Loading...

ESPECIAL BRASILEIRÃO DE ASPIRANTES: Grêmio aposta na tradição e em grupo jovem para buscar o título

Na sétima matéria da série especial do DaBase.com.br sobre o Brasileirão de Aspirantes, um clube chega com a mentalidade profissional visando finalizar a formação de seus guris. O Grêmio, dono de um time de transição já consolidado, mira o primeiro título da categoria.

Grêmio disputou todas as edições do Brasileirão de Aspirantes. Foto: Rodrigo Fatturi/ Grêmio

Em sua quinta participação no torneio, o Tricolor já ficou muito perto da taça. Após somar apenas um ponto em quatro jogos em sua estreia, em 2017, e ficar a uma vitória da classificação à segunda fase em 2018, o clube fez uma grande campanha no ano seguinte, porém parou na final.

Foram treze vitórias, dois empates e três derrotas, coroando Ferreira, hoje destaque no time principal, como o artilheiro da competição, com onze gols marcados. Na decisão, contudo, o algoz foi o grande rival Internacional, que segurou o empate por 0 a 0 na ida e venceu o duelo de volta por 1 a 0.

Em 2020, o Grêmio  avançou novamente à segunda fase e teve o artilheiro do campeonato – Elias, com oito gols -, mas foi eliminado pelo saldo de gols na última rodada. Rondando o título a cada ano, um dos objetivos do clube é a conquista, mas focando no processo final de formação dos atletas, como destacou Thiago Gomes, em entrevista exclusiva ao DaBase.com.br.

“O Brasileirão de Aspirantes é uma grande oportunidade de finalizar a formação dos atletas com essa competição muito bem organizada pela CBF. A expectativa é sempre fazer bons jogos, chegar longe e, quem sabe, buscar o primeiro título do time de transição”, disse.

Assim como em 2020, o Tricolor vem com um elenco jovem e renovado. O clube reduziu a idade do time de transição, que englobava atletas até os 23 anos. Promovendo vários jogadores que se destacaram no time sub-20 na última temporada, o time foi utilizado em rodadas do Gauchão e fez amistosos em uma preparação voltada para a competição.

Time de transição serviu ao elenco principal no Gauchão. Foto: Rodrigo Fatturi/ Grêmio

Os desafios de encarar um campeonato sub-23 com jovens sub-21, porém, será um desafio ainda maior em 2021. O treinador valorizou a competitividade e o amadurecimento que o torneio pode trazer para o grupo.

“Temos um time mais jovem que no ano passado, no qual fomos o mais novo ao lado do Red Bull Bragantino. Isso é muito positivo, conseguimos criar uma diversidade maior no campeonato, até porque muitos times usam os quatro atletas mais velhos permitidos no regulamento e o limite do sub-23, o que deixa o campeonato muito competitivo. Isso é importante para a formação, para o desenvolvimento deles, enfrentar essas adversidades maiores, confrontos mais pesados nas questões físicas, táticos, técnicos e comportamentais”.

O grupo de transição gremista é um dos mais consolidados do país, rendendo frutos ao profissional desde o início do projeto. Nos últimos anos, o clube revelou diversos nomes que atuaram no Brasileirão de Aspirantes e passaram pela categoria, como os zagueiros Rodrigues e Ruan, o lateral Vanderson, o volante Darlan, o meia Jean Pyerre e os atacantes Ferreira, Guilherme Azevedo, Léo Chu, Léo Pereira, Pepê e Ricardinho.

Além disso, a integração entre as categorias chama a tenção. Muitos dos jovens formados no clube chegaram ao CT Hélio Dourado ainda na adolescência, passando por toda a metodologia tricolor até alcançar o profissional.

Com a ampliação do CT, os treinos e oportunidades no profissional, a chegada dos jovens ao time principal é facilitada. Jogos como os da última semana, na Sul-Americana, onde o Grêmio mandou o elenco e a comissão técnica de transição para enfrentar e empatar por 0 a 0 com o La Equidad-COL, indicam que o trabalho de formação não passa apenas pelos atletas, mas também pelo modelo de jogo, como aponta Thiago Gomes.

“O Grêmio entra no campeonato buscando oportunizar os jovens, uma competição da nível nacional, onde buscamos sempre o processo final de desenvolvimento na formação deles, e principalmente jogar espelhado ao profissional. É uma oportunidade para os meninos competirem e desenvolverem no modelo de jogo profissional, para quando forem chamados, estarem preparados para um bom rendimento”, concluiu.

DESTAQUES

Fernando Henrique. Foto: Fernando Alves Fruke/ Divulgação

Fernando Henrique

Um dos jovens com mais espaço no profissional em 2020 é Fernando Henrique. O volante, que completo 20 anos nesta semana, está no Tricolor desde 2018, quando chegou do ABC, e se destaca pelo forte físico, dinâmica e visão de jogo. Ele atuou em 13 das 14 partidas no último Brasileirão de Aspirantes – onze como titular – e atuou nove vezes pelo profissional nesta temporada, sendo titular em dois jogos da Sul-Americana.

 

Mateus Sarará. Foto: Reprodução/ Instagram

Sarará

Mateus Sarará pode ser uma das revelações do Grêmio nesta temporada. O meia é um dos jogadores mais novos do elenco de transição, com apenas 18 anos, mas já soma experiência no time principal. Após fazer 17 jogos e dois gols no sub-20 em 2020, ele foi promovido ao grupo de transição e atuou como titular em uma partida da Sul-Americana., além de ter ficado no banco em duelos do Gauchão

 

Elias. Foto: Reprodução/ Instagram

Elias

Artilheiro do último Brasileirão de Aspirantes, o atacante Elias já mira o profissional. O atacante de 19 anos foi o artilheiro da base tricolor no ano passado, sendo um dos destaques no vice-campeonato da Copa São Paulo. Ao todo, foram 14 gols em 22 jogos – seis pelo sub-20 e oito na competição sub-23. Ele ganhou as primeiras oportunidades no elenco principal e, após quatro jogos, já soma dois gols na Sul-Americana.

 

TÉCNICO

Thiago Gomes. Foto: Rodrigo Fatturi/ Grêmio

Thiago Gomes

À frente do grupo de transição gremista desde 2018, Thiago Gomes carrega uma larga experiência mesmo com apenas 37 anos. Ele já foi auxiliar de equipes como Sport, Internacional, Corinthians e Fluminense, entre base e profissional, e passou pelo Pelotas antes de iniciar sua trajetória no Tricolor,

Auxiliar Técnico: Ruimar Kunzel

Treinador de Goleiros: Marcelo Rhoder

ÚLTIMOS RESULTADOS

O Grêmio vem de campanhas constantes com o time de transição. No Brasileirão de Aspirantes, o clube parou na primeira fase em 2017 e 2018, ficou com o vice-campeonato em 2019 e caiu na segunda fase do ano passado. Além disso, a categoria disputou as últimas edições da Copa FGF profissional, parando nas quartas de final em 2017 e 2018. A base tricolor também tem títulos recentes, como a Copa Ipiranga Sub-20 de 2019.

ESTREIA DEFINIDA

O Grêmio está no Grupo A da competição, ao lado de Ceará, Corinthians, Cuiabá, Figueirense, Juventude, Ponte Preta e Vitória. A equipe estreia no dia 10 de junho, quinta-feira, às 15h, diante do Fluminense, nas Laranjeiras, Rio de Janeiro.

Além do Tricolor Carioca, o time enfrentará, na sequência, Coritiba, Fortaleza, Red Bull Bragantino, Santos, CRB, Avaí e Bahia.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...