Loading...

Campeão da Copa do Nordeste Sub-20, técnico do Náutico valoriza conjunto e força nas bolas paradas

O primeiro título da Copa do Nordeste Sub-20 conquistado pelo Náutico contou com números marcantes. Na disputa desde a fase preliminar, o Timbu ficou com o melhor ataque (19 gols) em uma campanha invicta, com seis vitórias, um empate e apenas quatro gols sofridos.

Levi Gomes comandou melhor ataque do torneio. Foto: Marlon Costa

O poder ofensivo também foi marcado pelo trabalho de bola parada: foram sete gols em cobranças de falta, pênalti e escanteios, diretos ou com desvio na grande área. Essas características valorizam os treinos, conduzidos pelo técnico Levi Gomes, que falou com exclusividade ao DaBase.com.br e elogiou o poder de finalização dos seus atacantes.

“Nosso ataque trabalha forte, temos jogadores inteligentes, de qualidade muito boa, que trabalham a finalização, as bolas paradas. Fizemos muitos gols assim, temos bons batedores e cabeceadores, e isso fez a diferença. Temos bons atacantes, fixos e de lado, com boa finalização. As jogadas foram trabalhadas e conseguimos gols que nos deram tranquilidade nos jogos”, disse.

Segundo o comandante, o ponto forte de sua equipe foi o coletivo. O conjunto, que proporcionou disputas por posições e a manutenção da qualidade quando os jogadores do banco eram utilizados, levou o time à conquista.

“Sempre achei que foi o conjunto. Trabalhamos para ter jogadores do mesmo nível em cada posição. A briga fica boa, um ajuda o outro e joga quem está em melhores condições. Esse conjunto, o pensamento de ter dois atletas do mesmo nível, onde quando um sai o outro entra e mantém o equilíbrio, postura, intensidade e velocidade. Acho um ponto fundamental para a equipe ter ganho confiança e desenvolvido um bom futebol”.

A preparação para a competição começou nos últimos meses do ano, visando também a disputa do Pernambucano – no qual a equipe está na final – e da Copa São Paulo, posteriormente cancelada. Em um ano atípico, o calendário foi improvisado e a Copa do Nordeste se reduziu a duas semanas de torneio no estado de Pernambuco.

O Náutico ainda precisou eliminar o Ferroviário-CE na fase preliminar antes de chegar ao Grupo D, ao lado do então campeão Vitória, CRB e Moto Club. A campanha 100% na fase de grupos e o triunfo classificatório, de acordo com Levi Gomes, foram os pontos fundamentais na caminhada à final.

“O primeiro jogo, contra o Ferroviário, foi decisivo. O time ganhou força, motivação, ganhou bem  e entrou em um grupo difícil. Vencemos três seguidas, e aí começou outro campeonato, que é o mata-mata. O time ganhou força, motivação, jogou com alegria e os resultados vieram”, avaliou.

Timbu conquistou Copa do Nordeste Sub-20 de forma invicta. Foto: Marlon Costa

Após eliminar o Ceará nos pênaltis, com o brilho do goleiro Gabriel Lima, o Timbu reencontrou o CRB nas semifinais e conquistou nova vitória Na decisão, goleada sobre o Fortaleza e a comemoração de um grupo montado não só com atletas formados no clube, mas também através de contratações de destaques locais – casos de Edgo e o do artilheiro Wallisson -, como conta o técnico.

“Sempre buscamos dar sequência aos atletas, desde o sub 15, mas quando há deficiências em uma posição, vamos ao mercado. O clube não tem olheiro, mas temos amigos que nos indicam atletas. Trazemos, avaliamos e ficamos com os aprovados aqui no CT. Graças a Deus os que vieram foram bem, incorporaram aos que já estavam aqui. O forte foi a união, o grupo, que assimilou bem”, afirmou.

Por fim, Levi garantiu que os campeões do Nordeste não decepcionarão a torcida. Ele relata que a transição para o profissional já acontece nos treinamentos e que a geração tem muito potencial para brilhar no futuro.

“O importante é que os jogadores sejam aproveitados no profissional, ter interação. Sempre fazemos coletivos com o profissional, o Hélio dos Anjos observa eles, conhece um por um, sempre está puxando três ou quatro para completar o treino, analisa as posições em que há a necessidade”, contou.

“Nós temos uma esperança muito grande que esses jogadores componham o quadro profissional, eles não vão nos decepcionar. Estão bem treinados e motivados. Vejo um potencial muito forte e não tenho dúvidas de que vão dar alegria a nossa torcida”.

O Náutico tem pela frente mais uma decisão. Após vencer o Retrô por 1 a 0 no jogo de ida, o time faz o duelo decisivo do Pernambucano Sub-20 no domingo (03), às 15h, nos Aflitos.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...