Loading...

Com fome de títulos e gols, artilheiro do Brasileirão sub-17 explica sucesso do Palmeiras

A força da base do Palmeiras vem sendo demonstrada com o sucesso de vários jovens no time profissional em 2020. Mas as próximas gerações também são promissoras. A geração 2003/2004, que compõe a equipe sub-17, tem mostrado todo o seu poder no Brasileirão sub-17 deste ano.

Giovani Henrique é um dos destaques do Brasileirão sub-17. Foto: Reprodução/ Instagram

Líder do Grupo A com dez pontos em quatro jogos, o Alviverde tem o segundo melhor ataque do torneio (15 gols), a melhor defesa (dois gols), somando goleadas sobre o Botafogo, por 5 a 0, na primeira e contra a Chapecoense, por 7 a 0, na terceira rodada.

Outra estatística em que o time se destaca é a individual. Com apenas três jogos disputados no Brasileirão, o atacante Giovani Henrique já marcou sete gols – sendo dois hat-tricks. O jogador de 16 anos falou com exclusividade ao DaBase.com.br e celebrou o momento vivido.

“Só tenho que agradecer a Deus pelo que ele vem fazendo na minha vida, por esse momento maravilhoso que estou vivendo. É seguir trabalhando firme, com humildade, foco no objetivo, que é chegar ao profissional um dia, fazer uma carreira linda e ganhar títulos. Só tenho a agradecer pelo momento”, disse.

O faro de gol vem de anos anteriores. O jovem foi o goleador máximo do Palmeiras no Paulistão sub-15 do ano passado, com quinze gols, sendo um dos destaques no título estadual. Combinando habilidade, velocidade e finalização, ele destacou que o treino é a chave do seu sucesso.

“Eu costumo treinar muito finalizações para ter mais facilidade na partida. Se tiver uma bola só, aproveitar. Então, costumo treinar bastante”

Natural e Itaquaquecetuba, interior de São Paulo, Giovani passou por escolinhas da região até chegar ao Palmeiras, aos dez anos de idade. Em seis temporadas, ele soma conquistas como o Paulistão sub-11 de 2015, o sub-15 de 2019 e os torneios Evergrande Cup, na China, e o We Love Football, na Itália, ambos no ano passado.

Segundo o atacante, esse entrosamento, somado à dedicação aos treinos, faz com que a equipe seja tão forte. “Acho que o diferencial é que treinamos forte, bastante tempo. O time é muito unido e a gente sempre costuma ter bom aproveitamento. Com os treinos, as coisas começam a dar certo”, analisou.

Giovani Henrique será observado na seleção brasileira sub-17. Foto: Divulgação/ Palmeiras

Na próxima semana, Giovani terá um novo desafio. O atacante foi convocado para um período de treinos com a seleção brasileira sub-17, que retoma a preparação para o Sul-Americano de 2021. Ele comemorou a nova oportunidade.

“Fiquei muito contente com a convocação. Foi minha segunda vez. Na primeira, infelizmente, não pude ir por causa da pandemia, mas nessa, se Deus quiser, vai dar certo. É continuar trabalhando para aproveitar as oportunidades lá”, comentou.

Mas a seleção brasileira sub-17 pode ser pouco para o atacante, que já sonha com um futuro gigante. Antes disso, ele quer manter a tradição da base palmeirense nos últimos anos  e somar mais títulos ao seu currículo.

“Os meus principais objetivos são ser promovido ao profissional, ganhar títulos e ter destaque, ir para a Europa, fazer uma bela carreira e ser o melhor do mundo, que é meu maior sonho. Além disso, quero chegar à seleção, disputar uma Copa do Mundo e, se Deus quiser, ser campeão. Na base, a principal meta é ganhar todos os títulos que disputarmos”

O Palmeiras volta a campo nesta terça (27), às 20h30 diante do Atlético-MG, no SESC Venda Nova, em Belo Horizonte, pela quinta rodada do Brasileirão sub-17.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...