Loading...

Com inspiração no pai, Moisés se firma no Cruzeiro-RS e vai em busca do bicampeonato gaúcho sub-17

O Cruzeiro-RS foi uma das grandes surpresas nas categorias de base em 2019. A equipe desbancou os favoritos e conquistou o Gauchão sub-17 no ano passado. Para defender a taça, a equipe vem reforçada por um goleiro que tem inspirações em casa para se destacar debaixo das traves.

Moisés fechou com o Cruzeiro-RS para a atual temporada. Foto: Arquivo Pessoal

O goleiro Moisés, de 16 anos, foi um dos destaques da equipe na Copa Cidade Verde, disputada no início deste ano. Em entrevista exclusiva ao DaBase.com.br, o arqueiro contou que sua inspiração vem de casa.

“Meu pai (Carlos Adriano) já jogou na base do Internacional e hoje atua na várzea, já foi eleito o melhor goleiro da nossa cidade (Tramandaí-RS). Sempre via ele jogando, queria ser igual ele”

E a trajetória de Moisés começou muito cedo. O camisa 1 foi observado aos oito anos e logo iniciou sua caminhada na base do Internacional, assim como o pai.

“Comecei em uma escolinha de Tramandaí, joguei um campeonato em Porto Alegre e me destaquei. Tinha um olheiro do Inter assistindo, ele me chamou para fazer um teste. Como ainda tinha oito anos, esperei até fazer nove, que era a idade mínima. Foram quatro meses de preparação para o teste, que consegui passar”, contou.

No Colorado, Moisés viveu cinco anos de aprendizado, amizades e conquistas. Lá, ele foi bicampeão gaúcho, campeão da EFIPAN e da Copa Cidade Verde sub-10. Este último, para ele, foi o momento mais marcante de sua carreira até o momento.

Em um Gre-Nal disputado , a decisão do título foi para os pênaltis após um empate sem gols. E Moisés foi decisivo, pegando duas cobranças e garantindo a conquista colorada.

Moisés e seu pai, Carlos Adriano, mostrando que o talento vem no sangue. Foto: Arquivo Pessoal

Mas um dos obstáculos de muitos goleiros na base também prejudicou o jovem. A altura foi fundamental para sua dispensa do Inter, em 2018. Entretanto, ele não se abateu e logo recuperou espaço. Pelo Sulbrasil, em parceria com o União Harmonia, Moisés foi novamente destaque, desta vez na disputa do Gauchão sub-15 de 2019, quando a equipe chegou até as quartas de final, caindo justamente para seu ex-clube, o Internacional.

Entre suas características, Moisés destaca o arrojo e a calma Ele se descreve como um goleiro que joga bem com os pés, tem facilidade para pegar pênaltis e que orienta a defesa e fala com a equipe durante todo o jogo. Quem também reconheceu suas habilidades foi José Carlos Júnior, que trabalhou com ele nas equipes sub-10 e sub-14 do Inter.

“Moisés é um atleta muito dedicado. Tem uma postura muito boa dentro e fora de campo. Bom tecnicamente e um goleiro muito ágil. Ele tem condições de se tornar um profissional sim, treinando e se dedicando ele alcançará seus objetivos”, disse o preparador de goleiros, que hoje trabalha no sub-17 do Bahia.

Em 2020, a oportunidade no Cruzeiro-RS abriu novas portas para o goleiro. Segundo seu assessor, Paulo Campos, o arqueiro já recebeu sondagens do Concórdia-SC e do XV de Jaú-SP.

Se inspirando em nomes como Ederson, do Manchester City, e Pickford, do Everton, ambos da Inglaterra,  Moisés não esconde o sonho de jogar na seleção brasileira e no futebol europeu, mas mantém o foco no Cruzeiro. Treinando em casa durante a pandemia, ele espera voltar bem para buscar o bicampeonato gaúcho para o Leão da Montanha.

“Os treinos tem sido com o grupo todo, via aplicativo.  Os preparadores físicos passam exercícios de mobilidade, core e os saltos para os goleiros. A parte mais difícil da volta aos treinos será o ritmo de jogo. A parte técnica  eu já venho treinando com um personal aqui da cidade. Mas espero que tudo volte bem pois quero fazer um grande Gauchão e ser campeão”, concluiu.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...