Loading...

Diretor do Cruzeiro analisa integração com a base e contratações de jovens jogadores

O Cruzeiro vem chamando a atenção no mercado pela contratação de jovens atletas para a equipe principal. Além disso, o clube promoveu diversos das categorias de base, que tem sido fundamentais na reformulação do clube.

Rogério Micale, técnico do sub-20, e Enderson Moreira, comandante do time principal. Foto: Gustavo Aleixo/ Cruzeiro

Em entrevista aos canais oficiais da Raposa, o Diretor de Futebol, Ricardo Drubscky, explicou que a intenção é mesclar juventude e experiência. Ele disse que pretende ainda aumentar a média de idade do time profissional, mas que os jovens continuarão a ter espaço na equipe de Enderson Moreira.

“Temos dois terços do elenco, sem precisar mensurar números, aproximadamente, que são jovens, de 21 anos para baixo. Como não vamos ficar com todos esses jogadores que estão aqui, por motivos que vamos explicar, iremos chegar a um número de 40/60, 40% de jovens e 60% de mais maduros, ou no máximo 50% de cada, sem nos preocupar de sermos exatos nesse percentual”, comentou.

Uma das formas de integrar os jovens da base celeste e o time profissional tem sido a subida de jogadores para os treinamentos. Apesar da base cruzeirense treinar na Toca da Raposa I e a equipe principal utilizar a Toca II, Drubscky afirmou que a proposta do clube é promover cada vez mais atividades conjuntas.

“Isso (interação) está só começando, pois nos próximos dias já vamos ter a equipe sub-20 treinando conosco de uma maneira muito próxima e muito mais vezes aqui na Toca 2”, disse.

Nas últimas semanas, o Cruzeiro promoveu vários jogadores ao time profissional, mas também devolveu ao sub-20. Entre os jovens que se mantiveram no time de cima, estão o zagueiro Paulo, o lateral-esquerdo Matheus Pereira e os atacantes Stênio, Riquelmo e Alejandro.

Por outro lado, jogadores como o lateral-direito Danilo, o volante Pedro Bicalho e o atacante Gui Mendes, recém contratado, voltaram à equipe de Rogério Micale. A ideia, segundo Drubscky, é aproveitá-los na medida do possível e sempre deixá-los prontos em caso de necessidade.

“Alguns jogadores estão retornando naturalmente para a base e estarão sempre à disposição da nossa comissão técnica do profissional para poder nos atender. Portanto, esse número maior de jogadores da base que foram promovidos, veio atendendo esse propósito também, de não deixá-los em casa e, em algumas necessidades, atender ao Enderson. Aliado a isso, o Enderson também precisava conhecer os atletas e hoje ele tem essa “fotografia” em mente dos jogadores que ele pode usar de imediato, com alguns já sendo usados”, finalizou.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...