Loading...

ESPECIAL BRASILEIRÃO DE ASPIRANTES: Com Geração dos Sonhos, Fluminense quer mais um título

Na oitava matéria da série especial do DaBase.com.br sobre o Brasileirão de Aspirantes, uma fábrica de talentos quer preparar novas promessas para o profissional com a marca de campeão. O Fluminense chega com a Geração dos Sonhos e muitos outras revelações de Xerém em busca do título.

Tricolor parou nas semifinais em sua estreia no Brasileirão de Aspirantes. Foto: Lucas Merçon/ FFC

O clube não ficou muito longe da conquista em sua primeira participação no torneio. O Tricolor chegou às semifinais do Brasileirão de Aspirantes de 2020, venceu o jogo de ida por 2 a 1, mas perdeu para o Vila Nova na volta, por 2 a 0, e acabou eliminado. Foram seis vitórias, seis empates e cinco derrotas.

Foi também a primeira temporada completa do projeto sub-23 do Fluminense. Fundado em 2019, o elenco aproveitou os atletas que estavam em seu ano final de formação no sub-20 e as revelações ainda sem espaço no profissional, servindo de plataforma para muitos atletas.

A abundância de talentos formados em Xerém facilitou o processo, e o Tricolor colheu os frutos já em seu primeiro ano de categoria. Da equipe que disputou o Brasileirão de Aspirantes,  saíram  os volantes André e Martinelli, destaques na competição, o meia Gabriel Teixeira e o atacante John Kennedy, que passaram pelo grupo após boas campanhas no sub-20.

Além disso, os atletas da equipe sub-23 disputaram as rodadas iniciais do Carioca e vem dando suporte ao time principal nos treinamentos realizados no CT Carlos Castilho. Na visão de Ailton Ferraz, a fundação da categoria foi um grande acerto, já que ela serve de porta de entrada para o profissional. Treinador da equipe, ele falou com exclusividade ao DaBase.com.br.

“O sub-23 foi um grande acerto. Já falei isso várias vezes do presidente (Mário Bittencourt) e do Paulo Angioni, porque esses meninos maturavam, aqueles que eram emprestados, longe. Agora estão treinando aqui perto do profissional. E os jovens, que já sonham com o salto para a categoria de cima veem que precisam de pouco mais”, disse.

“O sub-23 dá aquela consistência para ele não bater e voltar toda hora. Então foi um grande acerto, o Fluminense está no caminho certo. A gente tem provas disso. O Martinelli lá em cima, e o próprio Kayky, que passou um tempo com a gente, ficamos muito felizes que o processo está avançando, e jogadores que achavam que demorariam a maturar, já estão jogando inclusive de titulares no profissional”.

Geração dos Sonhos integrará elenco sub-23. Foto: Mailson Santana/ FFC

Após a disputa do Carioca, o elenco voltou o foco para o Brasileirão de Aspirantes. O treinador destacou que a preparação vem sendo bem feita, com amistosos e transição do treino para a prática, o que possibilita sonhar com o título.

“A preparação com amistosos terminou agora, o último foi contra o Bangu. Saí muito satisfeito, foi um jogo-treino em que a gente colocou tudo aquilo que vem treinando na proposta de trabalho que vai ser dentro do Brasileiro de Aspirantes. O meio funcionou bastante, as infiltrações que a gente vem treinando, e eu fiquei muito feliz. Isso nos deixa alegres e foi o que eu falei pra eles. Nós vamos entrar em busca de título, sabemos que não é fácil, mas o Fluminense, pelo peso que tem e o time grande que é, tem que pensar sempre nisso. Então pode ter certeza que a gente vai procurar batalhar muito e vencer os jogos, principalmente dentro de casa, para que a gente consiga o título”, comentou.

A experiência de ser campeão pelo Fluminense já foi vivida por parte do grupo de atletas e pelo próprio técnico. Ailton foi campeão nacional por Flamengo e Grêmio, além de conquistar o Carioca por Botafogo e Fluminense, no histórico título de 1995.

Com mais de uma década de experiência entre clubes do Rio e trabalhos como assistente, o ex-meia tem a missão de passar a experiência para jovens que levantam taças em Xerém desde as categorias menores. Entre elas, está o Brasileirão Sub-17 do ano passado, conquistado pela Geração dos Sonhos, que cede alguns de seus destaques para o elenco sub-23.

Entre os principais nomes, estão o volante Metinho e os atacantes Matheus Martins e João Neto, que integram um elenco forte e experiente frente aos demais times. Ailton elogiou o grupo que tem em mãos e o desempenho dos atletas quando solicitados no profissional.

“O Metinho, por exemplo, está passando esse momento com a gente. Até bati um papo com ele sobre a evolução que ele está tendo. Todo mundo sabe que é um excelente jogador, precisa de alguns detalhes a serem ajustados, e a gente tem feito isso. Sempre pensando em colocá-lo no profissional, não só ele como os demais. O João Neto também cresceu muito. O Matheus Martins, que já está num processo ajudando o profissional, e esse é o trabalho do sub-23. Maturação para os meninos, e a gente fica feliz por essa geração estar entendendo que precisa um pouco mais de tempo para serem usados no profissional. Está sendo um trabalho muito legal, muito bom, e eles estão entendendo o processo”, concluiu.

DESTAQUES

Daniel Lima. Foto: Mailson Santana/ FFC

Daniel Lima

O lateral-direito Daniel Lima não ganhou o apelido de Bolt sem motivo. Veloz e talentoso, o jogador de 21 anos foi titular em doze jogos no último Brasileirão de Aspirantes. Suas atuações o levaram ao time profissional, para o qual foi relacionado e estreou no Brasileirão de 2020. Ele também fez três partidas no Carioca deste ano e pode ser uma das referências do elenco tricolor.

 

Metinho. Foto: Reprodução/ Instagram

Metinho

O volante Metinho surgiu como uma das grandes promessas do futebol brasileiro no ano passado, ao liderar o meio-campo tricolor no título brasileiro sub-17. Nascido no Congo, o jogador de 18 anos marcou dois gols em 20 jogos pela categoria juvenil, além de fazer outras cinco partidas e um gol pelo sub-20. Ele já treinou com a Seleção Brasileira e disputou uma partida do Carioca deste ano, além de ter sua venda encaminhada ao Grupo City.

Matheus Martins. Foto: Mailson Santana/ FFC

Matheus Martins

Outra joia da Geração dos Sonhos que pode se destacar no Brasileirão de Aspirantes é Matheus Martins. O atacante de 17 anos marcou 16 gols em 30 jogos entre os times sub-17 e sub-20 no ano passado – sete só na Copa do Brasil, da qual foi artilheiro. Campeão brasileiro sub-17, ele foi promovido ao elenco sub-23, fez duas partidas no Carioca, renovou seu contato e ainda vem treinando com a Seleção Brasileira na Granja Comary.

TÉCNICO

Ailton Ferraz. Foto: Mailson Santana/ FFC

Ailton Ferraz

Campeão carioca pelo Fluminense em 1995, o ex-meia Ailton teve uma grande carreira dentro de campo, conquistando títulos nacionais por Grêmio e Flamengo. Fora das quatro linhas, o técnico acumula uma década de experiência entre clubes do Rio e trabalhos como auxiliar. Ele voltou ao Tricolor em 2020 e assumirá o sub-23 neste ano após a subida de Marcão ao profissional.

 

ÚLTIMOS RESULTADOS

O sub-23 tricolor foi fundado em 2019 e disputou sua primeira competição oficial no ano passado, quando chegou às semifinais do Brasileirão de Aspirantes, mas parou no Vila Nova. A base tricolor, porém, vem de várias conquistas recentes, como o bicampeonato carioca sub-17 (2018 e 2019), o Brasileirão Sub-17 de 2020 e as campanhas de destaque – vice-campeoanto da Copa do Brasil e da Supercopa Sub-17 de 2020 e quartas de final dos dois últimos Brasileirões Sub-20.

ESTREIA DEFINIDA

O Fluminense está no Grupo B da competição, ao lado de Avaí, Bahia, Coritiba, CRB, Fortaleza, Red Bull Bragantino e Santos. A equipe estreia no dia 10 de junho, quinta-feira, às 15h, diante do Grêmio, nas Laranjeiras, Rio de Janeiro.

Além do Tricolor Gaúcho, o time enfrentará, na sequência, Juventude, Cuiabá, Corinthians, Ceará, Figueirense, Ponte Preta e Vitória.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...