Loading...

Confira o Guia DaBase da Copa do Brasil Sub-17

A competição de base mais democrática da categoria terá seu pontapé inicial nesta terça (17). A Copa do Brasil Sub-17 reunirá 32 clubes, representando todos os estados brasileiros, em busca do título da nona edição do torneio.

Nona edição da Copa do Brasil Sub-17 traz 32 clubes. Foto: DaBase

O campeonato já faz parte do tradicional calendário de base do futebol brasileiro. Organizado pela CBF, ele terá nove sua primeira fase disputada ao longo da semana. Confira a tabela abaixo:

Terça (17)

15h: CRB x Santos-AP (Estádio Universitário/UFAL, Maceió)

15h: Cruzeiro x São Raimundo-AM (Arena do Jacaré, Sete Lagoas)

15h: América-RN x Gama (Arena América, Parnamirim)

15h: Fortaleza x Porto Vitória (CT Ribamar Bezerra, Maracanaú)

15h: São Paulinho x Atlético-MG (Estádio Nilton Santos, Palmas)

15h: Londrina x Cruzeiro-RS (Estádio do Café, Londrina)

15h: São Paulo x Grêmio Santo Antônio (Estádio Marcelo Portugal, Cotia)

15h30: Maranhão x Sport (Estádio Nhozinho Santos, São Luis)

16h: River x Confiança (Albertão, Teresina)

16h: Avaí Rondônia x Athletico-PR (Estádio Aluizio Ferreira, Porto Velho)

Quarta (18)

15h: Jacuipense x Vila Nova (Arena Cajueiro, Feira de Santana)

15h: VF4 x Fluminense (Almeidão, João Pessoa)

15h: Criciúma x Dom Bosco (Estádio Heriberto Hulse, Criciúma)

Quinta (19)

17h: São Raimundo-RR x Brasil de Pelotas (Estádio Canarinho, Boa Vista)

20h: Palmeiras x Desportiva Paraense (Alianz Parque, São Paulo)

Domingo (22)

21h: Vasco-AC x Flamengo (Florestão, Rio Branco)

Formato de Disputa

O torneio reúne os últimos 27 campeões estaduais da categoria – sendo boa parte deles vencedores ainda em 2019, já que em 2020 muitas federações não realizaram competições de base -, além dos vices dos cinco estados mais bem posicionados no Ranking da CBF (MG, SP, RJ, PR e RS).

Na primeira fase, sorteada de forma direcionada pela CBF, as equipes se enfrentam em jogos únicos. Em caso de empate, a disputa vai para os pênaltis.

A partir das oitavas de final, os duelos serão disputados em jogos de ida e volta, até a final. Em caso de dois empates ou vitória e derrota pela mesma diferença de gols, a definição do classificado vai para os pênaltis. Na tabela básica, as fases serão realizadas nas seguintes datas:

Oitavas de final: 31 de agosto e 7 de setembro

Quartas de final:21 e 28 de setembro

Semifinais: 5 e 12 de outubro

Finais: 9 e 16 de novembro

Histórico 

A Copa do Brasil Sub-17 ganhou a organização da CBF a partir de 2013. Nos anos anteriores, a Federação de Futebol do Espírito Santo (FFES) realizou a competição. São nove edições oficiais já disputadas, com seis campeões diferentes.

Palmeiras (2017 e 2019) e São Paulo (2013 e 2020) têm dois títulos cada.  Atlético-MG (2014), Vitória (2015), Corinthians (2016) e Flamengo (2018) têm uma conquista cada. Destaque também para o Fluminense, que já chegou a seis semifinais e duas finais, mas nunca foi campeão.

Confira o Guia abaixo: 

AMÉRICA-RN

Destaque: Allan César, meia-atacante, 17 anos

Técnico: Adriano Galdino

Histórico: O clube fez sua estreia em 2020, mas acabou eliminado pelo Jacuipense na primeira fase.

Retrospecto: O sub-17 do Mecão quebrou a hegemonia do ABC no estado e conquistou o título potiguar da categoria em 2019. No ano passado, o torneio não foi disputado.

Momento: O Alvirrubro fará a sua estreia nesta temporada

Adriano Galdino. Foto: Arquivo Pessoal

“Nossa preparação foi prejudicada  pela pandemia, não tivemos competições no nosso estado em 2020, e mesmo a dificuldade dos clubes em manter as categorias de base. Conseguimos montar uma equipe competitiva, na medida do possível, tentando ser organizada taticamente, com garotos muito bons tecnicamente. Pretendemos fazer um bom jogo na estreia e passar de fase. Respeitamos muito a equipe do Gama, sei que lá têm atletas e profissionais competentes, mas esperamos fazer um  bom jogo em nossa casa, nosso estado. Pegar um jogo de ida e volta, dar outra vivência aos garotos, é uma situação muito boa. E pra mim, como treinador, é uma competição que dá visibilidade nacional, então pra a gente que sempre trabalhou com base, é muito bom ter essas competições regionais e nacionais” – Adriano Galdino.

Allan César. Foto: Reprodução/ Instagram

ATHLETICO-PR

Destaque: Emerson, atacante, 17 anos

Técnico: Fernando Seabra

Histórico: O Furacão só ficou fora da edição de 2019. O clube chegou às quartas de final em 2013, 2014 e 2020, parou nas oitavas em 2016 e 2018 e na primeira fase nos anos de 2015 e 2017.

Retrospecto: O sub-17 rubro-negro foi campeão da Copa do Brasil de 2012, ano em que o torneio era organizado pela Federação de Futebol do Espírito Santo (FFES), além de faturar quatro das últimas seis edições do Paranaense. A equipe também chegou às quartas de final das Taças BH de 2015 e 2018 e do Brasileirão de 2019, bem como na final do torneio nacional do ano passado.

Momento: O Athletico vem de uma eliminação nas quartas de final do Brasileirão deste ano, diante do Cruzeiro. A equipe avançou ao mata-mata como líder do Grupo B, acumulando sete vitórias, dois empates e duas derrotas.

ATLÉTICO-MG

Destaque: Yan Pgillipe, meia-atacante, 17 anos

Técnico: Lucas Batista

Histórico:  O Galinho foi campeão do torneio em 2014, um ano após chegar às quartas de final. Depois disso, a equipe parou nas oitavas em 2015, 2017 e 2018, parou na primeira fase em 2016 e 2019 e nas quartas no ano passado.

Retrospecto: O sub-17 atleticano tem no currículo dois tricampeonatos estaduais na última década, sendo vice-campeão em 2019. Além disso, o clube foi campeão da Taça BH de 2018, caiu na primeira fase do Brasileirão do ano seguinte, chegou às quartas de final do Brasileirão de 2019 e parou na primeira fase em 2020.

Momento: O Galinho parou nas quartas de final do Brasileirão deste ano, caindo diante do Flamengo. Foram seis vitórias, um empate e quatro derrotas, chegando ao mata-mata como quarto colocado de seu grupo.

Lucas Batista. Foto: Divulgação/ Atlético

 

“A expectativa é boa, os meninos vêm fazendo uma boa preparação, o primeiro semestre com o Brasileiro deu uma bagagem muito boa, alguns deles até fazendo parte do sub-20 e podendo retornar para a Copa do Brasil em alguns jogos. Assim, conseguimos oportunizar novos atletas e colocar equipes competitivas nos jogos. Esperamos chegar o mais longe possível e conquistar um título nacional para a base do Galo” – Lucas Batista.

 

Yan Phillipe. Foto: Reprodução/ Instagram

AVAÍ RONDÔNIA

Destaque:

Técnico: Cleyve de Lima

Histórico: O clube disputou as duas últimas edições do torneio, mas caiu na primeira fase diante de paulistas em ambos: Corinthians, em 2019, e Palmeiras, com uma goleada por 9 a 0, em 2020.

Retrospecto:  O Avaí é o atual bicampeão rondoniense da categoria, conquistando o título pela última vez em 2019.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Cleyve de Lima. Foto: Arquivo Pessoal

“A garotada vem fazendo um trabalho há algum tempo, mas nosso time teve alguns desfalques, alguns garotos subiram para times maiores. Vamos para o jogo com, em média, quatro a seis atletas nascidos em 2006 e uma garotada 2005. Sub-17 mesmo temos apenas um goleiro e um zagueiro. Uma intensidade boa, um nível de força bom, mas uma qualidade técnica inferior a garotos a nível Athletico. Os jogadores têm vontade, determinação e confiança de que podemos fazer um trabalho bom. Vamos enfrentar uma equipe difícil, mas o futebol é gostoso por isso. Só após o árbitro apitar o fim que podemos dizer como será o jogo” – Cleyve de Lima.

BRASIL DE PELOTAS

Destaque: Tony Lucas, zagueiro, 17 anos

Técnico: Renê Padilha

Histórico: O Xavante caiu na primeira fase em 2017 e 2018 e conseguiu chegar às quartas de final no ano passado, mas foi eliminado pelo Atlético-MG.

Retrospecto: A equipe foi vice-campeã estadual em 2019, perdendo a final para o Cruzeiro.

Momento: O clube fará a sua estreia nesta temporada.

Renê Padilha. Foto: Arquivo Pessoal

 

“Nossa expectativa é muito grande e a melhor possível para conseguirmos a vitória em nossa estreia. A preparação, apesar de ser de apenas 15 dias, foi boa. O time é de boa qualidade técnica e muita força, características daqui do Sul. O entrosamento está evoluindo a cada dia e nosso preparo físico também” – Renê Padilha.

 

 

Tony Lucas. Foto: Reprodução/ Instagram

CONFIANÇA

Destaque: Kauan, atacante, 16 anos

Técnico: Marcílio Menezes

Histórico: O Dragão fez sua estreia no torneio em 2020, mas caiu na primeira fase, diante do Floresta, nos pênaltis.

Retrospecto: A equipe foi campeão sergipana da categoria em 2019, vencendo o Lagarto na decisão.

Momento: O clube fará a sua estreia nesta temporada.

Marcílio Menezes. Foto: Divulgação/ Confiança

“Estamos muito felizes por assumir o sub-17 após três anos de clube. Teremos essa competição nacional, um sonho para todos os meninos, tem visibilidade, várias plataformas transmitindo. Estamos há três semanas treinando a meninada com o intuito de fazer uma grande campanha para colocar os meninos no cenário nacional, e o próprio clube, buscando uma grande campanha. Colhemos informações do River, uma equipe que está se preparando desde maio, vem de uma grande campanha na última Copa do Brasil. Sabemos que é uma equipe difícil, vamos jogar em Teresina, teremos a viagem, uma série de desafios. Queremos que os meninos comprem nossas ideias para fazer história nessa partida” – Marcílio Menezes.

Kauan. Foto: Divulgação/ Confiança

CRB

Destaque: Rodrigo Jesse, atacante

Técnico: Jean Carlos

Histórico: O Galo Praiano caiu na primeira fase em 2016, 2017 e 2019 e chegou às oitavas de final no ano passado, mas foi eliminado pelo São Paulo.

Retrospecto: O sub-17 alvirrubro chegou às últimas quatro finais do Estadual, sendo vice em 2016 e 2019 e campeão nos anos de 2017 e 2018.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Jean Carlos. Foto: Divulgação/ CRB

 

“A nossa preparação está sendo muito boa, sabemos que a equipe foi quase toda reformulada, só ficando três atletas do ano passado. Isso dificultou um pouco nosso trabalho deste ano em relação ao ano passado, mas a expectativa é sempre muito boa por estar jogando contra o adversário que não é igual ou inferior a nossa equipe. Estamos muito confiantes para essa primeira fase” – Jean Carlos

 

CRICIÚMA

Destaque: Gabriel Pereira, meia, 17 anos

Técnico: Amauri Barasuol

Histórico: Presente em todas as edições do torneio – com exceção de 2018 -, o Tigre caiu na primeira fase entre 2013 e 2017, parou nas oitavas em 2019 e voltou a ser eliminado no estágio inicial no ano passado.

Retrospecto: O sub-17 tricolor esteve nas últimas quatro finais estaduais da categoria, sendo campeão em 2017 e 2019 e vice em 2016 e 2018.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Amauri Barasuol. Foto: Celso da Luz/ Criciúma

 

“A Copa do Brasil é um campeonato de muita relevância no calendário da equipe sub-17 do Criciúma Esporte Clube, para o qual estamos nos preparando com comprometimento e dedicação. Trata-se de uma competição nacional importante para a evolução dos atletas e para o nosso trabalho. A expectativa é a melhor possível” – Amauri Barasuol.

 

 

Gabriel Pereira. Foto: Celso da Luz/ Criciúma

CRUZEIRO

Destaque: Vitor Roque, atacante, 16 anos

Técnico:  Mário Henrique

Histórico: A Raposa caiu na primeira fase no ano de estreia, em 2013 e parou nas quartas de final em 2014, 2015 e 2017. Sua melhor campanha foram as semifinais, em 2016. O time ficou fora da edição de 2018, caiu nas oitavas em 2019 e na primeira fase no ano passado.

Retrospecto: O sub-17 cruzeirense é o atual campeão mineiro, conquistado em 2019. A equipe também caiu na primeira fase do Brasileirão de 2019 e 2020.

Momento: A equipe chegou às semifinais do Brasileirão deste ano, caindo diante do Vasco. Foram cinco vitórias, quatro empates e quatro derrotas após passar pela primeira fase na quarta colocação de seu grupo e eliminar o Athletico-PR nas quartas.

Mário Henrique. Foto: Reprodução/ Instagram

“O nosso objetivo tem sido alcançado diariamente, já que os atletas entenderam e tomaram gosto pelo jogo, pela competitividade, pelas vitórias. Estamos muito felizes porque, com o retorno dos atletas após o Brasileiro, nosso objetivo tem sido alcançado de forma significante. Eles estão muito focados e concentrados, sabendo que temos competições importantes, como a Copa do Brasil e o Mineiro. Podemos marcar história, vivenciar jogos importantes, passar de fase e ir o mais longe possível, pensando grande. Esperamos surpreender na competição, com muita humildade, , trabalho e dedicação para honrar a camisa do Cruzeiro” – Mário Henrique.

Vitor Roque. Foto: Reprodução/ Instagram

CRUZEIRO-RS

Destaque: Pablo, volante, 17 anos

Técnico: Marcelo Schmitt

Histórico: O Leão da Montanha fez sua estreia no torneio em 2020, mas parou na primeira fase, perdendo para o Ceará por 3 a 0.

Retrospecto: O clube chegou ao título inédito do Gauchão em 2019, batendo o Brasil de Pelotas na decisão.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Marcelo Schmitt. Foto: Arquivo Pessoal

 

“Para a segunda participação do clube nesta competição, tivemos dois momentos de preparação. Foi muito satisfatório ver a entrega da equipe e a confiança no trabalho. Estamos prontos para competir e fazer nosso melhor dentro do campo” – Marcelo Schmitt.

Pablo. Foto: Reprodução/ Instagram

DESPORTIVA PARAENSE

Destaque: Vinícius, meia-atacante, 17 anos

Técnico: Pablo Lima

Histórico: O clube estreou no torneio em 2020, mas caiu diante do Sport, na primeira fase.

Retrospecto: Os paraenses vêm de boas campanhas estaduais nos últimos anos, sendo campeões em 2016 e 2019, além do vice-campeonato de 2017.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Pablo Lima. Foto: Arquivo Pessoal

 

“Tivemos um período curto de preparação para a equipe. Fizemos uma parceria com alguns clubes de nossa capital, trazendo alguns atletas pontuais para somar aos nossos. Esperamos, dentro da nossa estratégia, fazer um bom jogo e sair com a classificação. Sabemos que é difícil, mas não impossível” – Pablo Lima.

 

Vinícius. Foto: Reprodução/ Instagram

DOM BOSCO

Destaque: Deivid Matheus, meia, 17 anos

Técnico: Luis Carlos Barbosa

Histórico: O Leão da Colina fez sua estreia no torneio em 2020, mas foi eliminado pelo River na primeira fase.

Retrospecto:  O clube é o atual campeão estadual, título conquistado no ano de 2019.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Luis Carlos Barbosa. Foto: Divulgação/ Dom Bosco

 

“A gente vem preparando há 30 dias, fazendo trabalhos físicos, técnicos e coletivos. Fizemos alguns amistosos contra a equipe sub-19. onde o time pegou um padrão de jogo. Esperamos que a equipe faça um bom jogo lá em Criciúma para conseguirmos a classificação à próxima fase” – Luis Carlos Barbosa.

 

Deivid Matheus. Foto: Divulgação/ Dom Bosco

FLAMENGO

Destaque: Mateus França, meia-atacante, 17 anos

Técnico: Mário Jorge

Histórico: Os cariocas são um dos clubes que mais chegaram às semifinais do torneio – seis, em sete participações. O time foi campeão em 2018, vice em 2013 e semifinalista em 2014, 2015, 2017 e 2020, parando nas quartas apenas em 2016.

Retrospecto: O sub-17 rubro-negro soma diversas conquistas internacionais nos últimos anos, além do bicampeonato carioca (2016 e 2017) e do Brasileirão de 2019. O time também foi vice carioca e da Supercopa em 2019, da Taça BH de 2018 e semifinalista do Brasileirão do ano passado.

Momento: A equipe está na final do Brasileirão da categoria após passar pela primeira fase com a melhor campanha geral e eliminar Atlético-MG, nas quartas, e São Paulo, nas semifinais. São dez vitórias, um empate e três derrotas até o jogo de volta da decisão.

Mário Jorge. Foto: Reprodução/ Instagram

“As expectativas são as melhore possíveis. É uma competição que tem seu charme, é democrática, reúne representantes de todo o país, e é bacana dar a oportunidade aos nossos atletas, para que eles conheçam e vivenciem outros centros. A expectativa é que permaneçamos equilibrados, o segundo semestre tem  a caraterística de alguns atletas subirem ao sub-20, outros virem do sub-16 e ganharem espaço, e a gente vai tentar manter o equilíbrio durante a competição Nossa intenção é fazer uma boa campanha, conseguir entregar o que entregamos nos jogos do primeiro semestre e fazer uma competição dentro daquilo que a gente espera” – Mário Jorge.

Matheus França. Foto: Reprodução/ Instagram

FLUMINENSE

Destaque: Arthur, meia, 16 anos

Técnico: Guilherme Torres

Histórico: O Tricolor é o outro clube com seis semifinais na história do torneio, porém sem títulos. O time foi vice em 2018 e 2020, semifinalista em 2013, 2014, 2016 e 2019, além de parar nas quartas em 2015 e na primeira fase em 2017.

Retrospecto: O sub-17 tricolor é o atual bicampeão carioca, títulos conquistados em 2018 e 2019. O clube também venceu o Brasileirão de 2020, sendo vice da Supercopa.

Momento: A equipe chegou às quartas de final do Brasileirão deste ano. Foram sete vitórias, dois empates e duas derrotas, passando como vice-líder do seu grupo na primeira fase, mas caindo diante do São Paulo. No fim de semana, o Fluminense goleou o Macaé Esporte, por 4 a 0, na abertura do Carioca.

Guilherme Torres. Foto: Mailson Santana/ FFC

“Estamos super felizes com esse segundo momento da temporada, com Estadual e Copa do Brasil. A equipe amadureceu muito com o Brasileiro e o título da Copa Rio. Nossa expectativa é a  melhor possível, buscando jogar o máximo de jogos possíveis dentro do Estadual e também avançando na Copa do Brasil, para gerar um ambiente rico de desenvolvimento para os nossos atletas, e quem sabe ir em busca desse título inédito” – Guilherme Torres.

 

Arthur. Foto: Mailson Santana/ FFC

FORTALEZA

Destaque: Ryquelme, meia, 16 anos

Técnico: Felipe Lucena

Histórico: O Leão fará a sua estreia nesta temporada.

Retrospecto: O sub-17 tricolor é o atual campeão cearense e da Copa Seromo, conquistados em 2020. A equipe vinha de dois vices estaduais recentes, em 2016 e 2018,

Momento: O clube caiu na primeira fase do Brasileirão deste ano, somando duas vitórias e sete derrotas.

Felipe Lucena. Foto: Divulgação

 

“Prefiro não criar expectativas relacionadas a competição, mas garanto que estamos prontos para desenvolver tudo aquilo que temos como ideia de jogo e trabalho, que praticamos nesses últimos dias antes da nossa estreia, mesmo diante do cenário do clube em, estar pela primeira vez participando desta competição” – Felipe Lucena.

Ryquelme. Foto: Reprodução/ Instagram

GAMA

Destaque: Lyander Gustavo, zagueiro, 17 anos

Técnico: Cléber Lima

Histórico: O clube fez sua estreia no torneio em 2020, mas caiu na primeira fase, diante do CRB.

Retrospecto: O sub-17 alviverde foi campeão da última edição do Estadual, disputado em 2019.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Cléber Lima. Foto: Gustavo Pontes/ Gama

 

“A preparação foi muito boa, o time tem alguns atletas que estavam disputando o Campeonato Candango Sub-20. A expectativa é fazer um grande jogo, sabendo das dificuldades, mas temos confiança de que podemos conseguir a classificação“ – Cléber Lima.

 

 

Luander Gustavo. Foto: Gustavo Pontes/ Gama

GRÊMIO SANTO ANTÔNIO

Destaque: Kayke, goleiro, 17 anos

Técnico: Branco

Histórico: O clube fez sua estreia no torneio em 2020 e surpreendeu o Cruzeiro, eliminado o time mineiro na primeira fase. A eliminação veio nas oitavas, diante do Floresta.

Retrospecto: Os sul-mato-grossenses quebraram a hegemonia da Seduc e conquistaram o Estadual de 2019.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Branco. Foto: Arquivo Pessoal

“Vamos pegar o atual campeão, sabemos da força do São Paulo. No ano passado, tivemos o privilégio de eliminar o Cruzeiro na primeira fase. Sei da qualidade dos meus atletas, estou muito confiante para a partida que vamos fazer no dia 17. Sabemos das dificuldades, mas conhecemos o futebol, difícil é, mas impossível não. Vamos em busca dessa chance que temos, enquanto o juiz não apitar o fim do jogo, estamos vivos na competição. A motivação maior é eliminar um time grande, assim como foi o Cruzeiro no ano passado, agora é o São Paulo, o atual campeão, na casa deles. Isso ficará gravado na história de cada garoto, então vamos em busca dessa conquista inédita para o Mato Grosso do Sul” – Branco.

Kayke. Foto: Divulgação

JACUIPENSE

Técnico: Tiago Neiva

Histórico: O Leão fez sua estreia na competição em 2020, passando pelo América-RN na primeira fase, mas caindo diante do Palmeiras nas oitavas.

Retrospecto: O sub-17 grená encerrou a sequência de títulos estaduais da dupla Ba-Vi e foi campeão baiano em 2019.

Momento: A equipe fará a sua estreia neta temporada.

Tiago Neiva. Foto: Arquivo Pessoal

“Nossa equipe vem treinando desde abril, são quatro meses de muita luta, trabalho e dedicação. Já tivemos a experiência do ano passado com a equipe 2003, conseguirmos classificar às oitavas e saímos para o Palmeiras. Neste ano, temos um grande desafio contra o Vila Nova, mas temos em mente o que fazer, temos trabalhando muito forte para fazer um grande jogo e colocarmos o Jacuipense na história. Não será fácil, mas com toda dedicação, humildade e trabalho que esses moleques vêm fazendo, vamos sair com o resultado. Fizemos 15 amistosos, com 13 vitórias, um empate e uma derrota, para o Bahia. Temos consciência de que, se mantivermos essa postura, pegada e foco, mesmo sabendo que o jogo será contra uma equipe qualificada e forte como o Vila Nova, poderemos sair vitoriosos” – Tiago Neiva.

LONDRINA

Destaque: Wiker, atacante, 17 anos

Técnico: Rodrigo Pozzi

Histórico: O Tubarão foi eliminado na primeira fase em 2017 e 2018, ficou fora da edição de 2019 e chegou às oitavas no ano passado, parando no Sport.

Retrospecto: O sub-17 do LEC foi vice-campeão estadual em 2019, perdendo a decisão para o Athletico.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Rodrigo Pozzi. Foto: Ricardo Chicarelli/ Londrina

“Estamos executando o trabalho há quatro semanas, os meninos vêm trabalhando bem, conseguimos agregar todos na nossa metodologia. A expectativa é boa, reta final de preparação, as condições de trabalho são boas, sabemos que é um jogo decisivo, eliminatório. Temos meninos que já vivenciaram essas fases da competição no ano passado, e nesse momento qualquer experiência ajuda muito, são fatores que ajudam dentro do jogo e na preparação. Gosto da equipe que propõe o jogo, pela grandeza do Londrina, não podemos pensar de outra forma. Vamos jogar na nossa casa, um campo grande. O torcedor pode esperar uma equipe aguerrida, determinada e que vai honrar a camisa” – Rodrigo Pozzi.

Wilker. Foto: Gustavo Oliveira/ Londrina

MARANHÃO

Destaque: Isac, meia, 17 anos

Técnico: Rafael Durans

Histórico: O MAC chegou às outavas de final em sua primeira participação no torneio , mas foi eliminado pelo Flamengo com direito a uma goleada por 8 a 0.

Retrospecto: O clube é o atual bicampeão estadual da categoria, vencendo  em 2019 e no ano passado.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada, apesar de ter conquistado a última edição do Maranhense no início de 2021.

Rafael Durnas. Foto: Arquivo Pessoal

“A base aqui do MAC está treinando há quatro meses, sabemos da falta de competições pra a categoria, então vamos disputar o Estadual Sub-20 com uma base sub-17, principalmente em algumas posições mais carentes, com algumas peças. Temos remanescentes do ano passado, o Isac, o Vinícius, trouxemos também o Gustavo, goleiro que estava em outro clube. Temos uma equipe boa, de bom porte físico, e esperamos fazer um grande jogo contra o Sport. Nosso objetivo é a classificação” – Rafael Durnas

Isac. Foto: Divulgação/ MAC

PALMEIRAS

Destaque: Kauan Santos, atacante, 17 anos

Técnico: Orlando Ribeiro

Histórico:  O Verdão é um dos clubes com dois títulos do torneio – 2017 e 2019. O time tem as semifinais de 2018 e 2020 no currículo, além de ter parado nas oitavas entre 2013 e 2015 e na primeira fase de 2016,

Retrospecto: Multicampeão, o sub-17 alviverde tem dois títulos mundiais (2017 e 2018), o Paulistão de 2018 e a Supercopa de 2019 no histórico recente. Além disso, o time foi vice estadual em 2017 e 2019, da Taça BH de 2016, parou nas semifinais da Taça BH de 2017 e nas quartas do Brasileirão de 2019 e 2020.

Momento: A equipe caiu nas quartas de final do Brasileirão deste ano. Foram sete vitórias, dois empates e duas derrotas, parando no Vasco.

Orlando Ribeiro. Foto: Divulgação/ Palmeiras

“É uma equipe que estou conhecendo agora, tanto a equipe quanto a categoria. É fato que eu tenho de me adaptar novamente, é um mundo novo para mim, e, por isso, há uma expectativa e ansiedade muito grande para o primeiro jogo, principalmente por ser eliminatório. Além disso, tem uma dificuldade, que é o pouco conhecimento sobre o time adversário, mas nós vamos fazer a nossa preparação de forma tranquila, tomar o máximo de cuidado com os meninos, mas sem deixar de ser uma equipe que propõe e procura o jogo” – Orlando Ribeiro.

Kauan Santos. Foto: Reprodução/ Instagram

PORTO VITÓRIA

Destaque: Felipe Zandonadi, atacante, 16 anos

Técnico: Erich Bonfim

Histórico: Os capixabas disputaram as duas últimas edições do torneio, mas caíram na primeira fase em ambas.

Retrospecto: O clube traz uma hegemonia estadual, sendo o atual pentacampeão capixaba e acumulando títulos também na Copa ES.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Erich Bonfim. Foto: Divulgação/ Porto Vitória

“Estamos muito ansioso por esse jogo, vamos enfrentar uma grande equipe, de Série A, e a motivação dos atletas é enorme. A preparação, como qualquer outra, teve altos e baixos, devido às interrupções pela pandemia. Estamos com esse grupo desde fevereiro, promovendo alguns do sub-15, trazendo de outros estados para compor o elenco. Participamos de uma competição local, fomos campeões, fizemos amistosos, e agora é hora de colocar em prática tudo o que trabalhamos. Temos um modelo de jogo, padrão tático, os atletas estão conscientes do que devem fazer em campo. Dentro do nosso jogo, espero que o talento deles sobressaia e quem sabe possamos surpreender o Fortaleza” – Erich Bonfim.

Felipe Zandonadi. Foto: Divulgação/ Porto Vitória

RIVER

Destaque: Hendrick, meia-atacante, 16 anos

Técnico: Isaías Paulista

Histórico: Em sua estreia no torneio, o Galo Carijó surpreendeu e chegou às quartas de final. Após eliminar Dom Bosco e Grêmio Santo Antônio, porém, o time caiu diante do São Paulo.

Retrospecto: O clube é o atual campeão piauiense da categoria, título conquistado em 2019.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Isaías Paulista. Foto: Divulgação/ River

 

“A equipe está treinando com entusiasmo, os atletas estão focado para estrear com o pé direito na competição. Vamos propor nosso padrão de jogo em cima dos adversários. Não temos prioridade de jogar contra equipes tecnicamente inferiores, o foco é passar de fase, jogar de igual para igual, sempre elevar o nome do River ao topo. Somos a oitava base mais forte do Nordeste” – Isaías Paulista.

 

Hendrick. Foto: Divulgação/ River

SANTOS-AP

Destaque: Mateus Pureza, atacante, 17 anos

Técnico: Minga

Histórico: O Peixe da Amazônia fará a sua estreia no torneio

Retrospecto: O clube é o atual campeão amapaense da categoria, título conquistado em 2020.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Minga; Foto: Arquivo Pessoal

“A gente já vem trabalhando há algum tempo. Conseguimos reforçar a equipe que foi campeã do último Campeonato Amapaense, trouxemos jogadores de outros clubes, trabalhamos bem durante a preparação. Estou muito contente com o desempenho no dia a dia, evoluímos muito, sentimos que a equipe está focada nos objetivos, que são fazer um bom jogo, atuar os 90 minutos. Fizemos alguns amistosos, contamos com alguns atletas que disputaram o sub-20, não só pelo Santos, mas também de outros clubes. Estamos esperançosos, vamos representar bem o Santos e conquistar a classificação” – Minga..

Mateus Pureza. Foto: Arquivo Pessoal

SÃO PAULO

Destaque: Rodriguinho, meia, 17 anos

Técnico: Menta

Histórico: O Tricolor foi campeão da primeira e da última edição do torneio, em 2013 e 2020. O time também acumula o vice-campeonato de 2019 e quedas nas quartas em 2014, 2015, 2017 e 2018 e nas oitavas de 2016.

Retrospecto: O time sub-20 são-paulino conquistou três das últimas cinco edições do Paulistão (2015, 2016 e 2019), o bicampeonato da Taça BH (2016 e 2017) e a Supercopa do ano passado. Além disso, o clube parou nas semifinais em todas as suas participações no Brasileirão e foi vice-campeão estadual de 2018.

Momento: A equipe chegou às semifinais do Brasileirão deste ano após passar pela primeira fase na terceira posição do seu grupo e eliminar o Fluminense, nas oitavas. A queda foi diante do Flamengo, somando seis vitórias, três empates e quatro derrotas.

Menta. Foto: Marcos de Paula/ saopaulofc.net

“Como sempre, temos uma boa expectativa sobre a Copa do Brasil Sub-17. Nesta edição, contamos com vários atletas que já disputaram a competição em 2020, então acredito que a experiência adquirida pode ser um fator muito positivo por se tratar de um torneio em que todas as fases são eliminatórias. E pensando no processo de formação, que é o nosso foco, os jogos são muito interessantes, pois jogamos com várias escolas diferentes, fato que estimula muito o desenvolvimento individual e coletivo dos nossos atletas” – Menta.

Rodriguinho. Foto: Reprodução/ Instagram

SÃO PAULINHO

Destaque: Cadu, meia, 16 anos

Técnico: Otávio de Almeida

Histórico: O clube fará a sua estreia no torneio nesta temporada.

Retrospecto: O São Paulinho surpreendeu e conquistou o Estadual de 2020, disputado no início deste ano.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada, apesar de ter disputado o Tocantinense do ano passado no começo de 2021.

Otávio de Almeida. Foto: Arquivo Pessoal

“A preparação da nossa equipe vem acontecendo desde o início de julho, sempre treinando em dois períodos, visando o melhor condicionamento físico e técnico dos nossos atletas. Sabemos da dificuldade que a equipe do Atlético-MG vai nos impor aqui no nosso estado. Diante disso, temos que estar bem preparados para esse grande desafio. Esperamos que os nossos atletas se dediquem e com muita força de vontade, consigam levar as cores da nossa equipe o mais longe possível na competição, tendo em vista que para nosso estado seria uma conquista inédita passarmos da primeira fase. O São Paulinho é uma equipe aguerrida e de garotos dedicados que com toda certeza vão representar bem Miranorte e o nosso querido estado do Tocantins” – Otávio de Almeida.

Cadu. Foto: Arquivo Pessoal

SÃO RAIMUNDO-AM

Destaque: Matheus, volante, 16 anos

Técnico: Marinho

Histórico: O Tufão estreou no campeonato em 2020, mas foi goleado pelo Atlético-MG logo na primeira fase.

Retrospecto: O clube é o atual campeão amazonense da categoria, título conquistado em 2019.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Marinho. Foto: Divulgação/ São Raimundo

 

“Nossa preparação tem mais de 30 dias, onde tentamos trabalhar bastante as questões técnicas, físicas e táticas. Temos um desafio enorme, que é pegar o Cruzeiro em Minas Gerais. Vamos tentar diminuir ao máximo a distância, não só estrutural, como logísitca, de condição e local de trabalho. É um clube grande, que já foi de Série A, tem inúmeras conquistas, não só no profissional, mas também na base, é um clube referência. Então temos trabalhado bastante nesse sentido, para que posamos fazer uma grande Copa do Brasil, desempenhar o melhor possível nosso papel e honrar as cores do Amazonas” – Marinho.

Matheus. Foto: Divulgação/ São Raimundo

SÃO RAIMUNDO-RR

Destaque: Taysson, atacante, 17 anos

Técnico: Edynho Oliveira

Histórico: O clube disputou as duas últimas edições do torneio, mas foi eliminado na primeira fase em ambas.

Retrospecto: O Mundão é o atual bicampeão estadual da categoria.

Momento: A equipe já disputou o Roraimense Sub-17 em 2021, fechando o torneio com o título após bater o River na final.

Edynho Oliveira. Foto: Arquivo Pessoal

 

 

 

 

 

 

 

Taysson. Foto: Divulgação

SPORT 

Destaque: Paulo Victor, goleiro, 16 anos

Técnico: Sued Lima

Histórico: O Leão tem no vice-campeonato de 2016 sua melhor campanha. O time também já alcançou as quartas de final, em 2020, as oitavas, em 2013 e 2017, além de cair na primeira fase em 2014, 2015 e 2018.

Retrospecto: O sub-17 rubro-negro tem três bicampeonatos nas últimas oito edições do Pernambucano, sendo o último conquistado nos anos de 2019 e 2020. No Brasileirão, o clube não superou a primeira fase em nenhuma de suas participações.

Momento: A equipe caiu na primeira fase do Brasileirão deste ano, somando duas vitórias, um empate e seis derrotas, ficando na oitava posição do seu grupo.

Sued Lima. Foto: Divulgação/ Sport

“A Copa do Brasil é uma das competições mais importantes do nosso calendário. Um torneio que une todos os campeões estaduais do país, grandes equipes com investimentos mais altos e também grandes trabalhos, que performam bem, mesmo sem esse aporte financeiro. No ano passado fomos até às quartas de finais e para este ano queremos prolongar a participação, chegando mais longe. Para a estreia, ainda estamos na busca por informações, juntando elas para prepararmos nossa estratégia. É um jogo perigoso, partida única, na casa do adversário, arbitragem local e um empate leva aos pênaltis. É necessário muita preparação e estamos fazendo isso” – Sued Lima.

Paulo Victor. Foto: Reprodução/ Instagram

VASCO -AC

Destaque: Rian, zagueiro, 17 anos

Técnico: Oziel Moreira

Histórico: O Cruz-Maltino fará a sua estreia no torneio desta temporada.

Retrospecto: O clube é o atual campeão acreano da categoria, título conquistado neste ano e de forma inédita.

Momento: A equipe venceu os dois turnos do Estadual de 2021, conquistando o título após bater o Atlético, nos pênaltis.

Oziel Moreira. Foto: Arquivo Pessoal

 

“A preparação da nossa equipe está ótima, os meninos estão bem animados, sabem que é um jogo extremamente difícil e que não podemos cometer erros. A expectativa é que a gente possa fazer um grande jogo e mostrar que no Acre temos bons jogadores” – Oziel Moreira.

 

Rian. Foto: Arquivo Pessoal

VF4

Destaque: Wesley Kauã, atacante, 17 anos

Técnico: Walber

Histórico: O clube estreou no torneio em 2020, mas caiu para o Flamengo logo na primeira fase.

Retrospecto: Projeto do lateral Victor Ferraz, o VF4 foi campeão estadual pela primeira vez em 2019.

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Walber. Foto: Divulgação/ VF4

 

“Toda nossa equipe sabe da importância do jogo contra o Fluminense, é uma partida muito importante, esperada durante todo o primeiro semestre, no qual trabalhamos para isso. Estamos nos preparando, a cada dia mais perto, temos alinhado dia a dia nosso trabalho para executarmos da melhor maneira. A equipe está bem preparada, os meninos estão focados, espero que na quarta possamos fazer um bom jogo e, com fé em Deus, trazer uma classificação esperada por todos, fazer história, um marco para o VF4” – Walber.

Wesley Kauã. Foto: Divulgação/ VF4

VILA NOVA

Destaque: Vitor Graziani, volante, 17 anos

Técnico: Kássio Fernando

Histórico: O Tigre disputou apenas as edições de 2017 e 2018 da competição, mas caiu na primeira fase em ambas.

Retrospecto: O clube é o atual campeão goiano, título conquistado no ano passado. Além disso, o Vila havia sido vice do Goiano em 2016 e levantado quatro vezes a Taça Mané Garrincha da categoria na última década (2013, 2014, 2016 e 2017).

Momento: A equipe fará a sua estreia nesta temporada.

Kássio Fernando. Foto: Divulgação/ Vila Nova

“A expectativa é muito boa, faz muito tempo que o Vila não disputava essa competição, um torneio nacional, em que podemos levar a camisa do clube, divulgar o trabalho. A expectativa está lá em cima, de fazer um grande jogo, um grande trabalho, divulgar essa camisa pesada. Pode ter certeza que será uma equipe aguerrida, de coragem, que vai lutar o tempo todo, que é  a cara do Vila Nova. O time vem de um longo tempo junto e pode ter certeza que vamos sair de lá com um grande resultado” – Kássio Fernando.

Vitor Graziani. Foto: Reprodução/ Instagram

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...