Conheça Marcos Leonardo, joia do sub-15 do Santos/SP

Jovem atleta acumula convocações para a seleção brasileira

Quem é Marcos Leonardo?

ML: Sou uma pessoa tranquila e que ama muito a simplicidade da vida.

Após 24 horas da sua visita ao Gabriel no CT Rei Pelé, já deu para baixar a adrenalina, caiu a ficha?

Sim, foi um momento único, ver os atletas profissionais e trocar uma ideia com Gabriel.

Você chegou a assistir sua entrevista na TV? Algum amigo ou familiar entrou em contato contigo comentando sobre sua visita?

Sim, muitas pessoas, os familiares e amigos me parabenizando, graças a Deus minha galera curtiu bastante.

Como você encara essas primeiras comparações, principalmente em relação aos números e conquistas obtidas?

Procuro sempre ter os pés no chão, sei que tenho muito a conquistar ainda, os números me incentivam a continuar trabalhando forte em busca do sonho de ser um jogador profissional e fazer história aqui no clube.

Você acha que tem alguma característica semelhante ao Gabriel, além é claro de fazer gols?

Bom essa pergunta é difícil de responder (risos), sei que ele é um finalizador nato e de um grande potencial, e além de tudo já tem suas conquistas e história aqui no clube. Eu ainda estou começando a realizar a minha trajetória, prefiro não me pretender a comparações, e sim trabalhar dia pós dia, e superando minhas próprias marcas.

Estar do outro lado da tela (campo onde treinam os profissionais), de alguma maneira mexeu contigo? Te fez pensar em como será seu futuro aqui no Santos?

Mexeu! Mexeu muito mesmo! É um sonho que eu tenho a realizar, passou muitas coisas na minha mente, foi inesquecível esse momento. Com fé em Deus um dia esse sonho será realizado.

Depois da visita, você achou que poderia ter feito mais perguntas ao Gabriel? O que mais você gostaria de saber?

Sim! Claro (risos) A gente fica um pouco ansioso, tudo foi muito rápido. Fiz o “hat-trick” no sábado de manhã, brincamos no final do jogo, pedi música para a Santos TV, e sou convidado para passar esse momento com a Gabriel (risos). Deu um friozinho na barriga sim, mais ele me deixou muito tranquilo, foi gente boa, isso me ajudou a ficar bem à vontade, apesar de no início estar um pouquinho nervoso.

O Gabriel comentou a importância dos treinadores (Ballio e Fabricio) no seu processo de formação. E para você, como é trabalhar com esses treinadores? Nos fale um pouco de cada um deles.

Pois é! O Gabriel deu maior moral para os professores Ballio e Fabrício! Eles são feras! Ele disse que ambos foram muito importantes na formação dele como atleta, e para mim está sendo uma honra trabalhar com eles. Acho que não só para mim, mas para o grupo todo. O Ballio é um paizão, sabe conversar com a gente, tenho evoluído muito com ele e com o Fabricio.

Como é a sua relação com seus companheiros de grupo? O Santos ao longo de sua história sempre revelou ao futebol duplas que se encaixavam perfeitamente, como por exemplo Pelé e Coutinho, João Paulo e Juary, Diego e Robinho, Neymar e Ganso… já imaginou Marcos Leonardo e Fernandinho?

Graças à Deus tranquila, gosto de cada um deles e torço bastante pelo sonho deles também, porque sabemos que não é fácil. Quanto eu e o Fernando, somos bem entrosados, jogamos há muito tempo juntos, desde quando cheguei no Santos. E isso facilita muito às nossas jogadas. Já pensou eu e Fernandinho no profissional? (risos).

Quais são as suas metas aqui no Santos FC e na Seleção Brasileira, já que você já foi convocado para vestir a “Amarelinha”?

Bom, aqui no Santos é chegar no profissional com uma boa performance, dando alegrias à essa torcida maravilhosa, e fazer à minha própria história no clube. Quanto à seleção, será o fruto de tudo o que eu produzir aqui né? Mas, representar nosso país é algo muito forte e emocionante, meu pai sempre diz, que é como ir à uma guerra em busca de vitórias e alegrias ao nosso povo brasileiro que tanto sofre, é o futebol é a alegria do nosso povo.

Qual recado você deixa para o Torcedor Santista?

Meu recado é que um dia, com fé em Deus, darei muitas alegrias à nossa torcida. Aliás, desde a base cada jogo é uma luta. E eu lutarei até o fim em cada partida disputada! Aqui é Santos!

Deixe sua opinião