Loading...

Chapecoense vence e impõe terceira derrota seguida ao Athletico-PR no Brasileirão Sub-20

A Chapecoense se impôs em casa e deixou o Athletico-PR mais distante dos líderes do Brasileirão Sub-20. Em um jogo de seis gols, a equipe venceu por 4 a 2, na tarde desse domingo (19), no CT Água Amarela, em Chapecó, pela 16ª rodada.

Marco Jr. comandou vitória com gol e assistência. Foto: Divulgação/ Chapecoense

Com o resultado, o Verdão do Oeste ficou na 14ª posição, com 19 pontos. Já o Furacão caiu para a quinta colocação, com 29 pontos, a dois dos líderes Atlético-MG e Palmeiras.

As duas equipes voltam a campo pela 17ª rodada do Brasileirão Sub-20 na próxima semana. Na sexta (24), às 15h15, o Athletico recebe o Grêmio no CT do Caju, em Curitiba. No sábado (25), às 15h, a Chapecoense pega o Corinthians na Arena Condá, em Chapecó.

Antes, o sub-20 da Chape entra em campo pela terceira rodada do Catarinense. Na quarta (22), às 15h, a equipe visita o Concórdia no Estádio Domingos Machado, em Concórdia.

O jogo 

Depois de um início mais truncado, os donos da casa se soltaram e saíram em vantagem. Aos 32 minutos, Marco Jr. recebeu pelo meio e, de fora da área, arriscou para acertar o cantinho.

A resposta paranaense foi rápida. O goleiro Sivaldo chegou a fazer boa defesa em cabeçada na área, mas não evitou o empate. Aos 39, Julimar recebeu de João Victor pelo meio e chutou de fora da área, no canto, deixando tudo igual.

Os visitante tiveram a chance de virar com Gustavo Braga, que acertou o travessão em arremate de longe Mas os catarinenses foram mais eficientes e retomaram a vantagem no marcador. Aos 47, Tiago cobrou falta no cantinho, sem chances para o goleiro.

O Verdão do Oeste manteve o ritmo no segundo tempo e ampliou aos cinco minutos. Rodriguinho recebeu lateral cobrado na área, a bola ficou dividida e sobrou para Mancha marcar. Vinícius Kauê quase marcou para o Furacão em cabeçada à queima-roupa, mas o goleiro defendeu.

Aos 20, Marco Jr. recebeu de Vasconcelos pelo meio e cruzou para Rodriguinho cabecear nas costas do marcador e fazer o quarto gol condá.  Sivaldo, que havia feito outra boa defesa em tentativa de  Julimar, acabou falhando nos acréscimos. Aos 49, ele errou na saída de bola e João Pedro ficou na boa para diminuir o prejuízo.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...