Loading...

Auxiliar da seleção feminina sub-17 explica planejamento e integração entre categorias

A seleção brasileira feminina sub-17 entrou a semana final de treinos em Pinheiral-RJ acertando os últimos detalhes para a disputa do Sul-Americano. Em um ano de tantas mudanças e adaptações, o planejamento para realizar as convocações foi fundamental.

Lindsay valorizou trabalho integrado na seleção brasileira. Foto: Mariana Sá/ CBF

A auxiliar técnica Lindsay Camila explicou as novidades do segundo período de treinos após a retomada das atividades. Ela comentou que, com seis novidades na lista da técnica Simone Jatobá, foi possível observar novas atletas e firmar o modelo de jogo para o grupo.

“Nesse período trouxemos seis meninas que ainda não tinham trabalhado conosco. Isso aconteceu pois assistimos aos jogos do Campeonato Brasileiro e Paulistão novamente durante esse período da pandemia para analisar o que poderíamos ter perdido e se deixamos alguém escapar. Vendo essas partidas conseguimos ver algumas meninas e trouxemos elas. A parte positiva nessa convocação um pouco maior é que podemos trabalhar etapa por etapa. Na última convocação estávamos há cinco meses parados pela pandemia e nessa já estamos vendo mais a parte tática e técnica”, disse em entrevista ao site oficial da CBF.

O planejamento não passou apenas pelo campo e bola. A primeira semana de treinos, que começou no dia 10 de outubro, ainda na Granja Comary, contou com as visitas da técnica da seleção principal Pia Sundhage e a coordenadora de seleções femininas da CBF, Duda Luizelli. Com a comissão técnica da equipe sub-17,. foram traçadas metodologias de trabalho integrado para possibilitar a evolução das atletas em campo.

“Já conseguimos ver o reflexo do nosso trabalho quando elas chegam para as convocações. Elas já estão entendendo o que nós pedimos para que possam ter uma opção a mais do que fazer em campo, já entenderam o espírito do que é Seleção Brasileira e o que é representar o país. Para grande parte delas, a nossa chegada também trouxe a primeira convocação, pois apenas uma seguiu do ciclo passado. Vamos lapidando e adicionando algumas coisas”

O momento de preparação para o Sul-Americano também é especial para a auxiliar. Lindsay valorizou o trabalho que vem sendo feito pela CBF com o futebol feminino e a ressaltou sua alegria em estar participando desse processo.

“Tivemos uma reunião com todo mundo e falei que fico muito feliz por fazer parte dessa nova fase do futebol feminino. Estou vivendo um sonho a cada dia. Estar presente nesse momento é algo que nem nos meus melhores sonhos eu poderia imaginar. É muito legal a visão do Presidente Rogério Caboclo sobre a modalidade, de todos que trabalham. É maravilhoso”, comentou.

A seleção brasileira disputará o Sul-Americano Feminino sub-17 a partir do fim de novembro, no Uruguai. O torneio dará duas vagas no Mundial da índia, previsto para os meses de fevereiro e março de 2021.

Deixe sua opinião

Jornalista apaixonado por qualquer espécie de futebol
Loading...