avaí, Bahia, CRB, Fluminense, Fortaleza, Red Bull Bragantino e Santos. A equipe estreia no dia 11 de junho, sexta-feira, às 15h, diante do Juventude, no Couto Pereira, em Curitiba.

Além do Ju, o time enfrentará, na sequência, Grêmio, Cuiabá, Corinthians, Figueirense, Ceará, Vitória e Ponte Preta.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...