Loading...

Base do Atlético-MG vem sendo monitorada a distância

Ainda paralisadas em função da pandemia do novo coronavírus (COVID-19), as categorias de base do Atlético Mineiro seguem sem previsão de volta aos treinamentos presenciais.

Júnior Chávare comanda a base do Galo há um ano (Foto: Site oficial do Atlético-MG)

Em declaração ao portal Globoesporte.com, Júnior Chávare, diretor da base do Galo desde maio de 2019, informou que  “não há nenhuma programação de competição de base em 2020, para nenhuma categoria”, mas que ainda assim o trabalho continua.

O dirigente atleticano explicou que os atletas das categorias de base tiveram um período de férias, após a suspensão das atividades no CT, e logo na sequência passaram a um trabalho físico, técnico e social, monitorados de forma remota pelo clube, mediante encontros semanais.

“Temos 22 profissionais em home office. São os técnicos e preparadores físicos, mais todo o departamento psicossocial – coordenação, assistente social, pedagoga e psicóloga -, mais o coordenador de captação, coordenador técnico, coordenador mercadológico, mais o gerente geral da base e eu. Cada atleta, do sub-14 ao sub-20, tem um encontro à distância, uma videoconferência, em que ele fala diretamente com o técnico, com o preparador físico e com uma das representantes do psicossocial. Fora isso, existem conversas em grupo, quando são passadas as partes física e técnica para o atleta”.

Deixe sua opinião

É futebol de base? Então nada escapa dos meus olhos, seja no Brasil ou no exterior.
Loading...